A época de Vitinho

Nome: Vítor Jorge Pais Pereira "Vitinho"
Data de nascimento: 13/10/1992
Posição: Defesa


Números da época:


Jogos: 1
Suplente utilizado: 1


Acreditamos que o sonho de qualquer jogador que passe pelas camadas jovens do Académico seja actuar nos seniores do nosso clube. Vitinho já cumpriu o sonho. Jogou 2 minutos no jogo que o Académico fez em Oliveira de Azeméis, frente ao Oliveirense, em jogo a contar para a Taça de Portugal. Foi pontuado com 0,5 pontos. Saiu para o Canas de Senhorim onde actuou em 20 jogos.


Amanhã: A época de Cabido
Ler Texto Completo

Ac. Viseu - positivo da semana!

"O Académico de Viseu ascende à 2ª Divisão Nacional. A equipa treinada por Lima Pereira esteve durante toda a época nos primeiros lugares e demonstrou estar bem preparada para subir de divisão"

Continue a ler aqui (Viseu Mais)
Ler Texto Completo

Jogador do ano: Tiago Gonçalves

Nome: Tiago Filipe Martins Gonçalves
Data de nascimento: 03/09/1986
Posição: Defesa Central
Foto retirada do facebook de Tiago Gonçalves


Depois de Augusto (08/09), Tiago Jonas (09/10) e Luís Vouzela (10/11) o eleito como melhor academista da época é Tiago Gonçalves que alcançou a quantia de 100 pontos. Recordamos que TG5 fez todos os minutos de todos os jogos. A partir de amanhã analisaremos a época de cada um dos jogadores utilizados, começando no pior classificado (Vitinho) e acabando no jogador do ano - Tiago Gonçalves. A classificação final ficou assim estabelecida:

1º Tiago Gonçalves 100

2º Ricardo Ferreira 91,5

3º Luisinho 87,5

4º Marco Almeida 85,5

5º Calico 85

6º Nuno 84

7º Casal 84

8º Hélder Rodrigues 81,5

9º João Paulo 78

10º Bacari 75

11º Rui Santos 60

12º Álvaro 59,5

13º Baio 39,5

14º Doumbouya 34,5

15º Filipe 32

16º Luís Vouzela 30

17º Canelas 22,5

18º Tiago 20,5

19º Rui Dolores 17,5

20º Dede 13

21º Augusto 7,5

22º Zito 6

23º Cabido 1

23º Vitinho 0,5
Ler Texto Completo

Imagens e sons da vitória



Ler Texto Completo

Jogador do mês: Calico

Nome: Carlos Manuel Almeida Almeida "Calico"
Data de nascimento: 06/12/1987
Posição: Defesa Central

Números da época:

Jogos: 28
Golos: 2
Foto: Viseu Desportivo

No último mês da época o capitão Calico é eleito jogador Maio 2012. Calico terminou o mês com 14,5 pontos, deixando atrás de si Hélder Rodrigues e Tiago Gonçalves com 14 pontos. Foi um mês em que marcou um golo muito importante - em Avanca - no jogo em que foi considerado o melhor em campo. Dizia o Pedro Simões "Com Calico da III Divisão não fico"- E não ficamos mesmo!
Ler Texto Completo

O "velho" volta a atacar!

Luís Vouzela (4) – Que me desculpe o marcador do golo mas o meu escolhido para melhor em campo é Vouzela. Aos 38 anos a sua força de vontade é inexcedível. Corrige qualquer falta de pernas que possa parecer ter com um sentido posicional invejável. Quando o Académico mais precisou dele, ele estava lá. Saiu sentado na maca dos bombeiros, mas devia ter saído em ombros! Teremos Vouzela em mais uma época?

Nuno (3) – Verdade seja dita que não foi posto à prova mas, ontem, mostrou-se seguríssimo.

Marco Almeida (3) – Iniciou o jogo com muitos problemas para travar a velocidade de Guilherme, até porque os colegas também não ajudavam a fechar o flanco. Com o passar do tempo serenou.

Calico (4) – Mesmo aqueles que sempre criticaram o C3, tem que concordar que fez uma excelente temporada. Ontem mais do mesmo, voz de comando e magistral no corte. Ficou na retina um excelente desarme sobre Johny depois de aquele lhe ter feito uma “maldade”. Bravo capitão!

Tiago Gonçalves (4) – Intransponível!

Casal (3) – Discreto e eficiente.

Ricardo Ferreira (3) – Jogou calma e serenamente.

Rui Santos (3) – Desta vez não foi ele o herói da subida. Discreto.

Luisinho (3,5) – Minutos antes do golo academista teve nos pés uma grande oportunidade mas sozinho, apenas com Maló pela frente, não foi capas de fazer o golo. Foi ele o autor do passe para o golo do delírio.

Hélder Rodrigues (4) – Entrou para a galeria de notáveis – onde constam nomes como Pedro Paulo, Quim, Besirovic e Rui Santos por exemplo – que conseguiram o golo que valeu uma subida. O golo número 12 de Hélder pelo Académico foi por certo o mais saboroso de todos!

Bacari (3) – Esforçado e combativo.

João Paulo (2,5) – Entrou a tempo de serenar o jogo academista.

Álvaro (0,5) – Cinco minutos em campo para festejar a sua 3ª subida de divisão.

Baio (0,5) – Entrou e também ele aplaudiu quem foi substituir – Luisinho.

Ler Texto Completo

Obrigado!

Álvaro
André Mateus
Augusto
Bacari
Baio
Cabido
Calico
Canelas
Casal
Dede
Doumbouya
Filipe
Hélder Rodrigues
João Paulo
João Ricardo
Jorge
Leo
Luisinho
Luís Vouzela
Marco Almeida
Nuno
Ricardo Ferreira
Rui Dolores
Rui Santos
Tiago
Tiago Gonçalves
Vitinho
Zito

Obrigado também aos técnicos, departamento médio, roupeiros e dirigentes!

NUNCA VOS ESQUECEREMOS!
Ler Texto Completo

UD Sampedrense 0-1 Ac. Viseu FC


Ac. Viseu derrota Sampedrense e sobe à 2ª Divisão Nacional

O Académico de Viseu derrotou esta tarde em São Pedro do Sul a UD Sampedrense, e não só garantiu a subida de divisão, como se sagrou campeão da série C. Num ambiente fantástico no Municipal da Pedreira com centenas de viseenses, o Académico foi mais forte no dérbi distrital. Um golo de H.Rodrigues foi suficiente para levar de vencida esta aguerrida formação de São Pedro do Sul, que fez um campeonato bastante positivo.


Estádio Municipal da Pedreira, 27 de Maio de 2012
10ª Jornada da Fase de Subida, III Divisão, Série C
Árbitro: Tiago Gonçalves (Castelo Branco)

Sampedrense: André Maló, Baixote, Heitor, Marcos, Beto, André Valente, Costa (Mathieu, 79), Jusko (Sérgio, 70), Tagui, Johny e Guilherme (Márcio Anastácio, 88). Treinador: Carlos Sousa.

Ac. Viseu: Nuno; Marco Almeida, Calico, Tiago Gonçalves e Casal; Luís Vouzela (Álvaro, 85), Ricardo Ferreira e Rui Santos (João Paulo, 58); Luisinho (Baio, 89), Hélder Rodrigues e Bacari. Treinador: António Lima Pereira.

Golo: Hélder Rodrigues 72 (0-1)

Entrou melhor a equipa da casa, dispondo de algumas jogadas ofensivas de relativo perigo para a baliza de Nuno. O Académico mais cauteloso e pragmático equilibrava a partida, mas só a espaços criava perigo. Fica na retina, um remate de Rui Santos que levou perigo à baliza de Maló. O empate justificava-se ao intervalo, e a verdade é que este resultado colocava a equipa de Lima Pereira na 2ª divisão. No outro jogo, Bustelo e Nogueirense também empatavam a zero.

A segunda metade foi diferente. A formação do Sampedrense baixou de produção, e o Académico mandou mais no jogo. A entrada do maestro João Paulo em detrimento do mágico Rui Santos, ajudou a clarificar essa posição. Bacari, ao contrário do 1º tempo, ganhava praticamente todas as bolas aéreas, que os rápidos extremos Luisinho e H.Rodrigues aproveitavam para explorar. E foi numa dessas jogadas entre os dois pequenos grandes mágicos que surgiu o golo do Académico. Luisinho assistiu e Hélder finalizou, e foi a explosão de alegria no Municipal da Pedreira. 0-1 para o Académico, e o público sentia que a promoção estava bem mais perto. Até final, os jogadores academistas controlaram a partida sem grandes sobressaltos, transportando para as bancadas a ideia de que o título estava assegurado. Assim que o árbitro (boa exibição) deu por terminada a partida foi a explosão de alegria generalizada. A “tradicional” invasão de campo pacífica por parte dos adeptos, foi correspondida pelos jogadores academistas, que não hesitaram em abraçar e saudar todas as “suas gentes”. Mais um momento único na história do Académico…a subida à 2ª Divisão Nacional.
Além do Ac.Viseu, a equipa de Bustelo, que derrotou o Nogueirense 3-0, também assegurou a subida de divisão.

Parabéns a toda a família academista, jogadores, equipa técnica, direcção e adeptos. Uma palavra especial para toda a claque academista, que foi fantástica e incansável no apoio à equipa, e que sem dúvida, embelezou ainda mais esta subida de divisão.

Parabéns Académico! Sempre contigo!


João Monteiro
Ler Texto Completo

campeões...

Ler Texto Completo

Sampedrense - Ac. Viseu ( Video Apoio )

Veja o Video de Apoio á equipa Academista, que amanha vai defrontar o Sampedrense rumo á 2ª divisão !
Ler Texto Completo

Antevisão 10ª jornada - Fase de Subida: UD Sampedrense x Ac.Viseu FC


Ora aí está a batalha final. O último jogo da época. O jogo de todas em decisões. Adversário? UD Sampedrense, equipa que fez uma trajectória fantástica, e que lutou até algumas jornadas atrás pela subida de divisão. Nos confrontos diretos, o equilíbrio foi a nota dominante, dado que se registaram 2 empates (um na 1ª fase e outro na 2ª fase) e uma vitória academista 2-1 no Fontelo (1ª fase).
Se para a equipa de São Pedro do Sul o jogo serve apenas para cumprir calendário, para o Ac. Viseu tem a importância máxima. Vejamos: em caso de vitória, o Académico sobe de divisão e é campeão de série; em caso de empate, sobe de divisão independentemente do resultado entre Bustelo e Nogueirense; em caso de derrota, pode subir de divisão, desde que não se registe empate no jogo referido. Ou seja, só dependemos de nós para sermos felizes, o que é óptimo.
Os adeptos vão marcar presença certamente em bom número no Municipal da Pedreira.
Força Académico! O sonho está a 90 minutos! Haverá festa no rossio?

Municipal da Pedreira, São Pedro do Sul
Domingo, dia 27 de Maio, 17h

Outros jogos da ronda:
Bustelo x Nogueirense
Alba x Avanca
Ler Texto Completo

Entrevista a Daniel Fortes Vieira ( Abel )

Abel como é conhecido no meio futebolístico, nasceu a 30 de Novembro de 1963, na Ilha de S. Vicente em Cabo Verde.

1987/88 - Ac. Viseu, 2ª divisão
1988/89 - Ac. Viseu, 1ª divisão, 30 jogos, 6 golos
1989/90 - Ac. Viseu, 2ª divisão, 25 jogos, 7 golos
1990/91 - Boavista ( lesionado), Maia, 6 jogos
1991/92 - Un. Leiria, 2ª honra, 33 jogos, 6 golos
1992/93 - Un. Leiria, 2ª honra, 25 jogos, 2 golos
1993/94 - Un. Leiria, 2ª honra, 31 jogos, 6 golos
1994/95 - Un. Leiria, 1ª divisão, 16 jogos, 5 golos
1995/96 - Un. Leiria, 1ª divisão, 3 jogos, 0 golos
1996/97 - Vila Real, 2ª divisãoB, 20 jogos, 7 golos

Como e onde começou a jogar á bola?
Comecei a jogar aqui em cabo verde, na ilha de São Vicente, aos 16 anos no Clube Desportivo Amarante.

Como e quando se deu a vinda para Portugal?
Foi no ano de 1987, o falecido Carlos Alhinho que na época anterior tinha treinado o Académico, fez-me o convide para ir para o Viseu.

Já era internacional Cabo-verdiano antes de vir para o Academico?
Sim, quando fui para o Académico já era internacional Cabo-verdiano. Comecei a ir para a selecção principal aos 17 anos.

Que recordações tem da sua passagem por Viseu?

As melhores, costumo dizer que é a minha segunda terra. Fui muito feliz em Viseu não só a nível desportivo, mas também pelas amizades que criei aí. Na altura tinhamos uma grande equipa.

Ainda tem amigos em Viseu?
Tenho sim, a familia Lage, a Dra. Maria José que desde o inicio que cheguei a Viseu me apoiaram. Claro também os colegas da equipa, o Leal, Cruz ,João Luis, Rui Fininho, e os Lages é claro.

Como era jogar naquela equipa que em 87-88 subiu de divisão?
Era uma maravilha. Na verdade tínhamos bons jogadores e um bom treinador. Também a massa associativa do Académico apoiava-nos muito.O campo do Fontelo estava sempre cheio na altura.

Como era Alhinho como treinador e como homem?
Como treinador, não era por ser da minha terra, mas foi um dos melhores com quem trabalhei. Como homem então era espectacular e muito amigo dos jogadores.

Alhinho foi acusado de trazer os "amigos" Cabo-verdianos… mas resultou em pleno.
Foi o único erro na altura, que cometeu. Pois veio jogadores que não se conseguiram adaptar

Vocês davam-se todos bem?
Sim, eu nunca tive problemas com nenhum deles.

Alexandre alhinho/Kappa/Nikita/Delgado, já actuavam em Portugal?
Na altura só o Alexandre Alhinho é que actuava em Portugal. Eu o Kappa, o Nikita e Delgado fomos juntos para Portugal.

Dizia-se que o Alhinho em casa só queria alinhar com o equipamento branco… ele era muito supersticioso?
È verdade era muito. Ganhando uma vez ele nunca queria mudar de equipamento.

Por esta altura havia muitos Academistas em Cabo Verde…
Por mais incrível que pareça, ainda há. Perguntam sempre quando é que o Académico vai voltar a ribalta.

Qual era a sensação de ver sempre o estádio do Fontelo cheio?
Era incrível. Lembro que no aquecimento eu ia sempre para o lado oposto da bancada e ficava a ver aquela moldura humana. Dizia para mim mesmo, hoje tenho que jogar bem.

Na época 87-88 o Académico ganhou todos os jogos em casa, no jogo da subida o golo apareceu mesmo ao cair do pano. Ainda se lembra?
Sim lembro-me que ganhamos todos os jogos em casa. Também fomos a equipa que marcou mais golos nos campeonatos. Penso que foi leal que marcou o golo.

A época seguinte na 1ª divisão não correu nada bem, o que mudou de uma ano para o outro?
Penso que o Académico, não reforçou bem, na altura. e com as mas escolhas que referi. Pois jogando na 2º não é o mesmo que a 1º divisão.

No fim da época 89/90, esteve a um passo do Sporting, Leal assinou mesmo pelo Sporting, o que falhou no seu caso?
No meu caso tive problemas na altura, por ter assinado um acordo com o Boavista, pois os dirigentes na altura, complicaram-me a vida. 
 

Mas assinou um pré-acordo com o Sporting, depois de ter renovado pelo Académico? Existe um recorte de jornal da época que fala nisso...

Eu era novo e enganaram-me, sim já tinha um pre acordo com o Sporting e o presidente do Académico na altura sabia. Mas ele levou-me a assinar outro com o Boavista. Dizendo na altura que o presidente do Sporting, não estava a cumprir, que era melhor assinar pelo Boavista, e eu caí.

Acabou por ir parar ao Boavista de Valentim Loureiro, mas não há registos que tenha feito jogos por aquele emblema. Foi emprestado ao Maia?

Pois não tinha experiência na altura, sim por cumulo de azar, no primeiro ano lesionei e fiquei quase ano todo sem jogar. Depois de estar o campeonato a acabar, fui fazer ums jogos, penso que 6 a Maia , fazendo parte de recuperação jogando.

Mais tarde em 94/95 e 95/96, ainda voltou a jogar na 1ª divisão pelo Leiria, mas aí já estava com 31 anos, o que não impediu de ainda fazer 16 jogos e marcar 5 golos.
Sim passei também bons tempos em Leiria. Joguei cinco épocas, 3 na Divisão de Honra onde subimos de divisão e mais duas épocas na 1º divisão.

Finda a sua carreira, decidiu voltar a Cabo Verde por opção pessoal, ou foi porque não surgiu oportunidade para continuar em Portugal?
Foi opção, pessoal. A minha mulher na altura tinha acabado o curso e queria vir para Cabo Verde, por isso decidimos vir.

Teve convites para ficar ligado ao futebol?
Tive convites, mas não queria ficar ligado ao futebol, por dentro.

Sei que entretanto fundou um clube na Ilha de S. Vicente em Cabo Verde.

Sim juntamente, com alguns amigos: Batuque Futebol Clube

Quando regressa para vir ver um jogo do nosso Académico?
Penso que para a próxima época.

Através do Facebook, tem agora oportunidade de comunicar com ex colegas… Tem aproveitado?
Sim e nem imaginas a alegria. Tenho encontrado alguns.

E com os adeptos? Ainda se lembram de si? Confesso que não me esquecerei da sua forma de jogar!
Não sei. Pois já foi muitos anos. Mas os que iam ao Fontelo, penso que não esqueceram.

Conhece o Blog da Magia do Futebol? Acha importante para quem está longe da cidade e do clube a existência do nosso blog?
Claro isso é importante, para ficarmos a saber sobre o nosso Academico.

Sábado o nosso clube tem um jogo importante para as nossas aspirações de subida de divisão. Quer deixar alguma mensagem aos jogadores, técnicos e adeptos do nosso clube? 

Muita força, e espírito de sacrifício. Que trabalhem de inicio ao fim, e que depois recebam a recompensa que é a vitória.Abraço a todos!

Uma ultima pergunta, de onde vem a "alcunha" Abel?
Foi aqui em Cabo Verde. Sinceramente não sei.Começaram a chamar-me desde miúdo e ficou.

A Magia do futebol, agradece ao Abel, por gentilmente se ter disponibilizado para dar esta entrevista, desde Cabo Verde acedeu a responder ás nossas questões e mostrou estar bem vivo na sua memória, os tempos passados no nosso clube. Bem Haja!
Ler Texto Completo

O pequeno grande mágico Luisinho


Luisinho – 4 – A sua presença em campo agita os adversários por si só. Foi a dor de cabeça habitual para os laterais de Albergaria. Marcou o golo que coloca o Académico a um passo da subida e ia fazendo outro doutro mundo, num chapéu magnifico a Luís que não entrou por muito pouco. Permitam-me: o “prémio” vai para o pequeno grande mágico.

Nuno – 3 – Tarde tranquila para o guardião academista.

Marco Almeida – 3 – Apesar de não estar nas melhores condições físicas, desempenhou bem o seu papel.

Calico e Tiago Gonçalves - 4 – Uma dupla de sucesso é o que se pode dizer. Estiveram impecáveis no plano defensivo. Mais duas grandes exibições.

Casal – 3 – Num momento de forma francamente bom, foi muito competente nas suas funções.

Luis Vouzela – 4 – Mais um jogo supersónico do nosso Vouzela. Nunca vira a cara à luta é impressionante. Fica na retina um corte estrondoso, quando o avançado do Alba se preparava para rematar.

Rui Santos – 3,5 – Em grande momento de forma o nosso mágico RS10. Jogou e fez jogar no papel de distribuidor.

Ricardo – 3 – Jogo discreto, mas eficaz na zona central do meio-campo. Esteve muito perto de fazer o golo.

Helder Rodrigues – 3,5 – Não sabe jogar mal o extremo academista. Podia ter feito o golo quando isolado frente a Luís, entregou literalmente a bola. Foi primoroso na assistência a Luisinho no golo da vitória.

Bacari – 3,5 – Muito lutador entre os altos e poderosos centrais do Alba. Fez um jogo muito bom coletivamente. Peca apenas por não ser um finalizador nato.

Álvaro – 1,5 – Na hora de defender, ajudou a fechar os espaços à equipa de Albergaria.

Doumbouya – 1 – Apanhado demasiadas vezes na posição de fora-de-jogo.

Baio – 1 – Pouco tempo em campo.
Ler Texto Completo

Ac. Viseu 1 - 0 Alba

Disputou-se hoje no Fontelo a 9ª Jornada da fase de subida da 3ª divisão Nacional Série C.

Os sócios e adeptos Academistas, entraram confiantes que podiam já hoje concretizar a tão ambicionada, subida de divisão, mas tal não veio a acontecer, não que o Académico não tenha cumprido a sua obrigação de ganhar o jogo, mas porque os adversários directos também ganharam, adiando a decisão para o ultimo jogo da época.   

Perspectivava-se um estádio do Fontelo com mais espectadores, uma vez que era um jogo decisivo, mas de qualquer forma, muita gente hoje no estádio.

O Académico alinhou com: Nuno, Marco Almeida ,Calico, Tiago Gonçalves e  Casal, na defesa, Luis Vouzela, Rui Santos e Ricardo no meio campo, Bacari, Helder Rodrigues e Luisinho.

O Académico entrou em campo com vontade de decidir rapidamente o desafio, e viu em Luis, guarda-redes do Alba, o seu principal opositor, porque foi defendendo tudo o que havia para defender. Aliás, este guarda-redes teima em fazer grandes exibições em Viseu!

O Académico trocou sempre bem a bola no seu meio campo, onde regressou Ricardo para o lugar do castigado João Paulo. Na frente Luisinho, Hélder e Bacari, colocaram a defesa contrária em sentido, pelas oportunidades que foram criando.

Na segunda parte, e uma vez que já estavam de sobreaviso, que os adversários já estavam na frente do marcador das respectivas partidas, o Académico continuou a criar muitas oportunidades de golo, que tardava a chegar... até que Luisinho aparece pelo lado direito do ataque academista, e remata para o fundo das redes do Alba. Estava reposta a justiça no resultado.

O Alba após o golo, subiu um pouco no terreno, e deixou mais espaço para o contra-ataque do Académico que por várias vezes podia ter dilatado a vantagem.

O Académico não mais viria a marcar, e os últimos minutos do encontro foram de alguma aflição, não pelo perigo criado pelo Alba, mas sim pela ansiedade do apito final.

Realçar, a excelente atitude do Alba, que embora não tenha vindo passear ao Fontelo, nunca alinhou no anti-jogo, jogando jogo pelo jogo. 

Aliás o técnico adversário, quando um dos adeptos mais conhecidos das bancadas do Fontelo lhe perguntou se já tinha recebido o "dinheiro", sorriu cordialmente, fez um gesto de quem não alinha nessas aventuras, e mostrou inclusivamente o seu bolso das calças vazio, como que alinhando na brincadeira. Excelente momento, porque o futebol deve ser vivido com fair play.

Estranhamente quem não apareceu na equipa inicial do Alba, foi o "nosso" Bastigol (lesionado??).  

O Académico ainda não subiu de divisão. No próximo domingo se o Académico pontuar em São Pedro do Sul sobe. Se perder também pode subir, desde que Bustelo e Nogueirense não empatem entre si.

João Nunes ( sócio nº 125 )
Ler Texto Completo

É HOJE NO FONTELO, 17h

                                                                 (clique para ampliar)
Vamos todos apoiar o Académico a vencer este jogo que pode dar a subida de divisão. Recordamos que, caso o Nogueirense ou Bustelo não vençam os seus jogos, e o Académico cumprir o seu papel ganhando ao Alba, o nosso clube subirá de divisão já esta jornada.
Por isso, vamos todos ao FONTELO, Sábado pelas 17h, dizer presente a esta chamada.
Força Académico!
Ler Texto Completo

Novo coordenador camadas jovens


Foto: Viseu Desportivo

A Direcção do Académico de Viseu Futebol Clube apresentou o seu novo Coordenador para as Camadas Jovens de Futebol.

Trata-se de Carlos Ferreira, ex-treinador da equipa sénior academista e que está actualmente ligado ao Sporting Clube de Portugal.
A Direcção do Académico de Viseu congratula-se com o regresso de um homem da casa que está em sintonia com o projecto definido para as camadas jovens do Clube e, acima de tudo, com os valores e princípios academistas.
A escolha de Carlos Ferreira traduz uma aposta clara do Clube na credibilização das escolinhas de futebol, tornando-as efectivamente um espaço de aprendizagem humana e desportiva.
Ler Texto Completo

Antevisão 9ª jonada - Fase de Subida: Ac.Viseu FC x SC Alba


Aí está possivelmente o jogo mais aguardado da época, o jogo que nenhum academista quer perder, o jogo que pode valer a subida de divisão que todos anseiam. O adversário é a equipa do Alba, que já não tem possibilidades de alcançar a subida à 2ª divisão nacional, e que virá certamente descomplexada ao Fontelo. Nos confronto com a equipa de Albergaria, o Académico na 1ª fase empatou os dois desafios: 1-1 em casa (golo de Rui Santos) e 0-0 fora de portas. Já nesta 2ª fase, numa das melhores exibições da época do Ac.Viseu, derrotou o Alba no seu reduto por 0-2, golos de H.Rodrigues e J.Paulo. Ele que não poderá dar o seu contributo neste desafio devido à expulsão em Avanca.

Recordamos que, caso o Nogueirense ou Bustelo não vençam os seus jogos, e o Académico cumprir o seu papel ganhando ao Alba, o nosso clube subirá de divisão já esta jornada.
Por isso, vamos todos ao FONTELO, Sábado pelas 17h, dizer presente a esta chamada.
Estádio do Fontelo
Sábado, dia 19 de Maio às 17h
Bilhetes: BILHETE ÚNICO - 6 euros; ENTRADA GRATUITA a ESTUDANTES até 18 anos

A expectativa é muita. Vençam por nós.
Força Académico!
Ler Texto Completo

Com Calico na III Divisão não fico!

Calico – 4,5: Jogo praticamente perfeito para o nosso capitão. Em várias vertentes: Defensivamente limpou sempre o jogo na área de acção dele. Gritava e orientava o resto da equipa. Deu a vitória, que foi muito importante, num belo golo sem hipóteses de defesa. Foi um líder e mostrou fibra. Com Calico na III não fico!

Nuno Oliveira - 4: Se olharmos para a exibição do nosso Guarda Redes, não teve um único erro, embora não tenha sido chamado muito regularmente. No entanto, sempre que foi chamado esteve muito seguro. E no penalty, se a bola fosse rasteira até me parece que defendia. Fica na memória a defesa com grande golpe de rins aos 92 minutos, a tirar a bola do angulo da baliza para o 2-2, que nos poria em 3º lugar do grupo. São defesas que valem também pontos.
Casal - 3,5: Na 1ª parte subiu bastante e apoiou o ataque. Na defesa também esteve seguro, embora os ataques do Avanca tenham sido mais pelo lado dele. Depois de levar um amarelo, a exibição passou a ser mais controlada.
Ricardo Ferreira - 4,5: Aquele pé esquerdo não engana. Muito bem a distribuir jogo, a tentar alguns centros para a área. Na defesa
Tiago Gonçalves – 4: Muito boa exibição. Um pouco mais discreto que Calico, mas também eficaz a retirar perigo da área. Foi pena o penalty cometido, num carrinho sobre o adversário. Ajudou ao 2º golo, acreditando que a bola não saía, centrou e Calico finalizou.
Luís Vouzela – 3,5: nota-se que o ritmo ainda não está a 100%, mas importante nos duelos a meio campo, joga limpo e o posicionamento faz milagres. Na 2ª parte tentou subir numa jogada, fazendo lembrar uma jogada que deu a subida de divisão em 1994, mas perdeu a bola à entrada da área
João Paulo – 3: Ex jogador do Avanca, foi melhor marcador lá em 2006, á frente de Zé Bastos. No regresso a um estádio que bem conhece, a sua exibição foi bastante positiva  na 1ª parte, fazendo jogar o Académico em apoio e com boa visão de jogo. Na 2ª parte, a ânsia de marcar golo traiu-o e a mão na bola valeu a expulsão. Saiu bem cabisbaixo e ficar afastado do jogo que pode valer a subida. Mas é de facto uma mais valia para o meio campo.
Rui Santos – 3,5: Não tão rompedor como se viu contra o Alba, por exemplo. Mas importante na luta do meio campo da 1ª parte, tentando sempre lançar a bola para o ataque. Tentou o golo em 2 remates na 2ª parte, mas no mais perigoso lesionou-se , o que pareceu ser grave. Mas recuperou e lutou até não conseguir mais e ter que ser substituído. Notou-se que a lesão afectou claro a confiança em pousar os pés no relvado.
Marco Almeida - 1 -:  A nota é baixa apenas pelos 10 minutos em campo. Nesse período, jogou na esquerda e conseguiu ganhar um canto. Mas cedo a lesão travou a vontade de jogar. No entanto, no banco foi importante a sua presença.
Bacari Djaló – 3,5: Foi sobre ele que foi cometido o penalty, quando tentava driblar. Forte fisicamente e a segurar a bola, tentou também o golo mas não era a tarde de Bacari para finalizar. Quer de cabeça quer com o pé, os remates passaram ao lado ou então defendidos pelo GR contrário.
Hélder Rodrigues – 4: Sempre combativo, raramente perde um duelo. Ajudou a abrir o jogo e deu muitas dores de cabeça aos defesas do Avanca, mesmo a Marco Abreu com a sua experiência. O toque de bola é seguro e a qualidade está nos pés. Só faltou ter mais oportunidades para finalizar.
Luisinho – 3,5: Entrou bem ao seu estilo, com duas ou três jogadas rápidas a fazer diagonais, mas os remates não lhe saíram tão bem como desejaria. Na 2ª parte pareceu-me ter caído um pouco de produção
Álvaro – 3: Entrou para o lugar do mágico Rui, e segurou os ímpetos do Avanca, tendo ajudado ainda na fase em que marcámos o 2º golo e depois passámos a defender mais.
Filipe -  1: Entrou a tempo de ocupar uma posição de ajuda ao Luís Vouzela e apareceu ainda a safar algumas bolas perigosas à entrada da área.
Ler Texto Completo

Avanca 1-2 ACADÉMICO DE VISEU - Em Fotos

No nosso repositório de fotos, ficam aqui mais algumas desta importante vitória:

http://acviseu-em-fotos.blogspot.pt/2012/05/avanca-1-2-ac-viseu-2011-2012.html

Ler Texto Completo

Avanca 1-2 ACADÉMICO DE VISEU (8ª jornada - 2ª fase)



Para início duas notas positivas:
Bom estádio, boas instalações, espaço bem aproveitado.
As palavras antes do início do jogo , por parte do “voz off” do estádio , foram muito simpáticas e com fair-play. Deu as boas vindas a nós, adeptos do Académico, e à sua direcção e jogadores. Bom gesto, não se vê muito disso por esses campos fora.
Outro facto importante foram os adeptos do Académico que apareceram em bom número , com cachecóis, bandeiras, com voz e com apoio. (Há sempre excepções mas nem as vou valorizar aqui)
O onze:

Complexo Desportivo de Avanca, 13 de Maio de 2012
8ª Jornada da Fase de Subida, III Divisão, Série C
Árbitro: João Matos (Porto)

Avanca: Oliveira, Pedro Pesquina (Cerqueira, 63), Amaral, Gamarra, Abreu (João Paulo, 85), Marmelo, Couras, Miguel Ângelo, Carlos Pesquina, Óscar Lopes (Cris, 73). Treinador: Luís Ferreira.

Ac. Viseu: Nuno; Casal, Calico, Tiago Gonçalves e Ricardo Ferreira; Luís Vouzela, João Paulo e Rui Santos (Álvaro, 73); Hélder Rodrigues, Marco Almeida (Luisinho, 13) e Bacari (Filipe, 87). Treinador: António Lima Pereira.

Expulsão: João Paulo 71

Golos: Ricardo Ferreira 31 gp (0-1), Carlos Pesquina 60 gp (1-1), Calico 78 (1-2)
Marco Almeida desta vez jogou a extremo e começou do lado esquerdo, com Hélder a fazer o lado direito. O jogo começou com o Académico a criar perigo ao 1º minuto. Canto marcado por João Paulo e cabeceamento de Bacari em frente à baliza mas por cima. Cá de cima parece fácil, parecia só encostar.. J mas quem está lá dentro é que falha.
Aos 10 minutos a 1ª de algumas contrariedades para o Académico neste jogo. Marco Almeida queixa-se , senta-se no relvado… e em que ser assistido. Ainda foi assistido , reentrou mas não aguentou mais tempo e saiu lesionado, infelizmente.
Luisinho entrou para o lugar do 11 academista. Mas o Marco ficou sempre no banco a apoiar até ao fim.
Passado poucos minutos, o nosso baixinho acabado de entrar tem uma boa jogada em velocidade, fura pela defesa do Avanca, do lado do ex-Académico Marco Abreu e remata mas mais fraco do que queria.
Nesta altura o Académico usava mais o lado direito com Casal, João Paulo e Luisinho a fazerem boas jogadas, também com o apoio do Rui Santos.
Do outro lado , Hélder mais sozinho mas também muito incisivo.
Por volta dos 20 minutos, mais um canto bem marcado (nota-se trabalho nas bolas paradas do Académico!) e Bacari cabeceia melhor, muito perigoso, mas um pouco ao lado da baliza.
Aos 25 minutos, Hélder  remata forte mas um pouco por cima da baliza.
O Avanca nesta altura pouco incomodava Nuno Oliveira, o Académico controlou bem o meio campo e partia rápido para o ataque.
Numa dessas arrancadas, Bacari entra na área tenta fintar um defesa e cai . O árbitro assinala de imediato penaltyyyyyyyyyyyyyyyyy!!
Ricardo é o marcador de serviço, corre para a bola e PUUUUUUUMBA, guarda redes para um lado , bola para o outro, GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLOOOOO ACADÉMICO!!
Ver vídeo do golo em baixo:


O Académico continuou por cima e aos 35 minutos Luisinho rompe novamente pela área e remata pouco ao lado. O perigo a rondar a balizar do Avanca.
Nesta altura gerou-se uma rábula entre o treinador adjunto do Avanca e o fiscal de linha, já que o “mister” reclamou um fora de jogo e continuou sempre a falar com o assistente.. que lhe dava conversa. Claro que os adeptos do Académico não gostaram dessa “confiança” e meteram-se com o treinador que respondeu com um gesto de roubo e de dinheiro dizendo “vocês têm muito guito”. Muito má atitude deste senhor.
Nos últimos 5 minutos da 1ª parte o Avanca pressionou um pouco mais e envia uma bola à barra após um centro mal feito mas que por acaso caiu na barra do Académico.
Na 2ª parte entrámos também por cima e Bacari após ganhar a bola a um defesa, remate fora da área para defesa apertada para canto.
De seguida foi Rui Santos progredir no relvado e da zona frontal fora da área rematar para a defesa do Guarda Redes do Avanca.
Logo a seguir ao remate, um susto grande para o Académico. Rui Santos fica a queixar-se do pé/calcanhar de uma forma que pareceu grave. Após ser assistido, reentrou novamente, ainda queixoso, mas até ao final manteve-se aparentemente bem.
Um azar nunca vem só e surge um penalty a favor do Avanca, aos 65 minutos. O avançado do Avanca é rasteirado na área. Decisão certa. Na cobrança, Pesquina atirou bem a meia altura e Nuno Oliveira embora se tivesse lançado para o lado certo, não conseguiu chegar à bola difícil.
Aqui está o golo..

O Avanca carregou mais nesta fase e Nuno fez uma boa intervenção a salvar o golo , cedendo canto.
Entretanto, lançamento longo do meio campo academista e surge João Paulo na área para finalizar.. mas com as mãos. A bola foi ao lado.. mas o árbitro não perdoou e mostrou 2º amarelo a João Paulo .. expulsão em má altura. Tudo parecia estar contra o Académico e o nervoso apoderava-se dos adeptos. Até porque sabíamos que o Nogueirense estava a ganhar .
Só que a fibra e a vontade de ganhar do Académico sobrepôs-se a estes factores todos e continuámos a carregar. Rui Santos, Hélder e Luisinho a empurrar a equipa para a frente
Entretanto, Rui Santos sai para dar lugar de Álvaro.
Pouco depois, um canto para o Académico, a bola sobrevoa a área do avanca, perigosamente. A bola dirigia-se para a linha de fundo, mas o Tiago Gonçalves consegue cruzar, a bola chega a Calico que de primeira remata e GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLOOO ACADÉMICO!
1-2, Foi o delírio nas bancadas e no relvado.
Calico, explodiu no golo e foi o corolário de uma grande exibição dele e da equipa, embora sofrida.
Até final foi sofrer, com duas investidas muito perigosas do Avanca. Mesmo ao cair do pano, nos 5 minutos de desconto,há um cabeceamento de um jogador do Avanca e a bola vai a pingar direitinha para o ângulo superior esquerdo da baliza.. só que Nuno Oliveira voa e tira com uma palmada. Muito boa defesa! Equivaleu a um golo e salvou os 3 pontos.
NO FINAL A EXPLOSAO DE TODA A EQUIPA, DOS ADEPTOS E TODOS EM CONJUNTO FESTEJARAM A VITÓRIA SOFRIDA MAS JUSTA.
Aqui o momento final.


Para mais fotos, ver aqui:
http://acviseu-em-fotos.blogspot.pt/2012/05/avanca-1-2-ac-viseu-2011-2012.html
Ler Texto Completo

Antevisão 8ª jornada - Fase de Subida: AA Avanca x Ac.Viseu FC


Depois da pobre prestação no reduto do Bustelo que custou uma derrota que não estava certamente nas contas do Académico, a próxima final é novamente fora de portas e tem como opositor a equipa do Avanca. A formação da AF Aveiro já se encontrou com os viseenses esta época por 3 ocasiões, e o saldo é positivo para os comandados de Lima Pereira. Um empate a zero em Avanca na 1ª fase, e no Fontelo registaram-se duas vitórias para os academistas – 2-1 na 1ª fase, e 3-1 já na fase de subida. Lembramos que foram jogos extremamente disputados, onde Carlos Pesquina, avançado do Avanca, foi o marcador de serviço do adversário.

Se é verdade que o Académico iniciou francamente bem esta fase de subida, também não é menos verdade que agora a margem de erro é menor. Recordamos que apesar da quebra dos últimos desafios, os academistas continuam líderes – com os mesmos 31 pontos do Bustelo – mas com vantagem devido ao confronto direto. Logo a seguir vem o Nogueirense com 30 pontos.


Parque Desportivo da Associação Atlética de Avanca
Domingo, dia 13 de Maio, 17h

Outros jogos da ronda:
Sampedrense x Bustelo
Alba x Nogueirense
Ler Texto Completo