domingo, maio 04, 2008

Yannick e o golo "quase milionário"

Foto: Miguel Vidal / Reuters


Yannick -3- O melhor do Sporting. Pela alegria contagiante, pela velocidade que emprega ao jogo e, sobretudo, pelo golo “quase milionário”. Em grande forma.
Rui Patrício -2- Demasiado nervosismo para ser guarda redes do Sporting. Tem que crescer.

Abel -3- Foi o lateral que mais subiu no terreno.

Tonel -3- Tirou uma bola sobre a linha e esteve sempre seguro.

Polga -2- Alguns deslizes que acabaram por não comprometer.

Grimi -3- Muito retraído. Defendeu bem.

Miguel Veloso -3-
Bons passes. A subir de forma agora que estamos perto do fim da época.

Izmailov -3- Incansável mas pouco objectivo.

João Moutinho -3- A raça, o querer e a entrega.

Romagnoli -3- jogo algo intermitente mas nota positiva.

Vukcevic -3- Passe para golo, velocidade de execução, técnica mas foi descaindo com o passar do tempo.

Pereirinha -2- Deu velocidade.

Gladstone -1- Para segurar.

Farnerud -1- Para queimar tempo.

1 comentários:

Mais Futebol disse...

A Liga está a investigar a forma como Yannick Djaló comemorou o golo que apontou em Paços de Ferreira, e que deu a vitória ao Sporting (0-1). No mapa de castigos divulgado esta terça-feira consta o nome do avançado leonino, mas sem qualquer referência a castigo ou multa. Apenas escrito: «Aguarda esclarecimento».

De acordo com o que Maisfutebol apurou, a Liga vai analisar a forma como Yannick festejou o golo. Nas imagens televisivas é visível que o jogador manda calar os adeptos locais, com o dedo indicador encostado à boca. Terá sido uma resposta a alguns cânticos racistas que se foram ouvindo nas bancadas nos minutos anteriores.

O assunto não terá escapado ao relatório do delegado da Liga, pelo que o organismo que gere o principal escalão do futebol português vai agora efectuar diligências para aferir o que se passou. Só após serem reunidos mais dados é que será divulgada uma decisão.

terça-feira, 06 maio, 2008