Académico de Viseu 2008 - os números

Jogos oficiais (37)

Vitórias – 15
Empates – 9
Derrotas – 13
Golos marcados – 54
Golos sofridos - 45

Marcadores

Zé Bastos – 16
Rui Santos – 5
Álvaro – 4
Everson– 4
Filipe Figueiredo – 3
Milford – 3
Negrete – 3
Santos - 2
Calico - 2
Valério - 2
Fernando Ferreira – 2
Feliciano – 1
André Barra – 1
Alex – 1
João Miguel – 1
Marcos – 1
Cardoso – 1
Lopes – 1
Tiago Gonçalves - 1
Ler Texto Completo

2008 Academista

Janeiro

Jogador do mês: Álvaro


Académico de Viseu 2 Tocha 0
(Feliciano 30, Zé Bastos 76)

São João de Ver 2 Académico de Viseu 0

Académico de Viseu 2 Milheiroense 0
(Álvaro 28 e 49)

Académico de Viseu 2 Arouca 1
(André Barra 15 e Zé Bastos 71)

Fevereiro
Jogador do mês: Negrete


Valonguense 1 Académico de Viseu 1
(Negrete 84)

Académico de Viseu 1 Valecambrense 1
(Carlos Santos 58)

Social Lamas 1 Académico de Viseu 1
(Alex 16)

Académico de Viseu 0 Tondela 0

Março
Jogador do mês: Calico


Sanjoanense 1 Académico de Viseu 1
(Calico 21)

Académico de Viseu 2 Oliveira do Hospital 1
(Filipe Figueiredo 37 e Carlos Santos 90 g.p.)

Dragões Sandinenses 0 Académico de Viseu 3
(Negrte 15, Calico 36 e Álvaro 48)

Académico de Viseu 4 União de Lamas 2
(Zé Bastos 30, 39, 59 e 66)

Abril
Jogador do mês: Negrete


Académico de Viseu 1 União de Lamas 2
(Negrete 15)

Valecambrense 1 Académico de Viseu 2
(João Miguel 20, Valério 40)

Milheiroense 2 Académico de Viseu 2
(Marcos 41, Cardoso 81)

Académico de Viseu 0 Arouca 0

Maio
Jogador do mês: João Miguel


Sanjoanense 1 Académico de Viseu 0

União de Lamas 2 Académico de Viseu 1
(Zé Bastos 39)

Académico de Viseu 0 Valecambrense 1

Académico de Viseu 1 Milheiroense 1
(Valério 57)

Junho
Não foi atribuído o "Jogador do mês"


Arouca 2 Académico de Viseu 1
(Filipe Figueiredo 56)

Académico de Viseu 2 Sanjoanense 3
(Zé Bastos 44, Lopes 81)


Agosto
Jogador do mês: Paulo Freitas

Académico de Viseu
1 União de Lamas 2
(Zé Bastos 57)


Setembro
Jogador do mês: Álvaro

Fiães 3 Académico de Viseu 0

Académico de Viseu 1 Vizela 2
(Fernando Ferreira)

Académico de Viseu 2 Águeda 1
(Álvaro e Zé Bastos)

Tocha 1 Académico de Viseu 4
(Zé Bastos 2, Rui santos 2)


Outubro
Jogador do mês: Rui Santos

Académico de Viseu 1 Anadia 5
(Zé Bastos)

Sátão 0 Académico de Viseu 2
(Tiago Gonçalves e Everson)

Académico de Viseu 2 Milheiroense 0
(Filipe Figueiredo e Everson)


Novembro
Jogador do mês: Rui Santos

Valecambrense 2 Académico de Viseu 4
(Everson, Rui Santos 2, Milford)

Académico de Viseu 3 São João de Ver 0
(Zé Bastos 2, Fernando Ferreira)

Tondela 1 Académico de Viseu 2
(Everson e Rui Santos)

Avanca 0 Académico de Viseu 0


Dezembro
Jogador do mês: Augusto

Académico de Viseu 3 Fornos de Algodres 1
(Zé Bastos e Milfrod 2)

Cinfães 1 Académico de Viseu 0

União de Lamas 1 Académico de Viseu 0
Ler Texto Completo

Jogador do mês: Augusto

Depois de Rui Santos ter monopolizado as duas últimas pontuações como jogador do mês – Outubro e Novembro – Augusto foi o jogador mais pontuado (12) por A MAGIA DO FUTEBOL no mês que agora termina e é por isso eleito Jogador do Mês de Dezembro. Frente ao Fornos de Algodres foi tributado com a nota 3 nota que repetiu com o Cinfães e que duplicou no encontro com a União de Lamas por ter sido considerado o melhor academista em campo. Milford e Sérgio quedam-se pela segunda posição ambos com 11 pontos seguindo-se com 9 Casal, Leandro e Tiago Gonçalves.
Ler Texto Completo

Jogador do mês: Yannick Djaló

Yannick Djaló com 18 pontos foi eleito pelos editores de A MAGIA DO FUTEBOL como o jogador do mês de Dezembro repetindo assim a façanha alcançada no mês de Agosto. O mês nem sequer começou bem para Djaló uma vez que não actuou frente ao Estrela da Amadora. Seguiu-se a vitória na Suíça frente ao Basileia e Yannick, que marcou o único golo da partida, duplicou a nota 4 atribuída por ter sido considerado o melhor em campo por parte do Sporting. Na vitória frente ao Marítimo somou mais um golo e duas assistências o que lhe valeu 8 pontos, 4 pela exibição e outros 4 por ter sido o melhor leão em campo. Nem a “injustiça” de não ter sido titular com a Académica o impediu de se sagrar o melhor leão do mês natalício e juntou mais 2 pontos à sua contabilidade. Yannick deixou na segunda posição Izmailov com 17 pontos e a fechar o pódio com 13 pontos ficou o capitão João Moutinho.
Ler Texto Completo

Sporting 2008 - os números

Jogos oficiais (51)

Vitórias – 31
Empates – 8
Derrotas – 12
Golos marcados – 74
Golos sofridos - 39

Marcadores

Liedson 21
Yannick Djaló 12
Vukcevic 7
Romagnoli 6
Tonel 5
João Moutinho 4
Derlei 3
Izmailov 3
Rodrigo Tiuí 3
Hélder Postiga 3
Pereirinha 2
Miguel Veloso 2
Abel 1
Gladstone 1
Purovic 1
Ler Texto Completo

2008 Leonino

Janeiro

Jogador do mês: Marat Izmailov

Boavista 2 Sporting 0
(Marcelão 39, Jorge Ribeiro 83)

Vitória de Setúbal 1 Sporting 0
(Filipe 30)

Académica 1 Sporting 1
(Pavlovic 90+4) (Tonel 83)

Sporting 4 Lagoa 0
(João Moutinho 9, Abel 58, Liedson 73, Gladstone 88)

Sporting 2 FC Porto 0
(Vukcevic 14, Izmailov 15)


Fevereiro

Jogador do mês: João Moutinho


Belenenses 1 Sporting 0
(José Pedro 39)

Sporting 2 Marítimo 1
(Tonel 5, Liedson 43) (Van Der Linden 38)

Sporting 2 Basileia 0
(Vukcevic 8, 58)

Sporting 2 Estrela da Amadora 0
(João Moutinho 17, Liedson 77)

Basileia 0 Sporting 3
(Pereirinha 2, Liedson 41,51)

Setúbal 1 Sporting 0
(Bruno Ribeiro 18)

Sporting 1 Estrela da Amadora 0
(Purovic 90+1)


Março

Jogador do mês: João Moutinho

Sporting 1 Benfica 1
(Vukcevic 12) (Cardozo 41)

Bolton 1 Sporting 1
(McCann 25) (Vukcevic 70)

V. Guimarães 2 Sporting 0
(Sereno 44, Fajardo 90+1)

Sporting 1 Bolton 0
(Pereirinha 85)

Sporting
4 Nacional 1
(Liedson 55, 58, João Moutinho 57, Yannick 65) (Lipatin 90)

Sporting 0 Setúbal 0 (2-3 g.p.)

Naval 1 Sporting 4
(Marcelinho 11) (Miguel Veloso 20, Liedson 22, 36, Yannick 80)


Abril

Jogador do mês: Tonel


Glasgow Rangers 0 Sporting 0

Sporting 2 Braga 0
(Yannick 35, 37)

Sporting 0 Glasgow Rangers 2
(Darcheville 60, Wittaker 90)

Sporting 2 Leixões 0
(Tonel 52, Liedson 29)

Sporting 5 Benfica 3
(Yannick 68, 84, Liedson 76, Derlei 79, Vukcevic 90+3) (Rui Costa 19, Nuno Gomes 31, Rodriguez 82)

União de Leiria 4 Sporting 1
(Paulo César 14, 18, N´Gal 83, Cadu 90+2) (Liedson 88)

Sporting 2 Marítimo 1
(Romagnoli 17 g.p., 52) (Bruno Fogaça 2)


Maio

Jogador do mês: Marat Izmailov


Paços de Ferreira 0 Sporting 1
(Yannick 35)

Sporting 2 Boavista 0
(Romagnoli 11 g.p., Tiui 22)

Sporting 2 FC Porto 0 a.p.
(Rodrigo Tiuí 111 e 117)


Agosto

Jogador do mês: Yannick Djaló


Sporting 2 FC Porto 0
(Yannick 45, 57)

Sporting 3 Trofense 1
(Tonel 4, Izmailov 23, Yannick 27) (Pinheiro 59 g.p.)


Setembro

Jogador do mês: Hélder Postiga


Sporting de Braga 0 Sporting 1
(Postiga 3)

Barcelona 3 Sporting 1
(Márquez 21, Eto´o 60 g.p., Xavi 87) (Tonel 72)

Sporting 2 Belenenses 0
(Postiga 34, Romagnoli 50 g.p.)

Benfica 2 Sporting 0
(Reyes 67, Sidnei 72)


Outubro

Jogador do mês: Liedson


Sporting 2 Basileia 0
(Romagnoli 55, Derlei 86)

Sporting 1 FC Porto 2
(João Moutinho 28 g.p.) (Lisandro 18, Bruno Alves 31)

União de Leiria 0 Sporting 1
(Liedson 29)

Shakhtar 0 Sporting 1
(Liedson 76)

Paços de Ferreira 0 Sporting 0


Novembro

Jogador do mês: Marat Izmailov

Rio Ave 0 Sporting 1
(Liedson 40)

Sporting 1 Shakhtar 0
(Derlei 73)

Sporting 1 FC Porto 1 4-5 g.p.
(Liedson 29) (Hulk 59)

Sporting 0 Leixões 1
(Roberto Sousa 65)

Naval 0 Sporting 1
(Liedson 14)

Sporting 2 Barcelona 5
(Miguel Veloso 65, Liedson 66) (Thierry Henry 14, Piqué 17, Messi 49, Caneira p.b. 67, Krikic 73 g.p.)

Sporting 2 V. Guimarães 0
(Postiga 8, Liedson 21)


Dezembro

Jogador do mês: Yannick Djaló


Estrela da Amadora 1 Sporting 3
(Anselmo 6) (Izmailov 9, Liedson 51, Vukcevic 78)

Basileia 0 Sporting 1
(Yannick 19)

Sporting 3 Marítimo 0
(Yannick 37, Liedson 70, Romagnoli 90)

Sporting 0 Académica 0
Ler Texto Completo

Campeões do Sporting: Ayew

Nome: Kwame Ayew
Data de nascimento: 28/12/1973
Internacional pelo Gana
Posição: avançado
Épocas no Sporting: 1999/2000
Títulos: 1 campeonato nacional
Jogos: 23
Golos: 9
Outros clubes: Metz, Al Ahly, Lecce, U. Leiria, V. Setúbal, Boavista, Yozgatspor, Kocaelispor, Changsa Ginde, Shangai, Inter Shian


Não será certamente um daqueles jogadores que jamais serão esquecidos pelos adeptos mas foi um dos mais importantes na caminhada rumo ao título de 2000. Mesmo com Beto Acosta em grande forma Ayew marcou 9 golos alguns dos quais bem importantes como foi o 0-2 frente ao Salgueiros no mágico 14 de Maio de 2000 (ver aqui). No dia que comemora 36 anos – parabéns! – A MAGIA DO FUTEBOL recorda mais um campeão do futebol leonino.
Ler Texto Completo

Palvras dos outros XXXIV


“Os jogadores não podem ser sempre os culpados pelas exibições más ou menos conseguidas. E contra a Académica, o treinador foi o “jogador” mais fraco do Sporting. Numa linguagem académica, podemos dizer que Paulo Bento não estudou bem a lição e chumbou neste exame táctico com o “estudante” Domingos Paciência, o que impediu o Sporting de entrar no ano novo dependendo apenas de si próprio para ser campeão nacional.”
In Leão da Estrela

Nota: Curioso. Vi todas as tabelas classificativas que foram publicadas e em todas elas o Sporting depende de si próprio para ser Campeão Nacional. Se o vai ser é já outra história. Há mesmo quem gosta de dizer mal apenas porque sim. E dizem-se sportingusitas….
Ler Texto Completo

Alexandre - 35

Manuel Alexandre da Silva Oliveira Gomes, o Alexandre do Académico de Viseu, nasceu a 27 de Dezembro de 1973 e comemora hoje 35 anos. Parabéns Alexandre!
Ler Texto Completo

Curiosidades academistas...

Balanço/comparação (relativamente à época anterior, ao fim de 14 jornadas):

2007/2008 – 24 pontos, 4ºlugar, 7 vitórias, 3 empates e 4 derrotas. 25 golos marcados, 14 sofridos. Na altura, os seis primeiros eram: 1ºSanjoanense 28, 2ºO.Hospital 25, 3ºU.Lamas 25, 4ºAc. Viseu 24, 5ºMilheiroense 24, 6ºArouca 22.

2008/2009 – 25 pontos, 4ºlugar, 8 vitórias, 1 empates e 5 derrotas. 24 golos marcados, 18 sofridos. Neste momento: 1ºFiães 26, 2ºCinfães 26, 3ºAnadia 25, 4ºAc. Viseu 25, 5ºMilheiroense 21, 6ºTondela 21.

Em suma, o Ac. Viseu, versão 2008/2009, tem nesta altura da prova, um ponto a mais que na época transacta. Tem mais uma vitória, mais uma derrota, e menos 2 empates. Marcou menos um golo, e sofreu mais quatro. Disputadas 14 jornadas, estamos apenas a um ponto dos líderes, dado que na pretérita época estávamos a quatro da Sanjoanense.
Portanto, várias semelhanças relativamente à época anterior.

Na nossa opinião, os academistas encontram-se bem colocados para lutar pela subida de divisão. Se no início da prova, pareciam faltar certos argumentos para esta ambição, neste momento, o Ac. Viseu é uma equipa bastante personalizada, precisando apenas de continuar com a dedicação e garra já demonstrada, e contar que o factor 'sorte' aparecerá em momentos decisivos da época. Temos equipa, e nós acreditamos.

Boas Festas e Saudações Academistas.
Ler Texto Completo

Leões do passado: Amunike

Nome: Emmanuel Amunike
Data de nascimento: 25/12/1970
Posição: Extremo Esquerdo
Internacional nigeriano
Estreia pelo Sporting: Sporting 2 Beira-mar 0 (10/10/1994)
Jogos: 70
Golos: 21
Títulos: 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça
Números da Enciclopédia Fundamental do Sporting
Clubes representados: Julius Berger , Zamalek , SPORTING, Barcelona, Albacete, Busan Icons e Wihdat

Na foto Amunike disputa a bola com o satense Figueiredo

Chegou ao Sporting no ano em que foi considerado o melhor jogador africano – 1994. Tinha um pé esquerdo fantástico, um drible estonteante, um remate potente e uma velocidade incrível. Fez parte de um plantel de excelente nível que tinha Figo, Balakov, Juskowiak, Sá Pinto entre outros. Foi o melhor extremo esquerdo que vi actuar no Sporting numa altura em que ainda havia jogos á tarde por este país fora. Faz hoje 39 anos. Parabéns Amunike!

GOLOS DE AMUNIKE:

Sporting 3 Setúbal 0
Gil Vicente 1 Sporting 2
Sporting 3 Braga 1
União da Madeira 0 Sporting 4
Ler Texto Completo
Ler Texto Completo

Top Academista

1º Rui Santos 56

2º Casal 50

3º Augusto 48


4º Zé Bastos 45

5º Calico 41

6º Leandro 41

7º Tiago Gonçalves 36

8º Álvaro 35

9º Sérgio 35

10º Milford 31

11º Rui Lage 29

12º Everson 29

13º Fernando Ferreira 26

14º Luís Costa 22

15º Filipe Figueiredo 19

16º Filipe 17

17º Alexandre 11

18º Lopes 9

19º Paulo Freitas 7

20º Cabido 1
Ler Texto Completo

Top Leonino

Izmailov 69

João Moutinho 67

Polga 64


4º Liedson 58

5º Rui Patrício 57

6º Miguel Veloso 55

7º Hélder Postiga 49

8º Abel 48

9º Yannick 46

10º Rochemback 45

11º Derlei 42

12º Romagnoli 41

13º Pereirinha 38

14º Tonel 37

15º Caneira 36

16º Grimi 31

17º Daniel Carriço 28

18º Vukcevic 14

19º Tiago 12

20º Pedro Silva 11

21º Adrien 10

22º Tiuí 4

23º Ronny 2
Ler Texto Completo

Augusto foi adiando...

Augusto – 3 – Teve bastante trabalho, e correspondeu sempre da melhor maneira, adiando o golo do U.Lamas por várias ocasiões, nomeadamente na 2ªparte do jogo.

Calico – 3 – A defesa voltar a estar relativamente bem, Calico não foi excepção.

Sérgio – 3 – Foi a voz de comando habitual, pena a linha avançada não ter estado à sua altura.

Tiago – 3 – Uma vez ou outra, lá erra no ‘timing’ dos cortes, mas logo depois compensa sempre.

Leandro -3 – Certinho, como é normal.

Lage – 3 – O centro do terreno esteve bem, sobretudo na 1ªmetade do encontro.

Casal – 3 – Lutador, jogou bem, principalmente na 1ªparte, como o resto da equipa.

Costa -3 – Fez uns bons 45 minutos, mas caiu de produção na 2ªparte e foi substituído.

Éverson -1 – Totalmente fora do jogo.

Rui Santos – 2 – Pelo segundo jogo consecutivo não conseguiu ser um jogador decisivo, como nos habituou. Mas o mágico vai voltar.

Zé Bastos – 2 – Acredito que no próximo jogo o nosso goleador vai querer rectificar estes dois jogos mais apagados.

F.Figueiredo -2 – Não conseguiu dar mais profundidade ao jogo. Mas, é um jogador que mexe com os adversários.

F.Ferreira -2 – Entrou para dar nova vida ao meio-campo/ataque.

Milford -1 – Entrou já perto do fim.
Ler Texto Completo

U.Lamas 1-0 Ac. Viseu

União de Lamas: Nuno, André Oliveira, André Oliveira, António, Fábio, Jonathan, Filipe, Fredy (Zé Paulo, 78), Paulo Sérgio, Kaká (Fabry, 50), Amilcar e Leonardo Quirino. Treinador: Luís Pinto.

Académico de Viseu: Augusto, Calico, Sérgio, Tiago Gonçalves, Leandro, Rui Lage, Casal (Milford, 81), Luís Costa (Fernando Ferreira, 65), Éverson (Filipe Figueiredo, 40), Rui Santos e Zé Bastos. Treinador: José Miguel Borges.

Cartões amarelos: Nuno (92), Paulo Sérgio (90), Leonardo Quirino (93); Sérgio (12), Tiago Gonçalves (78), Luís Costa (56)

Golo: Amilcar 79 (1-0)

Assistiu-se, em mais uma tarde de futebol, à segunda derrota consecutiva do Ac.Viseu. Um jogo algo semelhante ao do Cinfães em várias circunstâncias. Por um lado a defesa esteve bem, mas por outro o ataque voltou a não funcionar. Esta que era a forte característica academista naquela fantástica recuperação de 7 jogos sem perder. Prof. Borges fez uma alteração em relação ao jogo de Cinfães, colocando Costa no onze inicial. Assim sendo, jogaram: Augusto, Calico, Sérgio, Tiago, Leandro; Lage, Casal (Milford), Costa (F.Ferreira); Éverson (F.Figueiredo), Rui Santos e Zé Bastos.A primeira parte foi bem jogada de parte a parte, o Académico até teve bastante posse de bola, e obteve alguns lances de perigo. Mas tal como tinha acontecido na 4f, a 2ªparte foi bem mais fraca, a equipa desceu de produção, e praticamente o ataque não funcionou, aliás não teve mesmo nenhuma ocasião digna de registo. Deu a sensação que a equipa está um pouco desgastada fisicamente, fruto, se calhar, da boa recuperação que fizeram em jogos anteriores. Quem sabe esta pausa no campeonato, faça bem a todo plantel, na medida em que vai ser preciso o grupo estar muito coeso para regressar ás vitórias, logo na próxima jornada frente ao lider, Fiães.Único golo do encontro, tal como aconteceu em Cinfães, surgiu já perto do final (aos 80 min), por Amilcar.Com esta derrota, o Académico desce um lugar na classificação (3º, a par do Anadia), mas como o Fiães também perdeu, continua a um ponto do primeiro posto, que é ocupado também pelo vizinho Cinfães.
Ler Texto Completo

Campeões do Sporting: Albano

Nome: Albano Narciso Pereira
Data de nascimento: 21/12/1922
Posição: Extremo esquerdo
Títulos: 8 Campeonatos Nacionais, 4 Taças de Portugal, 2 Campeonatos de Lisboa
Estreia: Sporting 5 Oriental 1 (29/09/1943)
Jogos: 508
Golos: 242
Números da Enciclopédia Fundamental de Lisboa
Selecção Nacional: 15 jogos / 3 golos

Foto: Centenário do Sporting

Se fosse vivo este “Violino” festejaria hoje 86 anos. Era um canhoto genial e um desequilibrador de excelência sempre encostado à linha esquerda do ataque leonino servindo o ponta de lança Peyroteo com quem se entendia quase de olhos fechados. Teve a sua festa de despedida do Sporting a 29 de Junho de 1957 já com 35 anos mas o enorme prazer que tinha em jogar futebol não o deixou reformar logo aí e chegou inclusive a actuar no Mangualde na época de 63/64 (!).
Na selecção actuou por 15 vezes marcando 3 golos. Estreou-se no Jamor frente à Suíça (2-2) a 05/01/1947 no mesmo dia em que se estrearam outros dois “Violinos”: José Travassos e Jesus Correia. O seu primeiro golo pela selecção aconteceu também no Jamor na tarde de 23/05/1948 marcou, curiosamente, a passe de Peyroteo, e Portugal bateu a República da Irlanda por 2-0 naquela que foi a sua única vitória enquanto seleccionado. Despediu-se da selecção também no Jamor a 19/12/1954 – dois dias antes de fazer de 32 anos – numa derrota frente á RFA (0-3), foi substituído aos 25 minutos pelo estreante e também sportinguista Caldeira. Morreu em 1990 (5 de Março) seguramente para actuar nos estádios celestiais.

Fonte: Record: 100 melhores do futebol português
Ler Texto Completo

Sporting 0-0 Académica

Foto: José Manuel Ribeiro / Reuters

1. Domingos é um treinador curioso. Seria bonito comparar as antevisões que faz quando se desloca a norte ou quando desce abaixo do Mondego. Seria também curioso comparar a atitude das equipas que treina em ambos os casos, numa parece um cordeirinho em outras ocasiões é um verdadeiro “lobo mau”. Em Alvalade fez uma boa primeira parte – quiçá a melhor exibição da época. Conseguiu ter o seu “Bom Natal” e sempre consegue ganhar mais uns pontos junto a sua “santidade” .
2. No futebol português marcam-se poucos golos. E todos nos lamentamos. Mas elogiamos o anti jogo. A Académica encolheu-se lá atrás na segunda parte e fez do anti jogo a sua principal arma destacando-se neste campo o seu guarda-redes que foi intervalando monumentais defesas com “quedas súbitas de pressão” e ainda demorando eternidades na marcação dos pontapés de baliza. Mas amanhã veremos nos jornais este tipo de comportamento completamente ignorado e veremos vangloriado o anti jogo. Dir-me-ão que a Académica lutou com as suas armas e eu dir-vos-ei que temos – o país - o futebol que merece.
3. Ouvi há pouco Jorge Coroado na Rádio Renascença a dar nota 3 à arbitragem. O Sporting não empatou por causa da arbitragem. Mas como se pode dar nota positiva a um árbitro que não vê um palmo à frente dos olhos (um canto a favor do Sporting transformado em pontapé de baliza e Peskovic na primeira parte jogou com as mãos fora da área)? O mesmo Jorge Coroado que disse que o árbitro anulou bem o golo ao Sporting – eu concordo com ele – naquele lance que marcaram a falta rapidamente. Com o Barcelona o Sporting sofreu um golo assim. Diz o expert em arbitragem que o do Barcelona foi bem validado e o do Sporting bem invalidado. Critérios…
4. Paulo Bento não ficou bem nesta fotografia. Retirar Yannick para colocar Hélder Postiga quando Djaló em jogos consecutivos marcou e foi o melhor do Sporting não lembra a ninguém.
5. Uma última palavra para a actuação dos dois avançados do Sporting: desastrosa.
Ler Texto Completo

Veloso a assistir e Postiga a falhar

Miguel Veloso – 3 – Para mim o melhor do Sporting. Criou desequilíbrios pelo seu corredor e fez três assistências que não foram para golo por aselhice alheia. Escusava de pedir ao papá para mandar recados. Devia ser mais grato e não esquecer que para os “amigos do papá” ele era apenas mais um gordo. Mas isso são contas de outro rosário. Hoje foi o melhor do Sporting.

Rui Patrício – 3 – Foi um espectador. Mas é a exibição forasteira a elogiada.

Abel – 2 – Começou o jogo com um mau passe. Nunca conseguiu fazer pelo seu corredor o mesmo que havia feito com o Marítimo

Caneira -1- Desde que chegou ainda não mostrou nada de útil.

Polga – 2 – Tentou o golo. Cometeu faltas nos últimos minutos de uma maneira pouco usual para um jogador experiente como é.

Daniel Carriço – 2 – quando os duelos são mais físicos sai quase sempre a perder.

Rochemback – 2 – Começou o jogo de forma desastrosa. Subiu de rendimento com o passar do tempo mas não o suficiente. Rematou muito mas quase sempre mal.

João Moutinho – 3 – Foi o único a manter um nível constante ao longo do jogo. Não lhe saiu bem o passe final.

Imailov – 2 – Muito abaixo do que tem vindo a fazer nos últimos tempos.

Romagnoli – 1 – Demasiados minutos em campo.

Postiga – 1 – O perdulário da noite. A pior exibição desde que está no Sporting.

Liedson – 1 – Não apareceu.

Vukcevic e Yannick -2- Deram velocidade ao jogo.
Ler Texto Completo

Jornal do Académico de Viseu !


Se quer saber tudo o que se passou nos jogos do Académico nesta época 2008/09, leia o Jornal do Académico disponível na barra lateral. Neste jornal pode ler todas as crónicas elaboradas pela equipa da Magia, a respectiva análise individual de cada jogador, e acompanhar a evolução da equipa Academista na tabela classificativa.

Basta clicar em cima da capa do Jornal.
Ler Texto Completo

Antevisão U.Lamas - Ac.Viseu

Finalizada a 1ªvolta do campeonato da III divisão, o Académico encontra-se na 2ªposição com 25 pontos, tendo tido 8 vitórias, 1 empate e 4 derrotas. Marcou 24 golos, o que o torna a par de Fiães e Anadia, a equipa mais concretizadora da prova. Por outro lado, fruto também do início menos bom de campeonato, sofreu até ao momento 17 tentos. Para esta jornada, está agendada a deslocação dos viseenses a Santa Maria de Lamas. Um jogo sempre complicado para os academistas, que denotam alguma dificuldade em pontuar com esta formação, sabendo que é um campo sempre difícil para qualquer equipa que lá jogue. O U.Lamas vem de 6 jogos sem vencer, sendo que o Ac. Viseu poderá aproveitar esse dado psicológico. Até porque, estamos convictos que a derrota academista em Cinfães não afectou as hostes viseenses.
O árbitro do encontro será o Sr. António Alves da A.F.Porto.
Ler Texto Completo

Temos capitão...


Sérgio – 4 – Apesar da derrota, o comandante merece esta nota. Foi imperial na defesa, e se alguém não merecia perder, era o capitão. Fantástico.

Augusto – 3 – Esteve bem o jogo todo, aliás a primeira parte até foi bem tranquila, já a segunda metade foi chamado várias vezes a intervir.

Calico – 3 – À imagem de toda a defesa, esteve bem, com o senão no lance do golo anulado à equipa do Cinfães, mas que pela decisão do árbitro, sofreu falta.

Tiago – 3 – Teve uma falha relativamente grave, mas compensou logo de seguida.

Leandro – 3 – Muito trabalho para o defensor esquerdo, mas foi dando conta do recado.

Rui Lage – 3 – No regresso à titularidade, esteve bem, cumpriu o seu papel como era de esperar.

Casal – 3 – Tal como Lage, é um jogador que nunca compromete a equipa.

Éverson - 2 – Passou nitidamente ao lado do jogo, tal como todos os seus companheiros da frente de ataque.

Rui Santos – 2 – O mágico não esteve nos seus dias. Acontece aos melhores.

Milford – 2 – Depois de ter sido decisivo na jornada anterior, neste jogo não apareceu.

Zé Bastos – 2 – Não esteve bem, fruto também da ineficácia atacante da equipa. Melhores jogos virão, certamente.

F.Ferreira – 2 – Foi o primeiro a entrar, numa altura em que o Cinfães pegava no jogo. Mas não conseguiu espalhar o seu talento como certamente gostaria.

Filipe – 2 – Entrou para ajudar a defender, posicionando-se numa espécie de trinco.

F.Figueiredo – 1 – Jogou 10minutos, não deu para aparecer no jogo.
Ler Texto Completo

Bayern esse "velho conhecido"


Dois anos depois eis que o Bayern de Munique está de regresso a Alvalade. Sorteio é sorteio os alemães estarão por certo muito felizes. Agora há que lhes retirar o sorriso do rosto. Nada é impossível. Os anteriores jogos entre os dois clubes:

Sporting 0 Bayern Munique 1

Sporting: Ricardo, Caneira, Tello, Andersson Polga e Tonel; Miguel Veloso (Paredes 70), Carlos Martins (Yannick 45), Nani e João Moutinho; Alecsandro (Bueno 57) e Liedson. Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Abel, Custódio e João Alves.

Bayern Munique: Kahn, Sagnol, Lúcio, Van Buyten, Lahm, Van Bommel, Schweinsteiger, Otll (Demichelis 45), Podolski (Júlio dos Santos 65), Pizarro e Roque santa Cruz (Salihamidzic 50). Treinador: Otmar Hitzfeld
Suplentes não utilizados: Rensing, Lell, Karimi, Makaay

Golo: Schweinsteiger 19 (0-1)

Crónica de A MAGIA DO FUTEBOL: “Como se diz injustiça em alemão”
Melhor em campo para A MAGIA DO FUTEBOL: João Moutinho


Bayern Munique 0 Sporting 0

Bayern Munique: Kahn, Sagnol, Van Buyten, Demichellis, Lahm, Lell (Júlio dos Santos 45) Salihamidzic, Ottl, Makaay, Pizarro e Roque Santa Cruz (Karimi 80). Treinador: Otmar Hitzfeld
Suplentes não utilizados: Rensing, Hummels, Saba, Furstner e Maierhofer.

Sporting: Ricardo, Caneira, Tello, Polga Tonel; Custódio, Paredes (Farnerud 51), Carlos Martins (Nani 45) e João Moutinho; Yannick (Alecsandro 78) e Liedson. Treinador: Paulo Bento.
Suplentes não utilizados: Tiago, Miguel Veloso, Abel e Romagoli.

Crónica de A MAGIA DO FUTEBOL: Bayern 0 Sporting 0
Melhor em campo para A MAGIA DO FUTEBOL: João Moutinho


Este é também um reecontro entre o Sporting e o técnico dos alemães, Klinsmann. Encontraram-se em 1991 na meia final da Taça UEFA era o agora técnico ponta de lança do Inter. Fica a recordação:

Sporting 0 Inter 0
Inter 2 Sporting 0
Ler Texto Completo

Cinfães 1-0 Ac. Viseu

Cinfães: Miguel Matos, Nakata (Sidon, 88), Luís, Tiago Jonas, Kipulo, Rogério, Rui Gonçalves, Pinto (Serra, 75), Mauro, Sérgio Silva e Miki. Treinador: Vítor Moreira.

Académico de Viseu: Augusto, Calico, Sérgio, Tiago Gonçalves, Leandro, Rui Lage, Casal, Éverson (Filipe, 75), Rui Santos (Filipe Figueiredo, 82), Milford (Fernando Ferreira, 57) e Zé Bastos. Treinador: José Miguel Borges.

Golos: Rui Gonçalves 87 (1-0)


Os primeiros quinze minutos tiveram alguma movimentação, bastante intensos até, com as equipas depois a encaixarem-se uma na outra. Jogo de muito bom nível. Deu a sensação que as equipas estavam a jogar no erro do adversário. Os academistas iam tendo maior posse de bola, e aos 34min de jogo os academistas já tinham tido quatro cantos. Augusto teve pouco trabalho na 1ªparte. Mesmo em cima do intervalo, golo anulado ao Cinfães. Após Calico falhar um corte, o árbitro descortinou uma falta de Sérgio Silva sobre o academista. Nota para as inúmeras crianças das escolas presentes no estádio Prof. Cerveira Pinto. Mais uma ideia que a direcção academista pode seguir. A 2ªparte foi mais do Cinfães, sendo que os primeiros 10minutos foram muito fortes por parte desta equipa. Prof. Borges apercebe-se disso e resolve fazer a 1ª alteração, sai Milford e entra F.Ferreira. Depois disso, alguns passes falhados de parte a parte. O Cinfães teve a seu dispor vários livres perigosos. O Académico realizou ainda mais duas alterações, Éverson deu lugar a Filipe aos 75 minutos, e F.Figueiredo em detrimento de Rui Santos aos 82minutos. Nos últimos minutos o jogo foi bastante rápido, e foi aqui que surgiu o golo do Cinfães (Rui Gonçalves) a dois minutos do fim, sendo que a equipa da casa estava a dominar o jogo territorialmente, logo o golo acabou por se justificar.

Com esta derrota os academistas perderam a oportunidade de se isolarem na classificação, ficando na mesma no 2ºlugar, e deram por terminado uma série fantástica de jogos sem perder.
Ler Texto Completo

Antevisão: Cinfães - Ac.Viseu

Depois da excelente réplica na Taça de Portugal, o Cinfães irá receber no seu estádio o nosso Académico. Um jogo que finaliza a última jornada da primeira volta do campeonato da 3ªdivisão. Este derby distrital, é importante para as duas formações. Se por um lado temos um Cinfães que não quer, certamente, deixar ‘fugir’ os academistas na classificação, desejando manter-se no topo, por outro, está uma equipa do Ac. Viseu forte, unida, e que quer, naturalmente, ser líder isolada da prova.
Até ao momento, a equipa do Cinfães, no seu reduto é muito forte, uma vez que ganhou por 5 vezes (U.Lamas, Águeda, Anadia, Milheiroense e São João de Ver), e perdeu apenas uma (na 2ªjornada, com o Avanca). Os comandados por Prof. Borges têm um percurso francamente bom fora do Fontelo, averbando 4 vitórias, um empate, e apenas uma derrota, no reduto do Fiães.
Apesar do equilíbrio que será, certamente, este jogo no estádio Prof. Cerveira Pinto, estamos plenamente convictos que estará dentro das quatro linhas, um Académico maduro e bastante coeso, na busca dos três pontos.
Ler Texto Completo

Natação academista em grande

Num Campeonato muito disputado, onde à entrada para a ultima prova não se sabia quem seria Campeão Nacional, os viseenses conseguiram estar no pódio e subir à 3ª Divisão Nacional. O Académico encontra-se agora numa divisão com um nível muito elevado, uma vez que a 3ª Divisão Nacional em Natação é disputada apenas numa série, diferindo do futebol, havendo apenas dois escalões acima, a 2ª divisão com 16 clubes e a 1ª Divisão com 8. É um momento muito positivo para a cidade de Viseu, que consegue ter uma equipa num patamar de visibilidade nacional bastante bom. O Campeão Nacional foi o Clube de Natação de Faro que contava com dois nadadores Brasileiros de grande valia. Assim que a equipa Viseense chegar a Viseu, haverá uma informação mais detalhada.
Ler Texto Completo

Álvaro - 23

Álvaro Loureiro Faria Dias nasceu a 15/12/1985 e comemora hoje o seu 23º aniversário. Parabéns Álvaro!
Ler Texto Completo

Yannick resolve e assiste

Foto: Sporting.pt


Yannick – 4 – O melhor do Sporting. Marcou um golo e teve participação nos outros dois. Está de novo a crescer.

Tiago – 3 – Na única vez que foi chamado a intervir fê-lo com classe.

Abel – 4 – É muito criticado mas ontem, quiçá acossado por essas críticas ganhou por duas vezes a linha de fundo e fez passes de golo para Vukcevic e Liedson. Defensivamente esteve bem.

Polga – 3 – Ponto alto a assistência para o golo de Yannick.

Daniel Carriço – 3 – Sem grandes problemas limitou-se a controlar.

Miguel Veloso – 2 – Marcou o livre para o golo mas de resto jogou a passo e demorou sempre muito tempo a libertar a bola.

Adrien – 3 – Rematador.

Izmailov – 4 – Uma bola no poste participação activa em dois golos e muito futebol naquelas botas.

Vukcevic – 2 – Problemas a defender e ofensivamente as coisas não lhe saíra bem – faltou-lhe o apoio de Veloso, o apoio que não faltou a Izmailov.

João Moutinho – 4 – Um passe a desmarcar Yannick, muita luta no meio campo e passe para o golo de Romagnoli.

Liedson – 3 – Fez um grande golo mas não fez um grande jogo.

Caneira – 2 – Defendeu bem.

Rochemback – 2 – A sua entrada libertou João Moutinho

Romagnoli – 3 – Marcou um golo. o Marítimo é seu cliente.
Ler Texto Completo

Sporting 3 Marítimo 0

Foto: Sporting.pt

1. O Sporting da primeira parte foi o melhor da noite e virou à direita onde Izmailov e Abel – boa exibição como “resposta” à explosão de Pereirinha – estiveram em destaque. Infelizmente a esquerda não funcionou com Veloso a ser mau demais e com Vukcevic a demonstrar que está fora de ritmo. Curioso é que o golo nasce de uma falta sofrida por Vukcevic e cobrada por Veloso.
2. Este Marítimo desiludiu-me: vi ao vivo o jogo que efectuaram no Estádio do Restelo com o Belenenses e foi uma equipa segura de si, com a lição bem estudada, com rapidez e muita MAGIA. O Marítimo de hoje nada disso demonstrou. Mérito ao Sporting.
3. O Sporting não é de Lisboa. Das poucas vezes que vou a Alvalade – o trabalho não o permite – há algo que nunca me faz saltar da cadeira. É o “cheira bem, cheira a Lisboa”. O Sporting é um Clube de Portugal. O seu Estádio é em Lisboa, o que é uma pena. Só oito mil em Alvalade?! A falta de militância era resolvida movendo-se o Estádio para outro local do país. Infelizmente não é possível.
Ler Texto Completo

Acredito em ti Académico!

O Académico de Viseu na próxima quarta feira desloca-se até Cinfães para finalizar a primeira volta da III Divisão Série C. Ingredientes não faltam para ser um jogo interessante: é mais um “dérbie” do distrito de Viseu – os primeiros dois correram muito bem aos academistas – o Cinfães tem uma boa equipa, como o demonstrou aos olhos de todos os portugueses, e caso o Académico de Viseu vença ascende à liderança da nossa série desta vez completamente isolado pois o Fiães empatou esta tarde com o São João de Ver (3-3). Com a humildade necessária e com o talento existente acredito que o Académico consiga um resultado positivo no reduto cinfanense. A campanha academista este ano está muito parecida com a campanha da época transacta e esta é a oportunidade do Académico melhorar as comparações com a época passada. Explico: na época passada o Académico de Viseu chegou à 13ª jornada com 10 jogos consecutivos sem perder; este ano chega a esta mesma altura com 7 jogos sem perder; na época passada na 13ª jornada perdeu (com a União de Lamas) e depois foi a Figueira de Castelo Rodrigo e também perdeu com o Figueirense (1-2); as duas próximas paragens do Académico – Cinfães e Santa Maria de Lamas – são destinos muito parecidos com os da época passada e são para melhorar. Com humildade e respeito pelo adversário mas também com ambição.

Os resultados da 13ª jornada:

Anadia 1 Sátão 0

Tocha 1 Milheiroense 1

Águeda 2 Valecambrense 0

Fiães 3 São João de Ver 3

União de Lamas 0 Tondela 1

Fornos de Algodres 2 Avanca 1
Ler Texto Completo

Ex academista

Um ex treinador do Académico de Viseu está em grande no campeonato da Tunísia. Leia aqui.
Ler Texto Completo

Imagens




Ler Texto Completo

Basileia 0 Sporting 1

Foto: Sporting.pt

O objectivo era vencer e terminar da melhor maneira a primeira fase da Liga dos Campeões. O objectivo foi conseguido. O Sporting está nos oitavos de final da Liga dos Campeões, é uma das equipas que mais pontos conseguiu – mais 4, por exemplo, que o enorme Inter de Milão – 12 pontos que davam para ser líder de muitos grupos. É por isso com muita admiração que vejo essa imprensa desportiva, e não só, a dar tão pouco crédito a este Sporting. OK, foi goleado pelo Barcelona mas este ano quem não tem sido? Pior do que a imprensa é ainda certos blogues ditos de referência leonina, falo do Leão da Estrela, insistir em arranjar casos no Sporting – Yannick não foi efusivo nos seus festejos e já se vê aí um conflito com Paulo Bento. “Cuidado com os sportinguistas que se dizem desde pequeninos”.
A primeira parte do Sporting foi muito boa: houve oportunidades – as suficientes para se evitar o sufoco final – e houve Magia no jogo do Sporting. A segunda parte não foi feliz. As lesões de Vukcevic e Pereirinha obrigaram Bento a mexer em demasia no seu meio campo talvez aí esteja alguma da explicação para tão fraca prestação. Não foi bonita a segunda parte, é verdade, mas entre o espectáculo e a vitória o Sporting optou pela segunda hipótese, sofreu muito, teve a sorte do jogo mas mereceu vencer. Venham de lá então o LIVERPOOL!
Ler Texto Completo

Yannnick resolveu

Foto: Sporting.pt


Yannick – 4 – Ofereceu o golo a Derlei e ele desperdiçou. Resolveu o jogo “à Liedson”. Foi sempre uma seta apontada à baliza suíça. O melhor do Sporting!

Tiago – 4 – Decisivo. Também não lhe ficava mal o título de melhor em campo.

Pereirinha – 3 – Entrou a fazer uma exibição ao nível do que se lhe tem visto ultimamente mas saiu lesionado.

Caneira – 3 – Esteve bem. Que esteja na calha o “velho” Caneira é o desejo.

Daniel Carriço – 3 – Parecia ser ele o central mais experiente.

Polga – 2 – Que desastre! Passes errados, cortes para os lugares menos aconselhados, colocação de adversários em jogo. Valeu a falta de pontaria Suíça.

Rochemback – 2 – Passes falhados a rodos. Devagar, devagarinho e parado.

Izmailov – 3 – Fez o passe para o golo. Em dois jogos o Sporting marcou 4 golos e o russo esteve em 3.

Vukcevic – 2 – Defender é que não! Valha a verdade que quando saiu acabou a magia no jogo leonino.

João Moutinho – 3 – Esforçado e dedicado. Faltou-lhe assumir mais o jogo.

Derlei – 2 – Falhou a melhor oportunidade do jogo. Passou ao lado do mesmo.

Abel – 3 – Cumpriu.

Adrien – 2 – Pareceu perdido.

Miguel Veloso – 2 – Gostei de o ver naquela posição.
Ler Texto Completo

9 de Dezembro de 2008: Feito histórico!


Poucos terão sido os que se aperceberam mas o dia de ontem foi um dia histórico para o Académico de Viseu. Nuno Claro que passou pelas camadas jovens do Académico de Viseu – e Viseu e Benfica – e que nas temporadas de 94 a 96 integrou mesmo o plantel do Académico de Viseu – “tapado” por João e por Augusto – estreou-se na liga dos Campeões (Chelsea 2 Cluj 1). Foi mesmo o primeiro jogador a fazer toda a sua formação em Viseu a chegar a tão alto nível de competição – Paulo Sousa, o Campeão Europeu, iniciou-se no Repesenses mas acabou a sua formação no Benfica. Que o Nuno Claro seja uma fonte de inspiração para todos os jovens, para o clube e para os adeptos. Ao Nuno um obrigado pelo imenso orgulho que todos sentimos por ele!
Ler Texto Completo

Top Academista

Milford foi o jogador que mais lugares subiu. Era 13º é 9º. No pódio tudo igual.


1º Rui Santos 52

2º Casal 44

3ºZé Bastos 41

4º Augusto 39

5º Calico 35

6º Álvaro 35

7º Leandro 35

8º Tiago Gonçalves 30

9º Milford 28

10º Everson 26

11º Sérgio 24

12º Rui Lage 23

13º Fernando Ferreira 22

14º Luís Costa 19

15º Filipe Figueiredo 16

16º Filipe 15

17º Alexandre 11

18º Lopes 9

19º Paulo Freitas 7

20º Cabido 1
Ler Texto Completo

Top Leonino

Izmailov é o novo líder destronando João Moutinho que era 1º desde o jogo em Vila do Conde


1º Izmailov 60

2º João Moutinho 57

3º Polga 57


4º Rui Patrício 54

5º Liedson 54

6º Hélder Postiga 48

7º Miguel Veloso 45

8º Derlei 40

9º Abel 39

10º Rochemback 39

11º Tonel 37

12º Romagnoli 37

13º Pereirinha 35

14º Grimi 31

15º Caneira 30

16º Yannick 28

17º Daniel Carriço 20

18º Pedro Silva 11

19º Vukcevic 8

20º Adrien 5

21º Tiago 5

22º Tiuí 4

23º Ronny 2
Ler Texto Completo

Estava difícil, mas Milford resolveu...

Milford – 4 – Foi o ‘Homem do Jogo’, sem dúvida. Foi um regresso fantástico à equipa. Após a sua lesão, jogou cerca de 20 minutos e fez dois golos, com dois remates muito colocados. Deu os 3 pontos ao Académico, num jogo que parecia mesmo muito complicado de vencer. Está na calha para o onze titular.

Augusto – 3 – Não teve culpas no golo sofrido, foi um remate rasteiro e colocado. De resto também não teve muito trabalho, uma ou outra intervenção mais difícil.

Calico – 2 – Jogo menos positivo deste academista. Não esteve bem. A defender foi muito trapalhão, e não conseguiu ajudar o ataque.

Filipe – 2 – Duas escorregadelas que poderiam ter sido comprometedoras. Será que estava a jogar com pitons de alumínio?

Tiago – 3 - O mais esclarecido da defesa viseense. Depois dos seus menos bons primeiros jogos, está de pedra e cal no eixo da defesa.

Leandro – 3 – A par de Tiago, também não esteve mal. Defendeu relativamente bem, subiu de produção na 2ªparte.

Casal – 3 – Não foi o jogador eficaz que costuma ser. É certo que a principal razão foi o estado do terreno. Garra não lhe faltou.

Costa – 3 – No regresso a titularidade, teve um jogo difícil, o estado do terreno não era bom para os médios. Mas esteve bem nas bolas paradas. Teve um livre perfeito, ao qual Everson teve um falhanço incrível.

Everson – 2 – É um jogador importante nos lances aéreos. Mas não esteve bem nas diversas posições do terreno que ocupou. Teve dois falhanços, que não se podem falhar.

F. Figueiredo – 2 – Uma tarde menos inspirada deste avançado. Lutador como sempre, mas não conseguiu furar com sucesso a defensiva contrária.

Rui Santos – 3 – Teve vários rasgos individuais, como é habitual nele. Esteve muito bem nos lances um-para-um, pecou contudo, na finalização. Assistiu Zé Bastos para o primeiro golo.

Zé Bastos – 3 – Marcou o 8º golo no campeonato. Lutador como sempre, mas foi apanhado várias vezes em fora-de-jogo.

F.Ferreira – 2 – Entrou para segurar o jogo, mas não foi feliz, fruto também de alguma inconstância da equipa.

Álvaro – 1 – Entrou já perto do fim para refrescar o miolo do terreno.
Ler Texto Completo

Ac.Viseu FC 3-1 AD Fornos de Algodres

Jogo no Estádio Municipal do Fontelo, em Viseu

Árbitro: Tiago Antunes, do CA de Coimbra
Auxiliares: António Lopes e Fábio Ferreira


Académico de Viseu: Augusto, Calico, Tiago Gonçalves, Filipe, Leandro, Casal, Costa (Milford 77), Everson, Filipe Figueiredo (Fernando Ferreira 60), Rui Santos, Zé Bastos (Álvaro 85).
Suplentes não utilizados: Paulo Freitas, Lopes, Parma, 18 Fernando e Alexandre
Treinador: José Miguel Borges

Fornos de Algodres: Zé Luís, Egipto, Matos, Luís Miguel, Fábio Nascimento, Bruno Lopes (Bruno Costa 45), Nuno Simões (Bruno Filipe 90+2), Tibério (Néné 55), Titá, Joni, Afees.
Suplentes não utilizados: Inácio e José Tavares.
Treinador: Fernando Pompeu

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Titá (25m), Bruno Costa (47m) e Filipe (65m)

Golos: Zé Bastos 14 (1-0), Nuno Simões 68 (1-1), Milford 80 (2-1), Milford 87 (3-1)

O Académico de Viseu venceu esta tarde o Fornos de Algodres por 3-1. Foi um jogo bastante atípico, que tanto podia ter dado para golear, como podia ter dado para perder. Com o campo bastante pesado, o treinador academista optou por colocar Costa no centro do terreno. De resto não houve alterações no onze.Augusto, Calico, Filipe, Tiago e Leandro; Casal, Costa (Milford), Everson; F. Figueiredo (F.Ferreira), Rui Santos e Zé Bastos (Álvaro).

O jogo começou com a equipa da casa à procura do golo, com rápidos ataques, aproveitando também a defesa muito subida da equipa forasteira. E foi num desses lances que surgiu o primeiro golo da tarde, à passagem dos 20 minutos. Rui Santos, após passe da defensiva academista, corre uns largos metros e oferece o golo a Zé Bastos, que só teve mesmo de empurrar a bola para o fundo das redes. O Fornos, mostrou ser uma equipa bastante corajosa, tendo sempre vários jogadores no seu ataque, o que por vezes causava algum desconforto à defensiva academista, principalmente na 2ªmetade do encontro. Ao intervalo registava-se então a vitória pela margem mínima dos academistas. A segunda metade, foi mais viva. O Fornos após duas alterações tornou-se uma equipa mais ameaçadora, e chegou mesmo ao empate, num remate à entrada da área, após alguma atrapalhação dos defesas viseenses. O Académico depois disso acordou, e após o Prof. Borges lançar Milford em jogo, tudo foi diferente. Este foi mesmo o ‘Homem do Jogo’. Entrou a cerca de 20 minutos do fim do encontro, e fez dois golos. Dois remates certeiros, que puseram de alguma forma justiça no resultado e que foram muito festejados por todos os que estavam no estádio. No primeiro, aproveitou algum espaço que lhe concederam e à entrada da área desferiu um remate rasteiro bastante colocado. No segundo, remate idêntico ao primeiro, mas desta vez após uma boa jogada individual.Foi portanto, uma vitória justa, num terreno pesado, em que nem sempre os academistas estiveram bem, mas que os valores individuais falaram mais alto, e aí, a equipa da casa mostrou ter, sem dúvida, outros argumentos.Assim sendo, os viseenses chegam aos 25 pontos, e à liderança repartida com o Fiães, que empatou em Vale de Cambra. De assinalar, que os 3ºs classificados, Cinfães e Milheiroense, estão agora a 5 pontos do Ac. Viseu.
Ler Texto Completo

Calico - 21

Carlos Manuel Almeida Almeida, o nosso Calico, nasceu a 6 de Dezembro de 1987 e comemora hoje o seu 21º aniversário. A MAGIA DO FUTEBOL deseja muitas felicidades ao atleta do Académico de Viseu. Parabéns Calico!
Ler Texto Completo

Estrelas do passado: Keita

Nome: Salif Keita Traoré
Data de nascimento: 06/12/1942
Internacional maliano
Estreia a 04/09/1976: Sporting 3 Benfica 0
Títulos: 1 Taça de Portugal
Jogos: 77
Golos: 35
(informações recolhidas da Enciclopédia Fundamental do Sporting)
A “Águia do Mali” chegou para jogar no Sporting em 1976, 6 anos depois de ter sido considerado o melhor jogador africano do ano. Depois de se estrear muito novo pela selecção do Mali e de ter jogado em clubes do seu país chegou em 1967 para jogar numa equipa que também veste de verde o Saint-Etienne de França e por lá ficou 5 anos tornando-se um verdadeiro herói da equipa e conquistando vários troféus pelos “verts” ajudando assim o clube a tornar-se um dos mais titulados clubes franceses. Dali saiu em direcção ao Marselha onde apenas permaneceu uma época fazendo de seguida as malas para Valência actuando assim 3 épocas no clube espanhol onde voltou a evidenciar toda a sua classe. Em 1976 chegou finalmente ao Sporting Clube de Portugal fazendo uma tripla terrível com Manuel Fernandes e Manoel aos quais se juntou uma época mais tarde outro grande nome do futebol leonino e nacional – Rui Jordão. Saiu do Sporting aos 33 anos com “apenas” uma Taça de Portugal conquistada mas com a firme certeza que quem o viu jogar não o esquecerá e quem, como eu, não teve essa oportunidade fiará para sempre com essa tristeza.
Foi presidente da Federação de futebol do seu país e Ministro do Desporto. Keita, jogador do Barcelona, é sobrinho desta antiga glória leonina e confidenciou que o tio ainda hoje lhe conta histórias do seu tempo no Sporting. Sissoko da Juventus é também seu sobrinho.
Completa hoje 66 anos – parabéns!

Fontes: Sporting Vintage e Glórias do Passado.

Ler Texto Completo

Estrela da Amadora 1 Sporting 3

Foto: José Manuel Ribeiro / Reuters

A perder por 1-0 na madrugada do jogo tudo se encaminhava para uma noite negra mas este Sporting soube dar uma resposta cabal sendo que ao intervalo indo para descanso com um empate o Sporting podia e devia se considerar uma equipa feliz.
O golo de Liedson que surgiu numa fase inicial da segunda parte foi deveras importante para acalmar o ânimo dos adeptos e para colocar o Sporting no trilho certo, o da vitória leonina.
Até que surgiu Simon Vukcevic. Nestes longos meses de ostracismo a que foi votado o montenegrino sempre me coloquei ao lado de Paulo Bento. Mas foi sempre o Sporting o grande derrotado de toda esta “novela”. Não sei se a volta de Vukcevic se deveu a alguma “Mea Culpa”. Quando apontou o golo a equipa toda foi festejar com ele. Foi um gesto bonito. Que Vukcevic continue assim. O grande vencedor será sempre o Sporting.
Ler Texto Completo

Izmailov "esteve" em dois golos

Izmailov – 4 – O melhor do Sporting. Parece-me um prémio merecido para um jogador que marcou um golo importante – o do empate – e que fez o passe para o golo decisivo. Continua em grande.

Rui Patrício -2- Tenho que lhe dar nota negativa. Parece-me mal batido no primeiro golo e depois teve uma ou outra tremedeira. Na segunda parte não teve trabalho

Pereirinhas – 3 – Na primeira parte colocaram-lhe muitas dificuldades que nem sempre soube ultrapassar. Melhorou na segunda parte.

Grimi – 1 – O azarado da noite.

Daniel Carriço – 3 - Culpas no golo mas depois agigantou-se.

Polga -3- O mesmo que Carriço. Na segunda parte teve uma grande arrancada deu a Liedson e este quase conseguiu lhe retribuir o gesto.

Miguel Veloso -2- Maus passes e remates disparatados na primeira parte, na segunda melhorou mas não o suficiente para a nota positiva.

Rochemback -3- Calcanhares inconsequentes na primeira parte. Um grande passe para o golo de Liedson na segunda.

João Moutinho -3- Passe para o golo de Izmailov – foi o seu ponto alto na sua actuação.

Liedson -4- Uma oportunidade falhada na primeira parte, um golo importante na segunda e fez brilhar Nélson- é o guarda redes do Estela o grande culpado por não ser ele o homem do jogo.

Postiga -3- Esforço, dedicação e devoção.

Caneira -3- Exibição certinha.

Vukcevic -3- Golo muito importante para o jogo, para Vukcevic e sobretudo para o Sporting. Que seja de vez.

Pedro Silva -1- Entrou e perdeu uma bola em zona perigosa.
Ler Texto Completo

Antevisão Ac.Viseu - Fornos de Algodres

Estamos a entrar na recta final da 1ªvolta, da 1ªfase (12ªjornada). De visita ao Fontelo estará o Fornos de Algodres, única equipa representante do distrito da Guarda nesta 3ªdivisão. Até ao momento, esta formação ocupa o 9ºlugar da classificação, com 3 vitórias, 4 empates e 4 derrotas. É uma equipa aguerrida, que marca em quase todos os jogos (só não o fez por duas vezes), tendo 15 golos marcados e outros tantos sofridos. Por outro lado, os academistas vão querer certamente regressar às vitórias, depois do positivo empate em Avanca, não podendo ainda contar com capitão Sérgio, que segundo os castigos da federação, levou dois jogos de suspensão. À semelhança da jornada passada, o árbitro pertence igualmente A.F. Coimbra, sendo desta vez o Sr. Tiago Antunes.

Nota 1: De relembrar a ‘Campanha de Angariação de Donativos’ por parte do nosso clube. Não se esqueçam de levar, no próximo domingo, um ‘presente’ para as crianças mais desfavorecidas (brinquedo, peça de roupa…), que será, posteriormente entregue, pelo plantel do Académico de Viseu.

Nota 2: O jogo Cinfães – Ac. Viseu referente à 13ªjornada foi, entretanto, adiado para dia 17/12, às 15h, em virtude da participação do Cinfães na Taça de Portugal.
Ler Texto Completo

A imprensa de olho em Nós...

Clicar na imagem para ampliar( Reportagem no DN de 5 de Dezembro de 2008)

Finalmente o nosso clube volta a ser falado pelos melhores motivos... Finalmente somos novamente reconhecidos pela imprensa, nacional...
Finalmente muita gente, incluindo Viseenses, levam uma "chapada de luva Branca".
A Magia do Futebol, orgulha-se de ter sido dos primeiros a aderir a este novo projecto, mesmo que este tenha renascido nos distritais.

O Nosso titulo orgulhosamente diz:
Seja nos distritais ou na Liga dos Campeões estes clubes representam, para nós, a MAGIA DO FUTEBOL!

Académico Sempre !


Ler Texto Completo

Campeões do Sporting: Mpenza

Nome: Jerome Mbo Mpenza
Data de nascimento: 04/12/1976
Naturalidade: Congo
Internacional pela Bélgica
Estreia: Sporting 2 Salgueiros 0 (16/01/2000)
Jogos: 84
Golos: 4
Títulos: 1 campeonato nacional, 1 Supertaça de Portugal

Custa a crer que Mbo Mpenza um dos obreiros do título do Sporting no ano de 2000 seja o mesmo que hoje em dia está “perdido” na Grécia no Larissa actual 9º classificado do campeonato grego e onde ainda não efectuou nenhum jogo. Joga ao lado de nomes como Norberto Solano ou do ex benfiquista Laurent Robert.
Chegou a Alvalade vindo do Standard de Liége e com outras duas grandes contratações – César Prates e André Cruz – ajudou a levar o Sporting ao título nacional, estreou-se com o Salgueiros em Alvalade. Era já um prenúncio do que ia acontecer pois foi no terreno do Salgueiros, no Vidal Pinheiro, que o Sporting se sagrou campeão nacional 17 anos depois. Para muitos poderá ficar eternamente conhecido como o Mpenza menos talentoso – o irmão Emile joga no Plymouth Argyle actualmente – mas para os sportinguistas é e será sempre inesquecível.
Depois do Sporting jogou no Glatasary – envolvido no negócio Jardel – três épocas no Mouscron, mais 4 no Anderlecht tendo ingressado este ano nos gregos do Larissa.
Comemora hoje 32 anos. Parabéns!
Ler Texto Completo

Jogador do mês: Rui Santos

Pelo segundo mês consecutivo Rui Santos é para A MAGIA DO FUTEBOL o melhor jogador do Académico de Viseu – mês de Novembro de 2008. O nº 10 academista venceu o mês com 19 pontos deixando na segunda posição a um mísero ponto – 18 – dois dos seus colegas – Augusto e Casal – sendo o 4º classificado Zé Bastos com 16 pontos.
Como amealhou os 19 pontos: o mês iniciou-se em Vale de Cambra local onde o Académico de Viseu venceu por 2-4 e logo aí Rui Santos amealhou 10 pontos – 5 pela exibição e outros 5 por ter sido considerado o melhor do Académico em campo. Seguiu-se a recepção ao São João de Ver (3-0) e Rui Santos teve nota 3. Na deslocação ao Tondela nota 4 para Rui Santos sendo que nesta ocasião o melhor em campo foi considerado João Casal. Finalmente no último domingo depois do empate academista em Avanca Rui Santos teve nota 2 totalizando assim os tais 19 pontos e 3 golos para o Académico de Viseu.
Ler Texto Completo

Top Academista

1º Rui Santos 49

2º Casal 41

3º Zé Bastos 38

4º Augusto 36

5º Álvaro 34

6º Calico 33

7º Leandro 32

8º Tiago Gonçalves 27

9º Sérgio 24

10º Everson 24

11º Rui Lage 23

12º Fernando Ferreira 20

13º Milford 20

14º Luís Costa 16

15º Filipe Figueiredo 14

16º Filipe 13

17º Alexandre 11

18º Lopes 9

19º Paulo Freitas 7

20º Cabido 1
Ler Texto Completo

Jogador do mês: Marat Izmailov

Foto: Sporting.pt


Marat Izmailov é pela terceira vez eleito por A MAGIA DO FUTEBOL como o melhor jogador do mês, neste caso Novembro de 2008, repetindo assim a proeza de Janeiro e de Maio deste ano. Izmailov venceu o mês com 28 pontos deixando na segunda posição Anderson Polga com 26 pontos e na terceira posição Liedson com 24.
Como chegou 28 pontos: o mês começou em Vila do Conde e Izmailov teve nota 3. Seguiu-se a vitória histórica frente ao Shakthar para a Liga dos Campeões e o russo amealhou 8 pontos fruto do facto de ter nota 4 e ter sido considerado o melhor do Sporting. Seguiu-se a eliminação da Taça de Portugal com o FC Porto mas Izmailov escapou ao naufrágio sendo considerado o melhor do Sporting com a nota 4 que duplicou. A partir daí foi só “gerir a vantagem”, nota 2 na derrota com o Leixões, nota 4 na vitória da Figueira da Foz, contra o Barcelona não jogou mas voltou a jogar com o Vitória de Guimarães e teve nota 3
Ler Texto Completo

Top Leonino


Capitão e subcapitão são os mais pontuados por A MAGIA DO FUTEBOL


1º João Moutinho 54
2º Polga 54
3º Rui Patrício 52

4º Izmailov 52
5º Liedson 50
6º Hélder Postiga 45
7º Miguel Veloso 43
8º Derlei 40
9º Abel 39
10º Tonel 37
11º Romagnoli 37
12º Rochemback 36
13º Pereirinha 32
14º Grimi 30
15º Yannick 28
16º Caneira 27
17º Daniel Carriço 17
18º Pedro Silva 10
19º Adrien 5
20º Tiago 5
21º Vukcevic 5
22º Tiuí 4
23º Ronny 2
Ler Texto Completo

Nasceu leão o melhor do mundo!


Cristiano Ronaldo é o melhor do mundo! Por muito que custe a muito gente dita portuguesa, ele aí está coroado como bem merece. Podem dizer que é imaturo – e é – que é egocêntrico – e é – que não é humilde – não é – mas é o melhor do mundo, tem muitos defeitos mas não marca golos com a mão, é português e é o melhor do mundo! E nasceu no Sporting o único clube português a formar dois melhores jogadores do mundo. O facto de não ter conquistado títulos ao serviço do Sporting e de até já nos ter derrotado por duas vezes são apenas pormenores, importantes, mas pormenores. Parabéns Ronaldo!

Aqui o melhor do mundo de leão ao peito!
Ler Texto Completo

Campeões do Sporting: Dinis

Nome: Joaquim António Dinis
Posição: avançado
Data de nascimento: 01/12/1947
Naturalidade: Angola
Estreia pelo Sporting: Sporting 1 Benfica 0 (09/11/1969)
Títulos: 2 campeonatos nacionais e 3 Taças de Portugal
Jogos: 201
Golos: 37
Internacionalizações: 14 (todas ao serviço do Sporting)


Um dos muitos campeões que o Sporting “produziu” comemora hoje 61 anos (parabéns!). Falo-vos de Dinis. Um jogador que nunca tive o prazer de ver jogar (deixou o Sporting poucos meses depois de eu nascer – 75). É pena que não haja aquelas máquinas de voltar atrás no tempo. Diz a Enciclopédia Fundamental do Sporting sobre ele “Passadas longas, um pé esquerdo fabuloso que trabalhava a bola como uma “pá”, e um notável poder de remate...”, uma descrição que deixa qualquer amante do futebol, sportinguista ou não, com água na boca! O “brinca na areia” tinha um drible curto e desconcertante, jogava, fazia jogar e marcava golos de grande categoria (Sporting Vintage).
Na selecção actuou por 14 vezes e marcou 4 golos. Estreou-se a 10/05/70 no Jamor frente à Itália (1-2) ao lado de Damas, Pedro Gomes, José Carlos, Hilário e Nélson todos jogadores do Sporting na altura. Todos os seus golos foram apontados na Minicopa de 72 disputada no Brasil. Deixou a selecção em 73 (14/11) no empate caseiro frente à Irlanda do Norte no Estádio do seu clube com Damas e Fraguito na equipa. Fraguito iniciava aí a sua carreira ao serviço da selecção ele que também foi um dos campeões do Sporting. No fim da época passada Dinis dizia na Rádio Renascença que o Sporting precisa de “sangue africano” na equipa. Se forem da “raça” do seu sangue é que era bom.
Ler Texto Completo