domingo, março 15, 2015

Sporting CP B 2 - 1 Ac. Viseu FC

CGD Stadium Aurélio Pereira, 15 de março de 2015
34ª Jornada da Segunda Liga
Árbitro: Rui Rodrigues (Lisboa)

Sporting B: Luís Ribeiro; Mauro Riquicho, Nuno Reis (c), Sambinha e André Geraldes; Wallison, Francisco Geraldes (João Palhinha, 65) e Ryan Gauld (Sacko, 77); Gelson Martins (Domingos Duarte 90+3), Dramé e Diego Rubio. Treinador: João de Deus.

Ac. Viseu: Ivo Gonçalves; João Amorim, Tiago Gonçalves, Eridson e Dalbert; Gabi, Clayton (Tiago Borges, 76) e André Sousa (Filipe Nascimento, 60); Tiago Almeida (Fábio Martins, 60), Luisinho e Sandro Lima. Treinador: Ricardo Chéu.

Expulsão: Dramé 80

Golos: Diego Rubio 28 (1-0), Francisco Geraldes 57 (2-0), Tiago Gonçalves 71 (2-1)
Foto Filipe Amorim/Global Imagens retirada daqui


O Académico deslocou-se hoje até à Academia do Sporting em Alcochete, com o objetivo de trazer pontos, de forma a carimbar definitivamente a manutenção na segunda liga.

A equipa leonina, recheada que jovens cheios de valor, começou por dominar a parte inicial do jogo, criando 2 ou 3 lances de perigo, junto à baliza de Ivo.

O Académico também deu um ar da sua graça, e através de Luisinho deu o primeiro sinal de perigo, ao rematar ao lado da baliza leonina. 

Ainda antes do golo leonino, destaque para um remate de André Sousa, que passou muito perto do poste esquerdo da baliza do Sporting.

Decorria a meia hora de jogo, quando numa jogada sem perigo, Eridson interceta, uma bola que ia sem perigo para as mãos de Ivo, tenta afastar, e entrega a Rubio, que de fora da área, faz um excelente remate que só para no fundo das redes Academistas.

O Sporting, acabava por justificar este golo, uma vez que era a equipa mais esclarecida dentro das 4 linhas. 

Na segunda parte, o Académico, veio com vontade de marcar, e tomou a iniciativa de jogo, com destaque para Dalbert, pela esquerda, e o irrequieto Luisinho pela direita.

Contra a corrente do jogo, mais um erro do meio campo defensivo viseense, e desta vez foi, Geraldes, que no seu estilo irreverente, ganha um lance, arranca para a área, e não tem dificuldades em bater Ivo.

O Académico não tinha nada a perder, e veio á procura do golo, que acaba por conseguir á passagem do minuto 70. Canto na equerda do ataque, e o capitão Tiago Gonçalves cabeceia para o golo academista.

O Sporting, fruto da sua juventude e inexperiência, sentiu bastante o golo e praticamente abdicou do ataque. A tarefa ficou ainda mais complicada, quando Dramé viu o segundo cartão amarelo e respetiva expulsão. 

Nesta altura o Académico já tinha em campo Fábio Martins, Tiago Borges e Filipe Nascimento. O treinador academista colocou a "carne toda no assador".

Para se ter uma ideia da vontade Academista, até Ivo andou na frente de ataque na procura do golo do empate.

Se na 1ª parte o resultado se aceitava, no fim do jogo, a divisão de pontos era mais que justa.

Deixámos mais uma excelente imagem do nosso clube, bem sabemos que para a história fica o resultado, mas como diz o nosso treinador, somos reconhecidos, pela equipa que joga futebol, em qualquer campo deste país.

Um forte aplauso para os nossos jogadores, que foram uns dignos vencidos.

Ps. Apenas um reparo para os responsáveis, da Sporting Tv, no cantinho do resultado, em vez de AVFC aparecia AFV, sim pertencemos à Associação de Futebol de Viseu, mas somos o Académico de Viseu. 

5 comentários:

Ribeiro disse...

Não concordo com vosso comentário, o resultado mais justo era o empate. Como sportinguista sinto me envergonhado a realização da Sporting TV porque não mostra as repetições do lances parece me que há um penalti contra o Sporting num lance sobre André Sousa. Começa mal a Sporting TV

domingo, 15 março, 2015
Anónimo disse...

Estive lá e digo-vos: O Académico foi superior, mereceu ganhar (não empatar) e mais uma vez o árbitro equipou da cor do nosso adversário. Uma vergonhosa arbitragem, dentro do habitual, de resto: um penalty claríssimo que ficou por marcar e em todos os lances duvidosos... toca a cair para a casa! É uma pena o Académico não ter arbitragens destas no Fontelo porque assim metade do trabalho já estava feito.
Academistas, o nosso Académico fez um bom jogo e bem merece que toda a gente diga o que diz, que o Académico é das melhores equipas da segunda liga.
O próximo jogo é novamente fora porque o do Covilhã foi adiado, no domingo, em Vila da Feira e é para ganhar! Vamos mostrar o que valemos!
Académico!

domingo, 15 março, 2015
Anónimo disse...

Acho ridículo quando dizem que o Académico é uma das melhores equipas da Liga, mas também depois de ver pessoas a dizer que o Académico ainda podia subir de divisão e que acreditavam quando o Chéu veio, habituei-me a tudo.

domingo, 15 março, 2015
Paulo Teixeira disse...

Fantástica, simplesmente fantástica a exibição do Académico, jogo muito personalizado da equipa, obrigámos o Sporting a queimar tempo, resultado injusto é o que fica mas o meu orgulho e o de muitos academistas esse vai permanecer intacto depois do que se passou hoje na academia.
Há dois lances que me deixam muitas duvidas, é o tal lance de grande penalidade e uma mão do jogador leonino junto da sua area que podia dar livre perigoso mas este senhor que arbitrou hoje não viu ou não quis ver, do sitio onde estava era relativamente longe mas até na margem norte se consegue ver que é penalti.
Quero agradecer esta tarde tão bem passada na companhia de vários academistas, eramos poucos mas valíamos por muitos, e quero agradecer ainda o gesto do nosso capitão Tiago Gonçalves (aquele suor diz muito da entrega dele e da equipa) e GR Ivo que no final veio até ao sector onde nos encontravamos agradecer o apoio, em suma foi uma bela tarde onde só o resultado não brilhou mas ficou bem vincado o bom futebol praticado por estes valorosos jogadores.

Paulo Teixeira sócio 752 com um orgulho nesta equipa do tamanho de cada metro cubico de agua que passa por baixo da Vasco da Gama.

domingo, 15 março, 2015
--FD disse...

Penso que a divisão de pontos teria sido o resultado mais justo. O Sporting B foi superior na primeira parte e o Académico foi melhor na segunda. Os golos do Sporting surgiram após desatenções da nossa equipa mas nunca baixámos os braços e lutámos muito. Tal como diz o Paulo Teixeira, houve dois lances que ficaram na retina - a queda do André Sousa e outro em que o Fábio Martins se aproximava da baliza, o defesa do Sporting cai e enrola-se com a bola e é marcada falta atacante. No estádio (estava longe) deu-me a sensação que pelo menos um dos lances seria grande penalidade a nosso favor. Posso, obviamente não ter visto bem até porque daquele sector a delimitação da área não era perfeitamente visível. Infelizmente os vídeos que aparecem na net não mostram esses dois lances... Já agora gostava de saber a opinião de alguém que tenha visto o jogo na televisão.

Em relação ao Anónimo que acha ridículo dizer-se que o Académico é uma das melhores equipas da Segunda Liga, penso que essa apreciação será sempre muito subjectiva. No entanto há que ser justos e ver também o seguinte:

1) o Académico nem sempre conseguiu fazer bons jogos (o jogo contra o Atlético no Fontelo foi penoso) mas a verdade é que apesar de não sermos uma equipa muito concretizadora (falhamos muitos golos) nota-se uma boa ligação entre os diferentes sectores e conseguimos muitas oportunidades de golo por jogo - mesmo a jogar contra equipas que defendem com autocarro. No Académico poucas vezes se vê o "chutão para a frente".

2) a equipa mudou muito com a chegada do treinador Ricardo Chéu. Além disso, tem uma mentalidade completamente diferente da grande maioria dos outros treinador no que diz respeito a defender resultados. Enquanto grande parte das equipas pratica um anti-jogo horrível e muitas vezes com a conivência dos árbitros (ontem o Sporting usou e abusou desta artimanha), já por várias vezes observei o nosso treinador já com o resultado feito, ou pelo menos bem encaminhado, a fazer substituições de modo a reforçar/refrescar o ataque ao invés de povoar a defesa.

3) os jogadores têm sido inexcedíveis na sua entrega. Não sei até que ponto as notícias que têm vindo a sair a público são verdadeiras ou não - como sócio gostava que a direcção se pronunciasse - mas não tenho rigorosamente nada a apontar à entrega desta equipa - jogadores e equipa técnica. Já agora, o Académico fez a viagem de Viseu para Alcochete no próprio dia do jogo.

Também posso dar a minha opinião, igualmente subjectiva: dos jogos que vi do Académico não me recordo de uma equipa que seja claramente superior a nós. Ok, o Benfica na primeira volta goleou-nos mas na segunda volta vingámo-nos e demos um banho de bola. O Chaves não nos ganhou nos dois jogos que fez contra nós e a Oliveirense, que há umas semanas estava nos lugares cimeiros, foi uma equipa absolutamente banal quando jogou no Fontelo. As outras equipas até podem ter nomes mais sonantes do que os nossos mas nós temos um colectivo forte. Não ganhamos sempre é certo, mas jogamos com olhos nos olhos contra todos.

Agora há que saber que caminho queremos para o nosso Clube: uma equipa a lutar ano após ano pela manutenção ou a procurar algo mais. Em qualquer um dos casos uma coisa é certa: o Académico precisa de mais apoio - mesmo que o objectivo da época seja não descer. E também é muito fácil dizermos que temos de começar a preparar a próxima época e de renovar com jogadores mas será que neste momento estamos em condiçõe$ para o fazer?

Por último gostava de dar aos Gonçalves (o nosso capitão e o nosso guarda-redes) uma palavra de apreço e de agradecimento. Tal como o Paulo Teixeira disse, no final jogo vieram ter connosco e cumprimentaram-nos um a um. Um gesto muito bonito.

Força Académico!

segunda-feira, 16 março, 2015