sábado, março 18, 2017

Recordar: Manuel Matias

NOME COMPLETO
Manuel Amadeu de Matos Matias
NOME
Manuel Matias
DATA DE NASCIMENTO
18/03/1964
NATURALIDADE
Porto
POSIÇÃO
Treinador
ESTREIA
Riachense 2-1 Ac. Viseu (27/02/2011)
ÚLTIMO JOGO
O. Bairro 0-0 Ac. Viseu (29/05/2011)
JOGOS
13
VITÓRIAS
6
EMPATES
4
DERROTAS
3
GOLOS MARCADOS
20
GOLOS SOFRIDOS
11
ÉPOCAS
10/11
Foto: radiopico.com

A época de 2010/2011, com o Académico na III Divisão, não estava a correr bem. Começou João Paulo Correia como timoneiro da equipa academista, seguiu-se-lhe Paulo Gomes que foi destituído depois da derrota academista com o Monsanto (2-5), no Fontelo.

Até que chegou Manuel Matias. No primeiro jogo perdeu em Riachos com o Riachense (2-1), embora não estivesse sentado no banco. Seguiu-se a vitória frente ao Tocha (1-0) e na Marinha Grande frente ao Marinhense (0-1), vitória que valeu a passagem à fase de subida à II Divisão.

Na segunda fase nos primeiros 7 jogos – de dez – alcançou 4 vitórias, um empate, e duas derrotas. A vitória frente ao Sourense (6-1) valeu a subida ao segundo lugar e assim restavam 3 jogos – com o Riachense (fora), Monsanto (casa) e Oliveira do Bairro (fora).

Em Riachos não conseguiu segurar a vitória (2-2), tendo sofrido o golo do empate já nos descontos, mantendo-se no segundo lugar mas agora com a companhia do Oliveira do Bairro. Na jornada seguinte, frente ao líder Monsanto, o Académico apenas empatou (0-0). Ficava tudo adiado para a última jornada, em Oliveira do Bairro.

Aí, em Oliveira do Bairro, o Académico precisava de ganhar para subir. Sem Manuel Matias no banco – expulso no jogo anterior – não fomos além do empate (0-0) e os muitos academistas que se deslocaram à Bairrada vieram dececionados para Viseu.

Dos 33 treinadores analisados até ao momento, ficamos a saber que a sua percentagem de 46,2% de vitórias/jogo é a 11ª melhor da história – teve ainda 30,8% de empates (10º) e a quinta percentagem mais baixa de derrotas (23%). Quanto a golos 1,538 golos marcados/jogo é 8ª melhor de sempre e a média de 0,843 golos sofridos/jogo é a quinta mais baixa de sempre. Pena foi que não tivesse subido, como era o objetivo.

0 comentários: