Recordar: Bura

NOME COMPLETO
Miguel Ângelo Marques Granja
NOME
Bura
DATA DE NASCIMENTO
17/12/1988
NATURALIDADE
Matosinhos
POSIÇÃO
Defesa Central
ESTREIA
Gil Vicente 1-1 Ac. Viseu (03/08/2015)
PRIMEIRO GOLO
Ac. Viseu 1-0 Farense (08/08/2015)
JOGOS
116
GOLOS
22
ÉPOCAS
15/18
Foto: Diário de Viseu


Três épocas de muito bom nível em Viseu, no nosso Académico!

2015/2016

No primeiro jogo do campeonato, frente ao Farense, Bura fez o golo da vitória (1-0). Começou aí uma série de 5 golos, que fizeram dele um dos segundos melhores (5 golos).

Foi também o «rei» dos autogolos. Fez 3, todos a favor do Feirense, um em Santa Maria da Feira (2-0) e dois no Fontelo (0-5).

No total fez 40 jogos, 39 como titular e um como suplente utilizado, nunca foi substituído e ficou sentado no banco academista em duas ocasiões.

Foi eleito 4 vezes como melhor academista em campo, uma vez jogador do mês (agosto de 2015), sendo o segundo classificado na eleição para jogador do ano.

2016/2017

Na segunda época Bura fez um total de 41 jogos, todos como titular, nunca foi substituído e ficou no banco, sem de lá sair, numa ocasião. Foi uma vez expulso.

Marcou 11 golos o que lhe valeu o «título» de melhor marcador, 10 deles no campeonato e aí fez tantos como Zé Paulo.

Com tanto golo, ele que é defesa, não é grande surpresa que nessa época entrou no «top 10» dos melhores marcadores do Académico na Segunda Liga.

Foi 3 vezes eleito o melhor academista em campo, uma vez jogador do mês (fevereiro de 2017) e considerado por nós como «jogador do ano»!

Além de tudo isto ninguém esquecerá, por certo, quando em Coimbra frente à Académica (1-2) foi para a baliza nos minutos finais dada a expulsão do guarda redes de então, Rodolfo!

2017/2018

Na última época de Bura ao serviço do nosso clube, fez 35 jogos e nunca foi suplente. De 26 de novembro de 2017 a 13 de janeiro de 2018 esteve inactivo devido a lesão, facto que o prejudicou na luta para «jogador do ano» (foi 2º) já que teve a melhor média de pontos por jogo.

Marcou 6 golos o que fez com chegasse a 2º melhor marcador do Académico na Segunda Liga, onde ainda se encontra. Foi também nesta última época que entrou no «top 10» dos jogadores que mais vezes vestiram o «Manto Sagrado» na Segunda Liga (é o 5º), em que entrou no «grupo dos centenários» e em que foi escolhido pelo jornal «O Jogo» para a equipa do ano da Segunda Liga.

Foi ainda eleito uma vez como MVP academista e duas vezes jogador do mês (setembro de 2017 e março de 2018).

CURIOSIDADES

58º Jogador com mais jogos pelo Académico;

Com ele em campo o Académico alcançou 43 vitórias (37.1% dos jogos), 37 empates (31.9 %) e 36 derrotas (31%);

Teve nove treinadores: Francisco Chaló (45 jogos), Ricardo Chéu (27), André David (17), Manuel Cajuda (14), Jorge casquilha (8), Bruno Ribeiro (3), Tony da Silva (1) e Tiago Castro (1).

Ler Texto Completo

Recordar: Júlio

NOME COMPLETO
Júlio dos Santos Henriques
NOME
Júlio
DATA DE NASCIMENTO
17/12/1942
NATURALIDADE
Lisboa
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
Peniche 1-0 Ac. Viseu (18/09/1966)
PRIMEIRO GOLO
Ac. Viseu 4-1 Torres Novas (23/10/1966)
JOGOS
34
GOLOS
7
ÉPOCAS
66/67

Um dos jornais da época anunciava que o Académico de Viseu se aprestava para contratar Matateu e que um dirigente academista se tinha deslocado a Lisboa com esse propósito.

O tal dirigente foi mesmo a Lisboa mas quem veio foi Júlio, um avançado ex Belenenses (65/66), que chegou vindo do clube da Cruz de Cristo juntamente com Margarido.

Trinta e quatro jogos e sete golos depois saiu para o Gouveia (67/70). Passou também por Sp. Espinho (70/75), Lourosa (75/77), Mangualde (77/78), Vilanovense (78/79) e Fiães (79/80).
Ler Texto Completo

Vitória SC B 2-0 Ac. Viseu FC

Vitória SC B 2-0 Ac. Viseu FC

O Académico de Viseu foi derrotado, esta tarde, na deslocação a Guimarães, frente à formação "B" do Vitória, por 2-0.
Num jogo marcado por algumas alterações no onze inicial, o mister Manuel Cajuda fez alinhar de início: Jonas, João Mário, Medina, Fernando Ferreira, Baumer, Tiago Almeida; Paná, Latyr, Rui Miguel, Ryan e Gasilin.

Primeiro minuto de jogo e golo para a turma da casa. Bola lançada em profundidade para o atacante vimaranense e Yakubu, frente a Jonas, não perdoou. Fernando Ferreira não esteve bem na abordagem do lance, Jonas pareceu que podia ter feito melhor. Ele que, diga-se de boa justiça, foi uma das figuras academistas, com um par de defesas dignas de registo. Ainda na primeira metade, nova contrariedade para a turma viseense, com a expulsão de João Mário, por acumulação de amarelos. Se no primeiro amarelo, JM pareceu que foi carregado em falta - sendo amarelado por protestos (?) -, já no segundo, pareceu-nos que teve uma entrada sobre o adversário algo imprudente - pelo menos, para quem já estava amarelado. Registo ainda para o único remate perigoso nos primeiros 45 min., através de Paná, que foi um dos mais esclarecidos da turma viseense.

Para o segundo tempo, duas alterações: NSor e Lucas, entraram para os lugares de Ryan e Rui Miguel. Mais tarde, Gasilin, algo apagado do jogo, deu lugar a Barry. Contudo, não foi possível chegar ao empate, apesar de ligeiras melhorias em relação aos primeiros 45 min. de jogo. O Vitória, já perto do final, fixaria o resultado final em 2-0, novamente por Yakubu. Resultado justo.

Próximo jogo é no domingo, dia 23/12, na recepção ao Paços de Ferreira, onde é importante o apoio de todos para regressarmos rapidamente aos triunfos.
Força Académico!! Sempre contigo!!

Ler Texto Completo

Recordar: Gil Vicente FC 0-0 Ac. Viseu FC


Estádio Cidade de Barcelos, 16 de dezembro de 2017
17ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Carlos Espadinha (Portalegre)

Gil Vicente: Rui Sacramento; Gabriel, Vítor Tormena, Luiz Eduardo e Luís Tinoco; Miguel Abreu (Henrique, 78), Ricardinho (c) e James Igbekeme; Jonathan (Reko 90+1), Rafael Batatinha (Alioune Fall, 65) e Rui Miguel. Treinador: Jorge Casquilha.

Ac. Viseu: Peçanha; Joel, Pica, Fábio Santos e Lucas; Fernando Ferreira, Tarcísio (Zé Paulo, 61), Bruno Loureiro e Yuri (João Mário, 55); Sandro Lima e Barry (c). Treinador: Francisco Chaló.

Ligações:


Ler Texto Completo

Recordar: Jorge Leça

NOME COMPLETO
Jorge Manuel Silva Fernandes
NOME
Jorge Leça
DATA DE NASCIMENTO
16/12/1969
NATURALIDADE
Leça
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
U. Leiria 1-0 Ac. Viseu (10/09/1989)
PRIMEIRO GOLO
U. Lamas 2-2 Ac. Viseu (14/01/1990)
JOGOS
29
GOLOS
3
ÉPOCAS
89/90
Jorge Leça é o segundo na fila de baixa

Jogador com Formação no Leça e no Boavista foi da equipa do Estádio do Bessa que se transferiu para o Guarda (88/89) vindo depois para o Académico.


Por Viseu participou em 29 jogos - marcou 3 golos - e ajudou o Académico a alcançar a zona de acesso à primeira edição da Liga de Honra, a actual Ledman LigaPro.

Jogou também nos seguintes clubes: Maia (92/93), Esposende (93/94), Marco (94/95), Lousada (96/98), Gondomar (98/99), Lixa (99/00), Ovarense (99/00), Camacha e Pinhalnovense (00/01), Lamego (01/02) e Cambres (02/03).

Foi na Ovarense, em 99/00, que se cruzou a única vez como adversário do Académico. Foi suplente utilizado na goleada que a sua equipa impôs ao nosso clube (4-0), isto na primeira volta, sendo titular substituído na segunda volta no empate a zero (Fontelo).
Ler Texto Completo

Recordar: Paulo Mota

NOME COMPLETO
Paulo Jorge da Rocha Mota
NOME
Paulo Mota
DATA DE NASCIMENTO
16/12/1969
NATURALIDADE
Tondela
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
Ac. Viseu 0-2 Nacional (19/03/1989)
JOGOS
3
ÉPOCAS
88/91


Paulo Mota chegou ao Académico proveniente dos juniores do Lobanense – também passou pela formação do Tondela – para jogar na I Divisão ao serviço do nosso clube. Fez apenas um jogo no principal escalão do nosso futebol. Foi em casa, frente ao Nacional, entrando ao minuto 75 para o lugar de Nunes, mas sem conseguir inverter o 0-2 final.

Em 89/90 fez apenas mais dois jogos e na época seguinte, 90/91, mesmo fazendo parte do plantel academista, acabou por não fazer qualquer jogo.

Saiu de Viseu em direção ao VN Foz Coa (91/92).


Outros clubes: Tondela (92/94, 97/98), Lobanense (94/97, 98/00, 01/03), Carregal do Sal (00/01) e Canas de Santa Maria (03/04).
Ler Texto Completo

Antevisão: Vitória SC B vs Ac. Viseu FC


Imagem da página oficial do melhor clube do mundo

Jogo número 435 do Académico na Segunda Liga – 144 vitórias, 124 empates, 166 derrotas, 445 golos marcados e 498 sofridos. Fora de casa será o 217º jogo – 38 vitórias, 70 empates, 108 derrotas, 179 golos marcados e 316 sofridos.

Nono jogo entre a versão B do Vitória SC e o Académico – 5 vitórias, 2 empates, uma derrota, 10 golos marcados e seis sofridos. Em Guimarães será o 5º jogo – 1 vitória, 2 empates, 1 derrota, 2 golos marcados e 3 sofridos.

Em confronto vão estar o 7º e o 16º classificado com vantagem de seis pontos para o nosso clube. O Académico tem melhor ataque (13/10) e melhor defesa (13/15).

Ler Texto Completo

Recordar: Alex

NOME COMPLETO
Alex Norival Machado
NOME
Alex
DATA DE NASCIMENTO
15/12/1978
NATURALIDADE
Brasil
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
Ac. Viseu 1-1 Valecambrense (10/02/08)
PRIMEIRO GOLO
Social Lamas 1-1 Ac. Viseu (24/02/2008)
JOGOS
8
GOLOS
1
ÉPOCAS
07/08

Andou pelo Brasil – Mamoré 2004 -, Finlândia (Atlantis e Hameenlinna em 2002) e Eslováquia (Kosice em 04/05). O seu primeiro clube em Portugal foi o Valpaços (05/06), seguiu-se o Marítimo Graciosa (0607), Valonguense (06/07) e Tondela (07/08) de onde veio para o Académico de Viseu.

Depois de Viseu jogou no Portosantense e Lusitano de Évora (08/09), Boavista (09/10 foto do site) e Machico (10/11). Iniciou a época de 11/12 no Portosantense e terminou-a em Espanha no CD Boiro. 
Ler Texto Completo

15 factos/curiosidades após o AVFC 0-0 CDCP


I) Esta foi a primeira vez que o Académico não venceu um jogo disputado a 8 de dezembro (Fontelo). Antes ganhamos ao SC Lamego em 63/64 (5-2, Vidal 2, Ramiro 2, Simões), Ala Arriba em 74/75 (3-0, Basto 2, Ferrão), Águeda em 85/86 (3-0, Amadeu, Gil e Leal) e Oliveira do Hospital em 04/05 (4-1, Jairson, Rui Gama, Caju, Bruno Madeira);

II) Quarto jogo arbitrado por João Malheiro Pinto (Lisboa), primeira vez que o Académico não perde e primeira vez que não sofre 3 ou mais golos;

III) Académico continua sem perder com o Cova da Piedade em jogos na Segunda Liga, o que equivale a dizer que não perde com o clube da AF Setúbal há mais de 70 anos;

IV) Segundo jogo consecutivo sem vitórias do Académico no Fontelo e apenas uma vitória nos últimos 5 jogos;

V) 25º Jogo caseiro com o resultado zero-a-zero na Segunda Liga, 57º no total;

VI) 59º Jogo caseiro sem marcar golos na Segunda Liga, o 138º no total;

VII) Terceiro jogo consecutivo sem vitórias;

VIII) Nos últimos 6 jogos o Académico não sofreu golos em cinco;

IX) Luisinho fez o jogo número 125 pelo Académico na Segunda Liga e igualou Tomé como o terceiro academista com mais jogos na competição;

X) Décimo primeiro jogo de Jonas, em 21, sem sofrer golos;

XI) Com Tiago Almeida em campo o Académico está numa série de 5 jogos sem perder;

XII) Com Luisinho o Académico está numa série de seis jogos sem vencer, tem apenas uma vitória nos últimos 9 jogos e só venceu um jogo esta época na Segunda Liga;

XIII) Fernando Ferreira fez o 90º jogo pelo Académico e igualou Anacleto como o 86º jogador com mais jogos pelo Académico;

XIV) Com Barry em campo o Académico ainda não venceu nesta época em jogos a contar para a Segunda Liga;

XV) Neste momento Paná tem 74 jogos e 5 golos, números iguais aos de Yuri;

XVI) Com João Mário em campo o Académico está numa série de 6 jogos sem perder;

XV) Com Gabriel em campo o Académico está numa série de 4 empates consecutivos e 5 jogos sem perder;

Ler Texto Completo

Recordar: Rui Borges

NOME COMPLETO
Rui Fernando Nascimento Borges
NOME
Rui Borges
DATA DE NASCIMENTO
14/12/1973
NATURALIDADE
Lisboa
POSIÇÃO
Médio
ESTREIA
Ac. Viseu 1-0 Moreirense (25/08/1996)
PRIMEIRO GOLO
Ac. Viseu 1-1 Aves (03/11/1996)
JOGOS
28
GOLOS
2
ÉPOCAS
96/97

Foto retirada daqui

Começou no Casa Pia (92/95), foi para o Boavista (95/96) e em 96/97 chegou ao Académico de Viseu que disputava então a Liga de Honra, a atual Ledman LigaPro.


 Uma época depois saiu para o União de Lamas (97/98). Alverca (98/02), Belenenses (02/04), Estrela da Amadora (04/07), foram outros dos clubes por onde passou, chegando depois ao Trofense (07/09), conseguindo nesse clube a histórica subida à I Divisão. 


Terminou a carreira no Vizela (09/10) na II Divisão.
Ler Texto Completo

Recordar: Matos

NOME COMPLETO
Bernardino Ernesto Matos dos Santos
NOME
Matos
DATA DE NASCIMENTO
13/12/1968
POSIÇÃO
Médio
ESTREIA
Mangualde 1-2 Ac. Viseu (04/01/1987)
PRIMEIRO GOLO
Marinhense 1-1 Ac. Viseu (01/03/1987)
JOGOS
29
GOLOS
2
ÉPOCAS
86/88, 89/92

Estreou-se em Mangualde, com pouco mais de 18 anos, ainda junior, lançado por Carlos Alhinho, na 14ª jornada da II Divisão, Zona Centro, substituindo Pisco ao minuto 65, num jogo ganho pelo nosso clube com golos de Pisco e Pais na própria baliza.


O seu primeiro golo foi marcado aos 18 anos, 2 meses e 16 dias, sendo nesse aspeto o 5º jogador mais novo da história academista a "faturar" com a nossa camisola.

Fez parte do plantel academista na sua última subida à I Divisão. Saiu para o Mangualde (88/89, 92/93) e regressou a Viseu para mais três épocas. 

Outros clubes: Oliveira do Hospital (93/94), Nelas (94/95), Fornos de Algodres (95/01, 02/03), Sátão (01/02), Social Lamas (03/06) e Lusitano (06/07).
Ler Texto Completo