Parabéns Gonçalo!

NOME COMPLETO
Gonçalo Duarte Amaral Sousa
NOME
Gonçalo
DATA DE NASCIMENTO
19/04/1998
NATURALIDADE
Viseu
POSIÇÃO
Médio
ÉPOCAS
17/18



O médio academista faz hoje 20 anos. Parabéns!

Ler Texto Completo

Recordar: Vítor

NOME COMPLETO
Vítor Manuel Pereira da Costa
NOME
Vítor
DATA DE NASCIMENTO
19/04/1942
NATURALIDADE
Ranhados
POSIÇÃO
Defesa
ESTREIA
Tirsense 2-2 Ac. Viseu (03/07/1966)
JOGOS
165
ÉPOCAS
65/73


Oito épocas a defender o nosso clube. Até ao momento já contabilizamos 165 jogos com o «Manto Sagrado» vestido. Nas épocas de 1961 a 1963 há um Vítor que também pode ser este, embora não saibamos a certeza.
Ler Texto Completo

Recordar: Ac. Viseu FC 2-0 Leixões SC

Estádio do Fontelo, 19 de abril de 2014
39ª Jornada da Liga 2 Cabovisão
Árbitro: Bruno Esteves (Lisboa)

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tiago Rosa, Paulo Monteiro, Cláudio (c) e Ricardo Ferreira; Capela e João Alves (Ibraima, 87); Bruno Loureiro, Luisinho (João Martins, 64) e Fausto Lourenço (Leonel, 73); Cafú. Treinador: Ricardo Chéu.

Leixões: Chastre, Oto´o, Nuno Silva, Materazzi, Zé Pedro (Pedras, 71), Huguinho (Moedas, 59), Nélson Agra, Cadinha (Rui Coentrão, int), Moreira, Xavier e Mailo. Treinador: Jorge Casquilha.

Expulsões: Mailo 32, Capela 52

Golos: Cafú 45 (1-0), João Alves 55 (2-0)

Ligações:


Ler Texto Completo

Recordar: CD Cinfães 1-2 Ac. Viseu FC

Foto: Diário de Viseu

Estádio Municipal Cerveira Pinto, 19 de Abril de 2009
3ª Jornada da Fase de Subida
Árbitro: Rui Gonçalves

Cinfães: Miguel Matos, Maia, Luís, Jonas, Sidon, Rogério (Pinto 77), Filipe Carvalho, Rui Gonçalves (Nogueira 79), Nakata (Mauro 73), Sérgio Silva e Miki. Treinador: Vítor Moreira


Ac. Viseu: Augusto, Alexandre, Sérgio, Tiago Gonçalves, Casal, Rui Lage, Álvaro, Luís Costa (Parma 67), Márcio (Milford 60), Everson e Zé Bastos (Leandro 83). Treinador: Luís Almeida.

Golos: Filipe Carvalho 57 (1-0), Parma 71 (1-1), Milford 75 (1-2)


Ligações:

Crónica do Jogo
Ler Texto Completo

Recordar: SC Covilhã 2-1 Ac. Viseu FC


Estádio José Santos Pinto, 19 de abril de 2017
37ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

Sp. Covilhã: Igor Rodrigues; Mike, Zarabi, José Pedro e Marcílio (Ofori, 85); Djikiné e Diarra (Joel, 74); Gilberto (c), Harramiz e Medarious; Erivelto (Ponde, 80). Treinador: Filipe Gouveia.

Ac. Viseu: Rodolfo; Joel (Paná, 80), Bruno Miguel, Bura e Stéphane; Capela (c), Bruno Loureiro (Rui Miguel, 64), Moses (Zé Pedro, 53) e Tiago Borges; Zé Paulo e Sandro Lima. Treinador: Francisco Chaló.

Golos: Zarabi 28 (1-0), Erivelto 57 gp (2-0), Zé Paulo 90+5 (2-1)

Ligações:



Ler Texto Completo

Recordar: CD Santa Clara 2-0 Ac. Viseu FC

Estádio de São Miguel, 19 de abril de 2015
40ª Jornada da Liga 2
Árbitro: Luís Godinho (Évora)

Santa Clara: Pedro Freitas, Mike, Amoreirinha, Accioly, Paulo Henrique, Tiago Ronaldo, Malafaia (Jimmy, 56), Pacheco (Ruizinho, 60), Rafael Batatinha, Ludovic e Clemente (Vouho, 63). Treinador: Filipe Gouveia.

Ac. Viseu: Ruca; João Amorim, Tiago Costa, Eridson e Ricardo Ferreira (Filipe Nascimento, 73); Gabi, Clayton (Sandro Lima, 56) e André Sousa; Luisinho, Tiago Almeida e Tiago Borges (Fábio Martins, 81). Treinador: Ricardo Chéu.

Expulsão: Gabi 80

Golos: Amoreirinha 3 (1-0), Jimmy 88 (2-0)

Ligação:


Ler Texto Completo

Recordar: Vasques

NOME
Vasques
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
Chaves 4-3 Ac. Viseu (4/10/1959)
PRIMEIRO GOLO
Chaves 4-3 Ac. Viseu (4/10/1959)
JOGOS
19
GOLOS
4
ÉPOCAS
59/60
 
Vasques fez uma época no Académico de Viseu, com o clube na II Divisão, marcou 4 golos em 19 jogos.

Outros clubes: Vitória de Setúbal (56/58), Almada (60/61) e Beja (61/62).
Ler Texto Completo

Recordar: Pipo

NOME COMPLETO
José Manuel Gomes Pipo
NOME
Pipo
DATA DE NASCIMENTO
18/04/1971
NATURALIDADE
Viseu
Posição
Médio
ESTREIA
Ac. Viseu 2-1 Sp. Covilhã (05/11/1989)
PRIMEIRO GOLO
Peniche 0-1 Ac. Viseu (02/06/1990)
JOGOS
6
GOLOS
1
ÉPOCAS
89/90
Iniciou a sua carreira como iniciado no Viseu e Benfica. Daí saiu para o Repesenses onde na equipa de juvenis jogou ao lado de Paulo Sousa entre outros. Ingressou no CAF, nos juniores, e estreou-se pelos seniores na época 89/90, época essa em que, com Álvaro Carolino ao leme, o Académico alcançou um lugar na Divisão de Honra (Segunda Liga) de 90/91, em virtude do 5º lugar final na II Divisão Zona Centro.

O primeiro jogo oficial ao serviço do CAF deu-se no dia 5 de Novembro de 1989 quando o nosso clube recebeu, e bateu, o Sporting da Covilhã por 2-1. Pipo entrou aos 74 minutos, substituindo Leça, a tempo ainda de ajudar o Académico a marcar o segundo golo, já que os covilhanenses adiantaram-se no marcador logo aos 30 minutos, Abel empatou aos 49 e Fanfali fez o golo no minuto 90. O golo que valeu a vitória.

Dos seis jogos em que actuou pelo CAF Pipo foi titular em dois. Foi titular, por exemplo, na última jornada de 89/90, em Peniche, e foi aí que marcou o único golo pelo Académico logo aos 8 minutos de um jogo que o CAF venceu por 0-3. Os outros golos dessa partida foram apontados por Jorginho e João Manuel.

Com a criação do Viseu Futebol Clube, como satélite do CAF, foi o capitão de equipa durante os dois anos em que o clube espalhou classe pelos relvados e pelados da III Divisão. 

Jogou também no Lusitano de Vildemoinhos (92/94, 96/01), Nelas (94/95) e Parada de Gonta (95/96).
Ler Texto Completo

Recordar: Vidal

NOME
Vidal
POSIÇÃO
Avançado
ESTREIA
Ac. Viseu 5-2 Sp. Lamego (08/12/1963)
PRIMEIRO GOLO
Ac. Viseu 5-2 Sp. Lamego (08/12/1963)
JOGOS
5
GOLOS
3
ÉPOCAS
63/64
 
Vidal foi campeão distrital pelo nosso clube em 63/64. No jogo de estreia apontou logo dois golos. No entanto só faria mais 4 jogos, e mais um golo, e a partir de 9 de fevereiro de 1964 não voltou a jogar.
Sabe mais sobre o Vidal?

Ler Texto Completo

Análise Individual Ac.Viseu x União: PANÁ8 MVP

Paná – 3 – O escolhido para o melhor academista em campo. Depois das boas indicações no jogo da Póvoa de Varzim, regressou ao onze inicial, tendo sido o maestro do meio-campo, dando qualidade ao jogo academista, com a sua simplicidade e toque de bola.


Peçanha – 2 – Três golos sofridos, em tarde complicada.

Bura – 3 – Marcou o golo do Académico, oportunamente a responder ao cruzamento de Kiko. Viu um amarelo injustamente, o quinto na prova, e por isso não joga em Braga.

Bruno Miguel – 2.5 – Missão complicada, mormente na segunda metade, quando esteve muitas vezes contra mais que um elemento do União.

Zé Paulo – 3 – Uma boa primeira metade. Começou a central. Terminou o jogo em posição mais ofensiva no terreno.

Kiko – 2.5 – Cerca de 25 minutos em campo, após ter levado amarelo – que o afasta do jogo de Braga – por alegada simulação(?). Livre perfeito para o golo de Bura.

João Mário – 3 – Deu velocidade ao corredor direito academista, e foi o principal desequilibrado na primeira metade do encontro. Ia fazendo um golaço, mas bateu no travessão.

Capela – 3 – Jogo de sacrifício no meio-campo academista. Um bom remate ainda na primeira metade, quase deu golo.

Rui Miguel – 3 – Rubricou uma exibição muito interessante no vértice mais ofensivo do meio-campo, trazendo experiência e simplicidade na construção das jogadas ofensivas.  

Barry – 2.5 – Lutou até à exaustão, e acabou expulso, por lances naturais. Mais um elemento afastado do jogo de Braga.

NSor – 2.5 – Bastante lutador no ataque, foi o perdulário da tarde, com duas ocasiões flagrantes na cara de Chastre – uma em cada parte.

Avto – 2 – Entrou para o lugar de Kiko. Deu velocidade ao flanco é certo, mas não teve os desequilíbrios desejados.

Tarcísio – 2 – Entrou para equilibrar o meio-campo e continuar a missão de R.Miguel.

Lucas – 1.5 – Entrou para o lugar de João Mário, tentando dar alguma vivacidade ao lado esquerdo do ataque.
Ler Texto Completo

Recordar: AC Marinhense 2-1 CAF Ac. Viseu

Campo da Portela, 17 de Abril de 1988
30ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Ezequiel Feijão (Setúbal)

Marinhense: Nélson; Gato, Alfredo, Magalhães e Penetra (Teixeira, 23); Rui Manique, Landeck e Sérgio; Rui Casimiro (Luís José, 74), Cabumba e João Carvalho.

Ac. Viseu: Sardinha; Morgado, Leal, Chico Nikita e Kappa; Delgado (Gil, 67), Carlos Manuel (João Luís, 35) e Cruz; Rui Madeira, Abel e Rui. Treinador: Carlos Alhinho.

Golos: Cabumba 1 (1-0), Cabumba 48 (2-0), Rui Madeira 75 (2-1)

Guia tropeçou: O Marinhense, que tem feito uma época um tanto ou quanto irregular, tem primado por jogar bem contra equipas mais bem apetrechadas da zona centro.
Hoje, voltamos a assistir a um bom encontro de futebol na qual a vitória dos locais, além de nunca ter estado em questão, foi valorizada por um adversário que demonstrou o porquê de ser um dos mais fortes candidatos à subida de divisão.
Com muito público ainda fora do recinto de jogo, já o Marinhense se encontrava em vantagem depois de um belo remate de Cabumba. Este golo a frio provocou nos locais um empertigamento com o qual os comandados de Alhinho não contavam e, assim, toda a primeira parte foi jogado mais no terreno dos forasteiros, os quais, só a espaços se acercavam da defesa visitada.
No segundo tempo, e quando se esperava uma enérgica reacção do guia, iam decorridos três minutos já o Marinhense aumentava a vantagem desmoralizando os viseenses que, assim, viam complicar-se a sua tarefa.
Nos derradeiros quinze minutos, e devido ao cansaço natural, os vidreiros abrandaram o andamento, o que poderia ter sido fatal, já que o Académico alcançou o seu ponto de honra, não atendo ido mais além porque os locais defenderam, com garra, o avanço alcançado.
Excelente arbitragem,
Cristino Chanoca in A Bola, 18 de Abril de 1988
Ler Texto Completo

Recordar: Ferrão

NOME COMPLETO
António José Frias Ferrão
NOME
Ferrão
DATA DE NASCIMENTO
17/04/1954
NATURALIDADE
Viseu
ESTREIA
Ac. Viseu 0-0 Ovarense (24/09/1972)
PRIMEIRO GOLO
Febres 1-1 Ac. Viseu (19/11/1972)
JOGOS
92
GOLOS
6
ÉPOCAS
72/77


Estreou-se no Académico de Viseu apenas com 18 anos, vindo da formação do Viseu e Benfica, e logo no primeiro ano fez 24 jogos e marcou dois golos! 

Ficou mais 4 épocas no Académico de Viseu fazendo parte do plantel que, em 75/76, conseguiu a subida à II Divisão. 

O seu primeiro golo pelo Académico foi apontado aos 18 anos, 7 meses e 2 dias. É neste aspeto o oitavo mais jovem de sempre a marcar pelo Académico.

Outros clubes conhecidos: Tondela (79/80) e Sátão (79/80, 83/84)

Nota: Número de jogos e golos incompletos (fichas apuradas até ao momento).
Ler Texto Completo

Recordar: Mustafá

NOME COMPLETO
Mbodji Moustaph
NOME
Mustafá
DATA DE NASCIMENTO
17/04/1967
NATURALIDADE
Senegal
POSIÇÂO
Defesa
ESTREIA
Felgueiras 1-1 Ac. Viseu (22/08/1993)
PRIMEIRO GOLO
Ac. Viseu 5-2 Freamunde (07/11/1993)
JOGOS
8
GOLOS
1
ÉPOCAS
93/94



Chegou ao Académico de Viseu com 26 anos vindo de um modesto clube francês (Suresnes) e não se impôs no Académico. Fez apenas 8 jogos e marcou um golo. Saiu e perdeu-se-lhe o rasto. 
Ler Texto Completo

Recordar: Nuno

NOME COMPLETO
Nuno Filipe Correia Ferreira
NOME
Nuno
DATA DE NASCIMENTO
17/04/1980
NATURALIDADE
Santa Maria da Feira
POSIÇÃO
Guarda Redes
ESTREIA
Ac. Viseu 1-0 Sanjoanense (25/11/2007)
JOGOS
8
ÉPOCAS
07/08

Chegou a meio da época 07/08 para substituir João Sampaio que cansado de ser suplente, de Manuel Fernandes, resolveu sair do clube. Sempre que chamado a competir portou-se dignamente. 


Feirense (99/02), Fiães (02/06), Sanjoanense (06/07) e ADRAV (11/12) são outros dos clubes por onde passou.
Ler Texto Completo

Recordar: Ac. Viseu FC 3-2 CD Aves

Estádio do Fontelo, 17 de abril de 2016
42ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves (c), Bura e Ricardo Ferreira; Romeu Ribeiro (Carlos Eduardo, 63), Capela e Bruno Loureiro; Moses (Forbes, 76), Tiago Borges (Yuri, 73) e Zé Pedro. Treinador: Jorge Casquilha.

Aves: Quim; Chico Gomes, Emanuel, Marcos Valente e Nélson Pedroso; Tarcísio, Pedró (Sergyi Syzyl, 84) e Jander (Romaric, 79); Theodoro Mendy, Fernando Silva (Renato Reis, 73) e Guedes. Treinador: Ulisses Morais.

Golos: Capela 9 (1-0), Emanuel 17 (1-1), Zé Pedro 20 (2-1), Guedes 40 (2-2), Bura 90+5 (3-2)

Ligações:


Ler Texto Completo