domingo, janeiro 25, 2015

Ac. Viseu FC 1-1 GD Chaves

( Imagem retirada do Facebook oficial do Académico de Viseu )

O Académico, recebeu hoje o Desportivo de Chaves que se assume como candidato á subida de divisão.

Ricardo Chéu, fez alinhar grande parte da equipa que iniciou o jogo contra o Beira Mar, apenas com 2 alterações. Tiago Costa, para o lugar de Tomé que se encontra lesionado, e Tiago Borges para o lugar de Filipe Nascimento.

Estádio do Fontelo, 25 de janeiro de 2015
24ª Jornada da Liga 2
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

Ac. Viseu: Ivo Gonçalves; Tiago Costa (Alex Porto, 76), Eridson, Tiago Gonçalves (c) e Dalbert; João Ricardo (André Sousa, 63), Clayton e Tiago Borges; Tiago Almeida, Luisinho e Sandro Lima. Treinador: Ricardo Chéu.

Chaves: Paulo Ribeiro; Sagna (João Góis, 73), Paulo Monteiro, Miguel Ãngelo e Miguelito; Bruno Magalhães, Tarcísio (Raphael Guzzo, 65) e Patrão; Hugo Santos, Luís Pinto (João Fernandes, 54) e Luís Barry. Treinador: Carlos Pinto.


Golos: Luís Barry 59 (0-1), Eridson 90+4 (1-1)

Assistimos a uma primeira parte de fraco nível técnico, sem grandes motivos de interesse. O Chaves, explorou esporadicamente o contra-ataque, mas sempre sem grande perigo.

O Académico foi sempre mais perigoso, mas os jogadores academistas, na hora de rematar á baliza, foram sempre muito despicientes.

Na segunda parte a equipa academista veio bastante mais concentrada, com o flanco esquerdo em destaque, muito pelas ações de Dalbert.

Numa altura em que o Académico procurava o golo, surge um verdadeiro balde de água fria no Fontelo. Numa jogada de contra ataque, pelo lado esquerdo do ataque flaviense, surge o cruzamento para a área, onde Eridson permite que Barry, receba a bola, a domine, e remate para o fundo da baliza de Ivo.

Temeu-se o pior entre os adeptos academistas. A equipa tentava, mas inexplicavelmente, não tinha chama nem garra. 

A equipa era neste momento e á imagem do que aconteceu contra o Beira-Mar, uma equipa sem ideias, e sem um maestro no meio campo, que organizasse a equipa. Alguns elementos da equipa, eclipsaram-se totalmente, e são neste momento uma sombra daquilo que já os vimos produzir.

Chéu, lança em jogo André Sousa, e felizmente este mostrou-se pelos minutos em que esteve em campo, um bom reforço.

Deu profundidade ao jogo academista, e veio organizar, o meio campo. Foi também encarregue, de bater os pontapés de canto, que até ao momento da sua entrada tinham sido lances completamente fortuitos para o adversário.

Quase a acabar o jogo, Eridson, redimiu-se da péssima 1ª parte efetuada, e de cabeça, marcou o golo da igualdade, repondo alguma justiça no resultado.

O árbitro da partida, foi uma autentica nulidade, mau de mais para ser verdade.

Ps. Esperemos momentos mais tranquilos para a nossa equipa. Exigimos mais respeito, pelos órgão de comunicação social, porque a noticia que saiu no Record, de Sexta Feira, saiu no timing errado, em vésperas de jogo importante.

João Nunes






3 comentários:

Anónimo disse...

Não foi o resultado que queríamos, mas melhores exibições e resultados virão, certamente. Há que referir que na época anterior na viragem da 1ª para a 2ª volta as coisas também não correram bem e depois daí em diante tivemos os nosso melhor período dos últimos 20 anos!

Há que APOIAR e APOIAR muito, pois o Académico, apesar de não estar a jogar como gostaríamos, nem a ganhar como desejávamos, está bem longe dos 3 lugares do fundo e com mais 13 pontos do que o último classificado, por isso, o que hão-de dizer os adeptos do Trofense!

Vamos ser Academistas em todos os jogos e vamos ajudar toda a estrutura do Académico a fazer a nossa equipa cada vez mais forte, mais EQUIPA e isso leva o seu tempo, e só se consegue com o APOIO de Todos!

SEmpre Académico!

Carlos Silva

domingo, 25 janeiro, 2015
Anónimo disse...

A notícia saíu em timing errado?
Mas então há timings para saírem notícias? Porra, as notícias são verdadeiras ou falsas! Se é verdadeira, de o Académico deve salários aos jogadores, foi MUITO BEM DADA a notícia, para todos sabermos ao que andamos.
Se é falsa, como a direcção garantiu, então não há timings, há aldrabices, falsas notícias e tribunais para que os seus autores paguem com lingua de palmo!
Agora haver timings para notícias? Francamente!
O jogo foi bera. O Académico não se anda a encontrar e falta-lhe um motor que empurre jogo para a frente, com qualidade. Assim, temo que venhamos a ter problemas, apesar de mantermos a distância, para já confortável, para os lugares de descida. Mas que há algum desencanto, isso é verdade.
Académico! Académico!

domingo, 25 janeiro, 2015
Paulo Teixeira disse...

Um empate com sabor a vitória, e ainda não foi desta que vencemos o Chaves no Fontelo, mais uma vez sublinho um empate muito positivo que vem alargar diferença para linha de agua, é claro que todos gostavamos que o Académico ganhasse mas hoje infelizmente não fizeram muito por isso e tambem pelo valor do adversário, este Chaves não é uma equipa qualquer.
A equipa neste momento ressente-se muito da falta de João Coimbra no miolo do terreno mas temos de continuar a acreditar e contar com os que temos.
Quanto ao arbitro(?????) já estava á espera disto, esta amostra de pessoa foi a mesma que marcou um penalti enexistente aos 90+5 contra o Académico no jogo com o Oriental, por isso normal a sua atuação muito sinceramente até estava á espera de pior!
Continuo sem perceber aquelas noticias que vieram a publico esta semana sobre o plantel academista, a direcção (na qual eu confio plenamente) desmente, o jornal Record faz aquilo, não percebo, andamos tranquilamente pelo meio da tabela, não entramos em confusões com ninguem para que foi isto e se foi encomendado por alguem para destruir a imagem do clube e direcção?
Vamos ver o que isto dá nos próximos dias, pode ser que haja mais alguma coisa para dizer sobre este caso!

Paulo Teixeira sócio 752

domingo, 25 janeiro, 2015