SC Coimbrões 1-2 Ac.Viseu FC

Académico, Académico, Académicoooooooooo!! Aí vai o autocarro com mais 3 pontos na bagagem.

Ora bem, há muitos muitos muitos anos que o Académico não estava em 1º lugar na II Divisão, ainda por cima a tão poucas jornadas do fim. Talvez a última vez tenha sido em 1995... portanto, vejam lá há quanto tempo foi.
Por isso neste dia o importante sinceramente foi festejar... festejar ...festejar e aproveitar o momento. Chegámos a Líderes após 25 jornadas de dificuldades mas também a formarmos uma grande equipa. Somos a melhor defesa e a equipa mais disciplinada.
No entanto, 4 jogos dos quais 3 em casa nao dão para relaxar! Porque o 2º classificado está mesmo aí ao virar da esquina à espera de alguma escorregadela.
Quanto ao jogo, num relvado sintético com algumas falhas, pode-se dizer que os nossos jogadores fizeram um jogo prático. Quando foi preciso despachar, despachou-se. Quando foi preciso combater, combateu-se.. e quando foi preciso pressionar e empurrar o Coimbrões também se fez.


Parque Silva Matos, 30 de março de 2013
26ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Rui Amaral (Braga)

Coimbrões: Ivo; Nando, Joel (Tiago Lopes, 80), Diogo Costa e Bruno Brandão; Daniel, João Silva (Pedro Tavares, 63) e Paulinho; Paulinho Penantes (Carlos Sousa, 67), Penantes e Nuno Pinto. Treinador: Paulo Lima.

Ac. Viseu: Nuno Ricardo; Calico, Thiago Pereira, Tiago Gonçalves e Campinho; Ibraima, Bruno Loureiro, Zé Rui (Marco Almeida, 85) e Luisinho (Sérgio Duarte, 72); Hélder Rodrigues e Horácio (Bruno Graça, 82). Treinador: Filipe Moreira.

Golos: Hélder Rodrigues 17 (0-1), Nuno Pinto 35 (1-1), Thiago Pereira 63 (1-2)


Nos primeiros minutos, alguma expetativa e maior caudal para o Coimbrões. Mas começámos a criar algum perigo com as investidas do Luisinho e do Zé Rui pelas alas.
No seguimento de um canto, com jogada de insistência, um centro encontrou Hélder na área que fuzilou o Guarda Redes Ivo. Alegria nas bancadas...(bancada não, alguns degraus!!) Goooooooooooooolo Académico!!

Notou-se que a equipa nao estava habituada a estes relvados e por isso começou a jogar prático, sem complicar. O Coimbrões começou a apostar muito nos centros para a área, à procura do nº 9 Nuno Pinto. Mas os nossos defesas iam safando.
Até que num canto, a bola aparece no coração da área, 2 jogadores do Coimbrões saltam com Tiago Gonçalves e fazem golo para a equipa da casa.
Esmorecemos um pouco, foi a 10 minutos do intervalo, mas ainda tivemos uma grande ocasião num remate do Zé Rui que ia mesmo ao ângulo mas o GRedes Ivo fez a defesa da tarde e numa estirada fantástica tirou a bola da baliza e do golo certo.

Na 2ª parte, entrámos muito bem. Os primeiros 15 minutos foram totalmente nossos. Pressão, pressão, pressão, jogadas rápidas, remates perigosos do Horácio e do Luisinho a rasar o poste. Tivemos vários cantos a favor e adivinhava-se o golo porque cada um deles representava sempre perigo. Mais do que descrever mais vale ver aqui o golo :)

Clicar aqui para ver o Golooooo Académicooooooooo

Faltavam ainda vários minutos, mas nas bancadas já se sabia que o Cinfães nao estava a ganhar ao SJ Ver, o que deu mais alento, mas também mais ansiedade nos adeptos. A propósito, estavam uns bons 60/70 adeptos que se portaram muito bem, a incentivar, com respeito (Até batemos palmas a um jogador do Coimbrões que saiu substituído) . Assim vale a pena.

No entanto, dentro do relvado, a equipa começou a recuar, a recuar, e o Coimbrões a pressionar. Fez duas substituições, mexeu no ataque e o nº 6 Carlos Sousa começou a organizar o jogo. Começou no banco este jogador, que tem sido dos melhores do Coimbrões.

Filipe Moreira também mexe, com a entrada de Sérgio Duarte e depois do defesa central Bruno Graça. Claramente para povoar o meio campo e defesa.
A equipa, na frente dependia mais do Hélder Rodrigues, que conseguia reter a bola e tentava também desmarcar-se mas foi apanhado várias vezes em fora de jogo.
A equipa do Coimbrões teve alguns remates e centros perigosos que obrigaram Nuno Ricardo a boas intervenções e também a bons cortes da defesa.

Depois, a última substituição foi a entrada do Marco Almeida, que e posicionou no lado esquerdo do meio campo. Entrou muito bem, com garra, com força. Quer a defender, quer a atacar, em que por pouco nao marcou e tentou desmarcar Hélder algumas vezes.

Na 2ª parte houve algumas paragens por lesão de jogadores, o que foi quebrando o ritmo. E por isso, o árbitro deu 5 minutos de desconto onde foi sofrer a bom sofrer. Um remate de ressaca de um avançado do Coimbrões passou por cima, quando tinha tudo para fazer o golo e sem dúvida .. a melhor ocasião foi um livre À entrada da área, que o nº 6 Carlos Sousa marcou exemplarmente, Nuno Ricardo nem reagiu e a bola foi parar à barra, batendo no relvado perto da linha de golo. Seria um balde de água fria!
No final, a equipa já sabia que o Cinfães tinha perdido e a festa foi muito bonita entre equipa e adeptos.

Agora há que tem cabeça, o mais difícil está feito, em 2 jogos recuperámos 6 pontos. Só que o futebol é para ser jogado , jogo a jogo, em que tudo pode acontecer. Portanto, há que continuar a mostrar a força, a garra, e o espírito de equipa que temos tido, bem como também a qualidade, porque parece fácil.. mas nao é. Ainda temos que ganhar jogos difíceis.

Mas pronto, hoje é dia de aproveitar e estar feliz pela vitória neste dificil campo.

Aqui ficam algumas fotos.









Ler Texto Completo

Antevisão 26ªjornada SC Coimbrões x Ac.Viseu FC (Sábado 15h)

 

Depois da importantíssima vitória na receção ao Cinfães por uns expressivos 3-0, todas as direcções viram-se agora para a deslocação a Vila Nova de Gaia para defrontar o Coimbrões, em desafio relativo à 26ªjornada. Um adversário complicado sobretudo no seu reduto que, recorde-se, chegou a estar na liderança durante as primeiras 7 jornadas da competição. O SC Coimbrões ocupa a 9ªposição com 33 pontos, menos 14 que os academistas, fruto de 7 vitórias e 12 empates. Apenas foi derrotado em 6 ocasiões (tendo sido uma delas no Fontelo na 1ªvolta); na condição de visitado apenas foi derrotado pelo SC Espinho há duas jornadas atrás (0-2). O médio Fábio Rola, expulso na anterior jornada na Tocha, não jogará frente aos academistas. Do lado academista, Kifuta ainda não estará disponível para este desafio, dado que cumprirá o 2ºjogo de castigo federativo.
Força Académico! Sempre convosco!
Árbitro do encontro: Sr. Rui Amaral, AF Braga
Sábado 30 Março, às 15h
Parque Silva Matos, Coimbrões - Vila Nova de Gaia
 
Ler Texto Completo

Parabéns Luisinho!

Nome: Luís Miguel Pinheiro Andrade “Luisinho
Data de nascimento: 27/03/1990
Naturalidade: Fornos de Algodres
Posição: Avançado  
Estreia: Ac. Viseu 5-1 Vigor da Mocidade (19/12/2010)
Primeiro golo: BC Branco 0-1 Ac. Viseu (22/01/2012)
Jogos: 78
Golos: 15
Épocas no Ac. Viseu: 10/13
 Foto: Viseu Desportivo

Números da época:

Jogos: 28
Suplente utilizado: 2
Golos: 4

O "mágico" Luisinho faz hoje 23 anos. Parabéns!
Ler Texto Completo

Hélder Rodrigues: o "Endiabrado do Fontelo"

 Hélder Rodrigues – 4,5 – Inevitavelmente, o Homem do Jogo. Decisivo ao apontar dois golos numa final tão importante. Quando o jogo estava complicado, eis que apareceu o “endiabrado do Fontelo” a desbloquear o resultado. E vão 8 golos na prova. Cada vez mais, uma jóia da nossa família chamada ACADÉMICO!


Nuno Ricardo – 3 - Exibição tranquia, mas segura do guardião academista. Teve duas intervenções de bom nível.
Calico – 4 – Mais um grande jogo de Calico. Esforço, capacidade de sacrifício e devoção, eis as principais características do nosso capitão!
Tiago Gonçalves – 4 – Mais um jogo “sem espinhas”. Intransponível defensivamente.
Thiago Pereira – 4 – Aplica-se as mesmas palavras que o seu colega da defesa. Um jogador de processos simples, mas extremamente eficaz. Fez a assistência para o primeiro golo da tarde.
Campinho – 4 – Tem vindo a crescer na sua nova posição de lateral esquerdo. Defensivamente esteve bem, e no ataque foi fundamental, com várias subidas que surpreenderam a defesa cinfanense. Fez o 3ºgolo academista. Excelente jogo!
Ibraima – 3,5 – Que falta fez no jogo anterior. Um jogador com capacidades elevadas, foi fundamental em mais esta final. Fez assistência para o 3º golo.
Bruno Loureiro – 3,5 – Joga sempre a um nível superior. Muita qualidade de passe, mais uma vez evidenciada neste desafio.
Zé Rui – 3,5 – Várias arrancadas no “seu” flanco esquerdo. Mais um belo jogo do extremo academista.
Luisinho – 3,5 – Assistência para o 2ºgolo da tarde. Por vezes parece alheado do jogo, mas saiu esgotado, fartou-se de correr.
Horácio – 2,5 – Esforçado. Venceu várias bolas em espaço aéreo. Pareceu-nos fora do seu “habitat” bem atrás da posição máxima do ataque. Saiu “tocado”.
Ricardo – 2,5 – Entrou para o lugar de Zé Rui. Partiu dele o 3º golo academista. Arrancou ainda a expulsão ao adversário, ao sofrer uma entrada duríssima.
M.Almeida – 1,5 – Entrou para o lugar do esgotado Luisinho.
Sérgio Duarte – 1 – Poucos minutos em campo.
Ler Texto Completo

Ac. Viseu FC 3-0 CD Cinfães

Estádio do Fontelo, 24 de março de 2013
25ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Pedro Campos (Porto)

Ac. Viseu: Nuno Ricardo; Calico, Thiago Pereira, Tiago Gonçalves e Campinho; Ibraima, Bruno Loureiro, Zé Rui (Ricardo Ferreira, 72) e Luisinho (Marco Almeida, 76); Hélder Rodrigues e Horácio (Sérgio Duarte, 84). Treinador: Filipe Moreira.

Cinfães: Pedro Trigueira; Eduardo, Hélio (Sérgio Silva, 78), Joel e Luís Carvalho; Rúben, Miguel Moreira e Diogo Torres (Luís Carlos, 76); Gomes (Wilson Júnior, 73), Vítor Silva e Serra. Treinador: Flávio das Neves.

Expulsões: Rúben 55, Luís Carlos 90+3

Golos: Hélder Rodrigues 30 (1-0), Hélder Rodrigues 60 (2-0), Campinho 87 (3-0).

Com dois golos de Hélder Rodrigues e um de Campinho, o Académico venceu esta tarde o líder Cinfães e colocou-se a um ponto da liderança. Não dependemos de nós próprios para subir, mas o líder sabe que a partir de agora não pode vacilar (e nós também não).

Os primeiros minutos da partida mostraram um Cinfães confiante, mostrando o porquê de ser líder, confiantes no passe, muito bem posicionados e com o Académico a mostrar dificuldades em criar perigo. No entanto o jogo decorria muito longe de ambas as balizas.

Aos poucos o Académico foi-se libertando das amarras - que pareciam ser sobretudo psicológicas - e começou a acercar-se com perigo da baliza de Trigueira, explorando os flancos e só não chegou ao golo por falta de definição no último passe ou na hora de rematar. Acabou por chegar ao golo com naturalidade após um excelente trabalho de Hélder Rodrigues que rematou fora da área sem hipóteses para Trigueira. A partir daqui o Cinfães desorganizou-se, tornando o seu jogo muito quezilento e nem do banco veio a devida acalmia.

Ao intervalo 1-0.

Andava a segunda parte entretida - com o perigo longe das balizas - quando um cinfanense foi expulso. Uma expulsão justa - segundo amarelo - de um jogador forasteiro que já andava a pedir o segundo amarelo há vários minutos. Cabeça perdida no banco dos azuis e Flávio das Neves expulso (sempre muito nervoso ao longo do jogo).

Praticamente na jogada seguinte Hélder Rodrigues, na cara de Trigueira, fez o 2-0. Delírio no Fontelo, sentia-se que o Académico já não deixaria fugir a vitória e o 2-0 significava também que o Académico ficava em vantagem no confronto directo.

No entanto a verdade é que a partir daí, e com um a menos, o Cinfães foi a melhor equipa. Só por uma vez fizeram brilhar Nuno Ricardo, é certo, mas foi a baliza academista que andou em sobressalto. O treinador academista mexeu na equipa, mas não conseguiu segurar o jogo, pedia-se que o Académico jogasse no campo contrário mas era em contra ataque que o Académico jogava.

E foi em contra ataque que o AVFC chegou ao 3-0 com Campinho a brilhar a grande altura. Vitória sem espinhas!

Barril de pólvora: Um dia as coisas vão correr mal. É impensável colocar-se adeptos do Cinfães na bancada dos sócios do Académico. O lugar dos adeptos adversários é atrás de uma baliza, quando muito numa lateral e sempre enquadrados por agentes de segurança. E não é por maldade que digo isto, também é mais seguro para todos. É triste dizer isso mas eu não levo o meu filho a este tipo de jogos. Que segurança existia hoje no Fontelo?


Ler Texto Completo

Académico - Cinfães: O apoio dos adeptos

Com o jogo importante de hoje, os adeptos quiseram deixar mensagens de apoio aos jogadores que aqui partilhamos.

Força para hoje, força Académico. Rumo aos 3 pontos e ao 1º lugar!!

Versão para poder guardar:

http://dl.dropbox.com/u/67323184/Academico%20Fans%20para%20Cinfaes%20final.ppsx 


Versão para ver mais rapidamente (mas sem som):

http://www.slideshare.net/cafviseu/academico-fans-para-cinfaes-v4-17623604
Ler Texto Completo

Estranho, ou talvez não !

Ainda o jogo Tourizense-Ac Viseu.

Segundo o site ZeroZero, e o ForadeJogo, o jogador do Tourizense, Daniel Gonçalves(nº25) teria sido expulso no jogo da Tocha por acumulação de amarelos. A ser verdade, não deveria ter jogado contra o Académico de Viseu, certo?

A verificar pelos dirigentes Academistas !
Ler Texto Completo

Antevisão 25ªjornada Ac.Viseu FC x CD Cinfães



Depois da inesperada derrota em Touriz, eis que chega o “jogo da época” para o nosso clube. Se a distância para o líder Cinfães cifra-se em 4 pontos, uma vitória recolocará os academistas na luta pela subida, isto a 5 jogos do fim – excluindo a final de domingo. Um jogo frente a uma equipa que tem pautado pela sua regularidade, com 48 pontos, fruto de 13 vitórias e 9 empates. Os cinfanenses são o melhor ataque da competição com 44 golos, com destaque para o jovem avançado Serra (11 golos no campeonato). É ainda a 2ªmelhor defesa da prova, com 19 golos sofridos até ao momento, apenas vencida pela defensiva academista (18 golos consentidos).

Zé Manuel e Kifuta expulsos nos desafios anteriores (2 jogos de suspensão para ambos) serão as baixas de vulto neste desafio. Do lado academista, a boa notícia prende-se com o regresso de Ibraima, jogador indiscutível no onze do Ac.Viseu.

Espera-se uma ótima afluência do público, tanto afeto ao Académico, que comparecerá certamente em força, como de Cinfães (estando preparado um autocarro para a vinda a Viseu). FORÇA ACADÉMICO!

Árbitro do encontro: Sr. Pedro Campos, AF Porto

Domingo 24 Março, às 15h

Estádio do Fontelo, Viseu
Ler Texto Completo

Parabéns Ricardo Ferreira!


Nome: Ricardo Miguel Ribeiro Ferreira
Data de nascimento: 20/03/1982
Naturalidade: Castro Daire
Posição: Defesa/Médio
Estreia: Ac. Viseu 2-1 Águias do Moradal (26/09/2012)
Primeiro golo: Ac. Viseu 7-0 Gândara (16/01/2011)
Jogos: 66
Golos: 8
Épocas no Ac. Viseu: 10/13

Números da época:

Jogos: 5
Titular: 4
Suplente utilizado: 1

Ricardo Ferreira, o atleta do Académico de Viseu, faz hoje 31 anos. Parabéns!
Ler Texto Completo

Desafio


Aproxima-se mais um jogo importante e decisivo na vida do Académico de Viseu Futebol Clube ! 
O clube precisa mais que nunca do nosso apoio, faça sol ou faça chuva, deveremos comparecer no Fontelo, e apoiar !

Vamos lançar um desafio, e apelamos a todos que participem:

A partir deste momento e até ás 20.30, de amanhã Quarta-feira dia 20 de Março, façam-nos chegar as vossas frases de incentivo, uma imagem, ou até um video de apoio ao nosso clube.
Façam-no na nossa página do Facebook( http://www.facebook.com/amagia.futebol ), ou através do nosso email: a.magia.do.futebol@gmail.com!

Temos 2 prémios para atribuir:

1º Todas as mensagens, fotografias, ou videos, chegarão ao balneário academista, para mostrarmos o nosso apoio!

2º Temos entradas gratuitas para os melhores!

Vamos mostrar de que massa é feito(a), um(a) Academista.

Força Académico !
Ler Texto Completo

Com a força de todos, a história vai repetir-se!


O Académico perdeu em Touriz. Temos razões para duvidar da subida? Aparentemente sim. Mas essas dúvidas têm que acabar JÁ. A partir de agora temos de voltar a acreditar que a subida é possível. Domingo, no Fontelo, recebemos o líder da nossa zona e todo o apoio que podermos transmitir à equipa será pouco tendo em conta o carácter importante da partida em causa.

A situação que atravessamos atualmente não é estranha à história do nosso clube. Sabia que nas últimas 3 subidas de divisão, as subidas do AVFC, houve um momento igual ao atual? Sabe como acabou? Com a subida do Académico de Viseu!

Recordemos:

Época 2006/20027 – 13 de maio de 2007. O Académico empatou em Campia, o Sporting de Lamego venceu, e a nossa equipa deixou de depender de si própria. O que aconteceu no final? O Académico SUBIU de divisão!

Época 2008/2009 – 23 de maio de 2009. O Académico empatou no Fontelo com o Cinfães (1-1) e deixou de depender si próprio para subir de divisão. No final da época, e após o épico 2-0 com o Anadia, o Académico subiu de divisão.

Época 2011/2012 – O Académico tinha dois jogos no Fontelo seguidos e podia arrancar definitivamente para a subida de divisão. O Académico não venceu nenhum dos jogos e empatou com o Sampedrense e o Nogueirense. Para piorar tudo na jornada seguinte o Académico perdeu no terreno do Bustelo. No fim quem subiu? O Académico!

Está na hora de nos unirmos. Todos ao Fontelo! Vamos apoiar o nosso clube!

Deixamos-vos agora com uma mensagem do nosso capitão:

“Porque só há um caminho… o de continuar a acreditar!
Para isso, mais do que nunca, precisamos da ajuda de todos!
O caminho só se escreverá com UNIÂO!
Ajudem-nos a levantar. Gritem por nós quando vos parecer que estamos apáticos. Empurrem-nos quando parecer que as nossas forças estão a acabar. Deem-nos cada vez mais coragem. Revoltem-se não contra nós mas a nosso favor.
E acreditem. Acreditem até ao fim, tal como nós.
Nenhuma equipa consegue o sucesso sem a ajuda dos adeptos.
Têm sido inexcedíveis, mas mais do que nunca precisamos de vocês!
Juntos seremos mais fortes!”
Ler Texto Completo

GD Tourizense 2-1 Ac. Viseu FC


Estádio Visconde do Pinhal, 17 de março de 2013
24ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Augusto Costa (Aveiro)

Tourizense: Gustavo; Cristiano (c), Soro, Rafael e Daniel Gonçalves; Fred, Jony e Pana; Filipe (Joel Martinho, 86), Carlos Daniel (Pedro Fontes, 88) e Emerry (Fábio, 77) Treinador: André David.

Ac. Viseu: Nuno Ricardo; Calico (c) (Marco Almeida, 58), Thiago Pereira, Tiago Gonçalves e Campinho; Sérgio Duarte (Luisinho, 66), Bruno Loureiro, Hélder Rodrigues e Zé Rui; Kifuta (Patrick, 62) e Horácio. Treinador: Filipe Moreira.

Golos: Horácio 12 (0-1), Carlos Daniel 49 (1-1), Emerry 52 (2-1)


A vencer ao intervalo, golo de Horácio, o Académico de Viseu não foi capaz de trazer os 3 pontos de Touriz. Nos primeiros minutos da segunda parte o Tourizense virou o resultado e o Académico não conseguiu reagir de modo a, pelo menos, empatar. 
A uma semana de receber o Cinfães - o líder - o Académico volta a não depender de si próprio para subir de Divisão. O máximo que pode aspirar é ficar a um ponto dos cinfanenses que hoje, algo surpreendentemente, empataram com o Tocha (1-1), depois de terem estado a perder.
Como adeptos resta-nos... acreditar. Força equipa!


Notas aos jogdores:

3 – Horácio

2- Nuno Ricardo, Calico, Thiago Pereira, Tiago Gonçalves, Campinho, Sérgio Duarte, Bruno Loureiro, Hélder Rodrigues, Zé Rui e Kifuta.

1,5 – Marco Almeida, Luisinho e Patrick
Ler Texto Completo

Antevisão 24ªjornada GD Tourizense x Ac.Viseu FC


A 24ªjornada ficará marcada pela curta deslocação do Académico a Touriz (Tábua) para defrontar a equipa do Tourizense. A formação comandada pelo jovem treinador André David, ocupa a 14ªposição no campeonato com 24 pontos, fruto de 6 vitórias e 6 empates. É uma equipa marcada pela juventude – jovens com muita qualidade, diga-se - onde por exemplo no último onze que venceu na Tocha, os jogadores mais velhos eram Jony (24anos) e o capitão Tiago Ronaldo (23anos). Kané (34anos), o jogador mais veterano da equipa, entrou no 2º tempo. Telmo Castanheira, uma das grandes figuras da equipa, aparece no mapa de castigos da FPF, a suspensão de um jogo. Isto apesar de os sites desportivos mencionarem que quem terá sido expulso na Tocha seria o defesa Daniel Gonçalves. Fica a dúvida!

Do lado academista, Ibraima estará ausente, cumprindo o 2ºjogo de castigo. Sérgio Duarte deverá ser o substituto, tal como aconteceu frente ao Bustelo. Um jogo importantíssimo para os comandados por Filipe Moreira, isto na véspera do líder Cinfães visitar o Fontelo. A distância pontual é de 3 pontos, sendo que os cinfanenses terão tarefa teoricamente mais fácil este domingo, na receção ao lanterna vermelha – o Tocha.

Espera-se mais uma vez, uma boa afluência de adeptos academistas até Touriz, dada a curta deslocação, são apenas cerca de 53Km. Destaque para a iniciativa da direcção, que disponibilizou gratuitamente um autocarro para os viseenses.

Força Académico! Sempre convosco!

Árbitro do encontro: Sr. António Costa, AF Aveiro

Domingo 17 Março, às 15h

Estádio Visconde do Vinhal, Touriz - Tábua
Ler Texto Completo

Parabéns Patrick!


Nome: César Patrick Castro Tavares Moreira
Data de nascimento: 12/03/1989
Naturalidade: Cabo Verde
Posição: Avançado
Estreia: Ac. Viseu 3-0 Bustelo (10/03/2013)
Jogos: 1
Épocas no Ac. Viseu: 12/13

Números da época:

Jogos: 1
Suplente utilizado: 1

Patrick estreou-se anteontem pelo nosso clube. Hoje faz 24 anos. Parabéns!
Ler Texto Completo

Zé Rui "Man of the match"

Zé Rui – 4 – Uma assistência, um golo, intensidade de jogo. Possante, parece como peixe na água em terrenos pesados, e ontem foi exemplo disso. Ia apontando o seu bis na 2ªmetade com um remate de levantar o estádio. Grande jogo!


Nuno Ricardo – 3 – Tarde calma para o guardião academista.

Calico – 3 – Subiu e bem no terreno várias vezes. Tarde tranquila defensivamente.

Thiago Pereira e Tiago Gonçalves– 3 – Um jogo muito sossegado para os centrais do Ac.Viseu.


Campinho – 3,5 – Talvez o melhor jogo de Campinho, pelo menos naquela posição de lateral esquerdo. Subiu muitas vezes no terreno, iniciou 1º golo academista. Impecável neste desafio, apesar do pouco trabalho que os opositores ofereceram.

Sérgio Duarte – 3 – Na estreia a titular, não comprometeu. Jogador de processos simples, e com bom toque de bola. Vai certamente continuar a evoluir.

Bruno Loureiro – 3 – Tarde regular do nosso maestro, cada vez mais imprescindível nesta formação. Amarelado e com o jogo ganho, foi poupado uns minutinhos.

Luisinho – 3,5 – A subir de forma. Um golo oportuno. Várias incursões no lado direito do ataque academista.

Hélder Rodrigues – 3 – Assistência para o 2ºgolo academista e a garra habitual.

Horácio – 3 – Estreia a marcar no Fontelo. Que sejam muitos os que aí vêm.

Kifuta – 2 – Foi o primeiro a entrar, vindo do banco. A entrega habitual. Dotado duma força impressionante.

Patrick – 1,5 – Estreia do jovem avançado. Fez assistência para a tal “bomba” de Zé Rui. A rever.

Ricardo Ferreira – 1 – Marcou o regresso aos relvados após lesão.
Ler Texto Completo

Ac.Viseu FC 3-0 SC Bustelo


O Académico de Viseu recebeu e venceu a formação do Bustelo por três bolas sem resposta, e aproveitou para se aproximar do líder Cinfães, que empatou no terreno do Coimbrões. A diferença pontual entre os candidatos, ambos do distrito de Viseu, é agora de três pontos, isto a duas jornadas de se encontrarem no Fontelo, num dérbi que será certamente escaldante.


O mister Filipe Moreira procedeu a uma alteração em relação ao jogo de Sousense. Sérgio Duarte foi a novidade no centro do terreno, no lugar do castigado Ibraima. De resto manteve a estrutura que tão bons resultados tem dado.

Estádio do Fontelo, 10 de março de 2013
23ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)

Ac. Viseu: Nuno Ricardo; Calico (c), Thiago Pereira, Tiago Gonçalves e Campinho; Sérgio Duarte, Bruno Loureiro (Ricardo Ferreira, 82), Zé Rui e Luisinho (Patrick, 54); Hélder Rodrigues (Kifuta, 61) e Horácio. Treinador: Filipe Moreira.

Bustelo: Jorge; Paivinha (Gil, 32), Renato, Luís (Bruno, 64) e José Pedro; Tiago Filipe (c), Marcelo (Pirata, 80), Miguel e Deco; Rafa e Evandro. Treinador: Miguel Oliveira.

Golos: Horácio 8 (1-0), Zé Rui 22 (2-0), Luisinho 25 (3-0)
O Académico entrou muito forte neste desafio, tendo 25/30min. de nível elevadíssimo. Deu intensidade ao jogo, e foi premiado com golos, ao contrário do que tem acontecido nos últimos 3 jogos, onde tem praticamente entrado a perder. Hoje a história foi diferente, e logo à passagem dos 10min. arrancada de Zé Rui no lado esquerdo do ataque academista, com cruzamento para a zona de finalização, onde Horácio com tempo e espaço, inaugurou o marcador para a formação academista. Os viseenses não tiraram o pé do acelerador, e mais um golo em tudo idêntico, mudando apenas de intervenientes. Hélder Rodrigues na esquerda a cruzar, e Zé Rui a finalizar uma jogada muito bonita da formação academista. 2-0 à passagem dos 20min. O 3º golo surgiu pouco tempo depois, e mais uma vez pelo lado esquerdo do ataque. Zé Rui que estava a jogar com uma intensidade fortíssima no corredor esquerdo, faz o cruzamento para Luisinho finalizar sem dificuldade. 3-0 ainda na 1ªmeia hora de jogo.
Na 2ªmetade, como era previsível, o Académico limitou-se e bem controlar o resultado, baixando o ritmo de jogo, prevenindo potenciais lesões com um campo demasiado pesado. O mister Filipe Moreira aproveitou ainda para estrear Patrick, e fazer regressar aos relvados Ricardo, após lesão. Digno de registo, apenas um remate com selo de golo do endiabrado Zé Rui, que a entrar seria um golo de levantar o estádio. Resultado justo.

Com esta vitória, e aproveitando o “deslize” do Cinfães, que empatou no difícil terreno do Coimbrões, a liderança está agora a 3 pontos de distância. Antes do dérbi que já ferve – dentro de 2 semanas no Fontelo – os viseenses deslocam-se a Touriz, enquanto o Cinfães receberá o lanterna vermelha - Tocha. Parabéns à equipa pela vitória; aos adeptos e claque que se deslocaram ao Fontelo com este tempo complicado! Força Académico!
João Monteiro
Ler Texto Completo

Antevisão 23ªjornada Ac.Viseu FC x SC Bustelo



Alcançado um empate no difícil terreno do Sousense, que fez os academistas aumentarem a diferença pontual para o líder Cinfães – 5 pontos – os viseenses recebem este domingo a equipa do Bustelo, que se encontra na penúltima posição desta série Centro. Mas desenganem-se que o jogo será fácil, a formação de Oliveira de Azeméis vem de 7 jogos sem perder, 6 empates (um deles na receção ao Cinfães) e uma vitória pelo meio! Fica o aviso!
Tem dos ataques menos produtivos da prova (18 golos), onde se destaca Rafa (jovem avançado emprestado pela Oliveirense, que leva já 3 golos em 8 desafios). A par do Coimbrões, é a equipa que mais empata na prova, com 10 jogos, sendo que um deles foi frente ao Ac.Viseu na 1ª volta (0-0). Ricardo Azevedo expulso frente ao Tocha não estará disponível para o jogo!
Do lado academista são já 12 os jogos consecutivos sempre a pontuar para os comandados de Filipe Moreira. É bom não esquecer que a campanha do Ac.Viseu esta temporada tem sido extraordinária, independentemente do desfecho final! No inquérito realizado na nossa página do facebook, os academistas estão muito confiantes que o Académico poderá ter um final feliz, e nós também acreditamos! (92,3% responderam que os academistas ainda terão uma palavra a dizer até final da prova, acreditando na subida à 2ªLiga!) Força equipa, sempre convosco! Ibraima, expulso frente ao Sousense (suspenso 2 jogos), não dará o seu contributo no Domingo! Calico deverá assumir a posição de trinco, algo que já desempenhou esta temporada, entrando M.Almeida para o lado direito da defesa.
No Fontelo, espera-se que a chuva dê tréguas, de modo haver uma boa afluência do público, isto depois da continuação da iniciativa da direcção – “quem se apresentar trajado, entrará gratuitamente no Fontelo”. Estudantes até aos 18 anos também entrarão livremente (basta apresentar o cartão de estudante). Não faltes a esta chamada! Força Académico!
Árbitro do encontro: Sr. Fábio Veríssimo, AF Leiria
Domingo 10 Março, às 15h
Estádio do Fontelo, Viseu




Ler Texto Completo

Sousense 1-1 Ac. Viseu: Em Fotos

Aqui estão as fotos do jogo contra o Sousense. Mais memórias para o rico arquivo do nosso clube!
Aqui:  http://acviseu-em-fotos.blogspot.pt/2013/03/2012-2013-sousense-1-1-ac-viseu.html
Ler Texto Completo

Sousense 1-1 Ac. Viseu: Calico continua em grande

Aqui vão as notas aos jogadores academistas neste empate algo amargo contra o Sousense.
Venha o Bustelo e 3 pontos para o Académico!

Nuno Ricardo – 3; Foram 90 minutos seguros, a repor a bola com sentido e a defender quando foi preciso. O único lance em que fica aquela sensação de “faltou um bocadinho assim” foi no golo do Sousense, em que a bola foi devagarinho anichar-se entre o poste o Nuno.
 Calico – 4 – O Melhor em campo (muito a par com Bruno Loureiro e Hélder Rodrigues). Jogou a lateral direito, a médio esquerdo/interior e até tentou construir jogo. No final um passe quase que isolava o Kifuta.. Mas fundamentalmente pela segurança, por empurrar a equipa e por marcar o golo do empate com aquela garra à Calico. A dar o exemplo. Um jogo bem cheio do capitão.
 Tiago Gonçalves  - 3 – Os centrais não ficam a 100% na fotografia do golo do Sousense, mas de resto tentou sempre varrer com simplicidade e ainda tentou o golo na 2ª parte que saiu pouco por cima da barra.
 Thiago Pereira – 3,5 – Eximio nas bolas aéreas, bom cabeceador e em cima das jogadas de ataque do Sousense, a defesa esteve segura  com o jogo do Thiago;
 Campinho – 2,5 – Nota-se que não é o habitat natural do Campinho. As subidas pelo flanco não se vêem muito talvez porque porque de facto é um central adaptado. O ataque ressente-se disso. Na defesa nada a dizer, embora no golo do Sousense tenha sido o extremo direito a aparecer na área e a cabecear.
Ibraima -1 – não chegámos a perceber o que se passou para ser expulso logo aos 30 minutos. Até lá não tinha estado ainda muito em jogo.
Bruno Loureiro – 4 – Que jogo do cérebro do meio campo academista! Bem a recuperar bolas, bem a construir, e na 2 parte principalmente a tentar desequilíbrios no ataque, tentou por duas vezes o remate fora da área. Num deles, o remate saiu a rasar a barra.
Hélder Rodrigues – 4- Muito bom jogo do avançado. Esforçado até à exaustão, deu água pela barba aos defesas do Sousense, sejam extremos ou centrais. Na 2ª parte esteve bem melhor do que na 1ª e teve uma ocasião em que se isolou, fintou o guarda redes e com a bola a saltar, de costas rematou para golo.. só que um defesa tirou a bola a 2 metros da linha de golo..
Luisinho – 2,5 – mal deu para aquecer porque foi o sacrificado após a expulsão do Ibraima. No pouco jogo que teve, tentou furar a defesa Sousense e conseguiu um cento muito perigoso a que Horácio chegou atrasado meio segundo para encostar para golo.
Horácio – 3 – Não é uma exibição negativa, embora um avançado centro viva de golos. Mas o certo é que tentou sempre  ganhar as bolas aéreas que eram lançadas, ganhou bastantes, combinou com os colegas e deu poder na área. Faltou tentar mais vezes o golo. Saiu para entrar Kifuta, já perto dos minutos finais do jogo. 
Zé Rui – 2 – um jogo desinspirado do extremo. Pegou algumas vezes na bola mas não saia muito bem dos pés do Ze´Rui, ou por ser cortada ou por perder o lance. Aos poucos foi perdendo também velocidade e acabou substituído por Marco Almeida.
Suplentes:
Sérgio Duarte – 2,5 – Entrou para o lugar de Luisinho para ocupar a “vaga” deixada por Ibraima. Teve uma ocasião flagrante em que quase empatava, mas a bola saiu por cima após um centro e um remate tipo “volley”. Em termos de jogo no meio campo, não passou muita bola pés do Sérgio, foi mais exclusiva do Bruno ;
Marco Almeida  - 2 – Entrou para um lugar estranho ,na esquerda do meio campo, para dar apoio a Campinho e fortalecer o meio campo. Demorou algum tempo a adaptar-se e o treinador trocou com Calico. Estando na sua posição natural, na ala direita, conseguiu criar algum jogo por esse lado.
Kifuta – 2,5 – entrou para jogar poucos minutos, mas o seu poder físico e de arranque fizeram alguma mossa na defesa. Teve uma oportunidade para marcar mas a bola perdeu-se.
Ler Texto Completo

UD Sousense 1-1 Ac. Viseu FC

22ª jornada da II Divisão

Uma saída a um campo difícil, contra o Sousense que perdeu apenas 2 jogos dos 11 efetuados em casa. Um deles frente ao Cesarense e o outro contra o Cinfães, o nosso grande rival.
No Sousense o nosso ex-jogador Filipe Cândido começou no banco e não entrou.
Do nosso lado, tudo operacional excepto o Rodolfo Simões, que tem feito alguma falta.


Estádio 1º de Dezembro, 3 de março de 2013
22ª Jornada da II Divisão, Zona Centro
Árbitro: Albano Correia (Braga)

Sousense: Leo Pinheiro; Daniel, Salvador, Bruno Cunha e Vítor Hugo; Marcos, Paulinho e Paulo Freixo (Telmo, 75); José Augusto (c), Chico (David, 80) e Ângelo. Treinador: Paulo Meneses.

Ac. Viseu: Nuno Ricardo; Calico (c), Thiago Pereira, Tiago Gonçalves e Campinho; Ibraima, Bruno Loureiro, Zé Rui (Marco Almeida, int) e Luisinho (Sérgio Duarte, 26); Hélder Rodrigues e Horácio (Kifuta, 62). Treinador: Filipe Moreira.

Expulsão: Ibraima 20

Golos: Ângelo 13 (1-0), Calico 45+1 (1-1)


Na 1ª parte o Académico entrou bem no jogo. Os primeiros 10 minutos foram de pressão nossa, alguns cantos, a ganhar as bolas no meio campo e a tentar criar perigo à frente, que rondou em 2 lances por Horácio e Luisinho.
Aos 14 minutos, na 1ª jogada ofensiva do Sousense, há um cruzamento da esquerda, para o 2º poste. Aparece Ângelo, melhor marcador da equipa, a cabecear, a bola parece bater em Tiago e anicha-se junto ao poste no chão. Nuno Ricardo pareceu traído pelo toque em Tiago. Golo do Sousense.
O 1-0 desmoralizou um pouco a equipa que pareceu desoraganizar-se um pouco.
Mas também se começou a notar que o árbitro estava a começar a proteger a equipa do Sousense, porque em alguns contra ataques nossos ou jogadas de ataque, travadas sistematicamente pelos jogadores da casa, nunca saiu um amarelo. Faltas, faltas e mais faltas.. nada de agressivas mas pela insistência mereciam amarelo. E sem nada prever nem se perceber, o árbitro expulsa Ibraima! 30 minutos de jogo, a perder 1-0 e com menos um.. adivinhava-se uma tarde difícil.

O treinador Filipe Moreira quer recompôr o meio campo e tira Luisinho para entrada de Sérgio Duarte que se posicionou no lugar do Ibraima. A equipa tentou "levantar-se" do golo e da expulsão, mas nao estava a conseguir. Até que uma das tais muitas faltas, após deitarem abaixo o Horácio, resultou num livre. Aos 45 minutos, mesmo ao cair da 1ª parte, aparece Calico a responder ao livre de cabeça e a pentear a bola , que bateu na trave e Goooooooooolo Académico!! Foi a festa da equipa e dos adeptos.
Logo de seguida, o intervalo. O golo veio em boa altura para acalmar e dar confiança. Aproveito o intervalo para falar dos adeptos academistas. Não ouvi uma palavra de desconfiança ou de falta de apoio. É pena não termos a claque e o cântico do "Académico, Académico", mas pelo menos não temos malta a rogar pragas e a insultar jogadores como já se assistiu noutros campos.
Em termos de número, ainda estavam cerca de 30 adeptos.

Para a 2ª parte, mais uma alteração. Saiu Zé Rui (tentou algumas vezes iniciar ataques, mas era muitas vezes desarmado) e entrou Marco Almeida.
Com esta alteração, o Marco passou a jogar no meio campo, mas do lado esquerdo. Algo a que não estará habituado e que nao estava a ser o mais eficaz. Então passado uns minutos, o treinador trocou a posição do Marco com o Calico e aí Marco Almeida ficou como "peixe na água".  Calico, o "todo o terreno".

A equipa organizou-se forma diferente e começou a ganhar mais bolas na frente, com o alto e possante Horácio e o irrequieto Hélder a darem muito trabalho aos defensores do Sousense.
O Académico dominava mais o meio campo e mostrava força e querer ganhar.
Entretanto num período de 15 minutos tivemos 3 perdidas. Sérgio após centro da esquerda encostou por cima da barra, Hélder faz de costas um chapéu ao Guarda Redes e um defesa tira praticamente em cima da linha, e ainda Tiago Gonçalves após um canto cabeceia por cima.
O mister Filipe volta a mexer, tira Horácio e poe Kifuta em campo. O possante avançado entrou bem e o perigo rondou também a baliza do Sousense, por Hélder mais uma vez , por Kifuta e também numa boa jogada de Bruno Loureiro que após fintar 3 ou 4 jogadores remata à entrada da área e a bola sai pouco por cima.
O Sousense teve também 2 ocasiões e criou algum perigo na 2ª parte, mas apenas até aos 30 minutos.  Iam aproveitando um jogo que estava mais "partido" e foram criando perigo nas alas.
A partir dos 30 minutos, quebraram um pouco e optaram por defender mais. É uma equipa que pressiona bem, dá poucos espaços.

3 minutos apenas de descontos, em que já pouco se fez. Para todas a paragens do jogo e substituições, 3 minutos pareceram pouco.
Nos ultimos minutos, Hélder continuava endiabrado a "dar cabo" dos centrais do Sousense, mas nao se conseguiu criar mais nenhuma oportunidade.
O fim do jogo chegou e com o empate ficámos agora a 5 pontos do Cinfães. No entanto, temos 8 finais pela frente, das quais 5 em casa, sendo um dele frente ao Cinfães.

Próxima jornada recebemos o Bustelo, penúltimo classificado enquanto o Cinfães visita o dificil Coimbrões.

Boa semana equipa! estamos convosco!! Académicoooo, Académicooooo!!
Ler Texto Completo

Sousense 1 - 1 Ac. Viseu

O Académico deslocou-se hoje a casa do 9º classificado, e não conseguiu mais que o empate a 1 golo.

A equipa da casa marcou o primeiro golo da partida, e poucos minutos depois Ibraima é expulso com vermelho direto. 

Ainda antes do intervalo Calico, marca o golo do empate.

Entretanto o Cinfães ganhou 3 -0 ao Espinho, e aumentou para 5 os pontos de distância da equipa academista.

A MAGIA DO FUTEBOL esteve no jogo e fará a crónica logo que possível.
Ler Texto Completo

Antevisão 22ªjornada UD Sousense x Ac.Viseu FC


Antevisão 22ªjornada UD Sousense x Ac.Viseu FC






Depois do empate caseiro frente ao Benf.C.Branco, as atenções viram-se agora para a viagem até Sousense (Jancido - Gondomar), para um jogo com grau de dificuldade elevado. A equipa da AF Porto tem 29 pontos, fruto de 7 vitórias e 8 empates. Foi derrotado em 6 ocasiões, tendo sido uma delas na 1ª volta no Fontelo (1-0, golaço de Bruno Loureiro). Dos últimos 11 jogos, apenas foi derrotada pela formação do Cinfães, o que demonstra a qualidade duma equipa que tem crescido ao longo da prova. Defensivamente e desde a entrada do guardião Leo Pinheiro (ex.Cinfaes), a equipa tem sofrido poucos golos, e a verdade é que é a 4ª defesa menos batida, apenas superada por Ac.Viseu, Espinho e Cinfães. No ataque, Ângelo (jovem avançado ex.Gondomar) leva já 8 golos na competição, dum total de 23 alcançados pela equipa do Sousense.

Do lado academista, e apesar de novo empate caseiro, não nos podemos esquecer que são já 11 os jogos consecutivos sem conhecer o sabor amargo da derrota. Faltam 9 finais, e esta será certamente mais uma dura batalha para vencer. Estamos convictos que os comandados de Filipe Moreira vão reagir positivamente ao resultado menos conseguido da última jornada. Kifuta lesionado, não poderá dar o seu contributo à equipa.

Força Académico! Sempre convosco!

Domingo 03 Março, às 15h

Estádio 1ºDezembro, Jancido – freguesia Foz do Sousa – concelho Gondomar

Árbitro: Albano Correia (Braga)
Ler Texto Completo

Jogador do mês: Calico


Nome: Carlos Manuel Almeida Almeida “Calico
Data de nascimento: 06/12/1987
Posição: Defesa/Médio
Estreia: Campia 0-1 Ac. Viseu (05/03/2006)
Jogos: 182
Golos: 8
Épocas no Ac. Viseu: 05/13

Números da época:

Jogos: 22
Titular: 22
Golos: 1

No mês que terminou ontem Calico e Tiago Gonçalves foram os jogadores mais pontuados pelos editores de A MAGIA DO FUTEBOL com um total de 13,5 pontos. A pouca distância ficaram Nuno Ricardo e Thiago Pereira com 13 pontos.
Como não pode haver empates colocamos a questão aos nossos amigos no Facebook. Quem merecia ser o jogador do mês Tiago Gonçalves ou Calico? Para tal os votantes tinham que escolher um deles, justificar a escolha e colocar um “gosto” na página oficial do nosso clube naquela rede social. Votaram 11 pessoas mas só 10 votos foram aceites, pois um dos votantes não justificou a sua escolha. Contas feitas Calico recebeu 6 votos e Tiago Gonçalves teve direito a 4 votos.
Assim sendo, Calico jogador do mês fevereiro 2013!

Nota: Terceira distinção como melhor jogador do mês para Calico, depois de março de 2008 e maio de 2012.
Ler Texto Completo