domingo, março 18, 2018

Ac. Viseu FC 1-0 CD Cova da Piedade


Estádio do Fontelo, 18 de março de 2018
30ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: João Capela (Lisboa)

Ac. Viseu: Peçanha; Joel, Bura, Fábio Santos e Kiko; Capela (c) e Fernando Ferreira; Sandro Lima (João Mário, 90), Avto (Tarcísio, 87) e Zé Paulo; Barry (Nsor, 73). Treinador: Manuel Cajuda.

Cova da Piedade: Joyce; Adilson, Wilyan, Daniel Almeida e Evaldo (c); Soares (Cleo 63), Sori Mane, Hugo Firmino e Pedro Carneiro (Sampaio, int); Kalidou e Ballack (Aylton, 78). Treinador: Bruno Ribeiro.

Expulsões: Kalidou 79

Golo: Zé Paulo 53 (1-0)

O Académico venceu hoje o primeiro jogo em casa no ano civil e assegurou a manutenção (ver aqui porque afirmamos isso), ainda que para muitos isso saiba a pouco.

Quem se deslocou hoje ao Fontelo deu por bem empregue o seu tempo, uma vez que se assistiu a um bom jogo de futebol.

Cajuda levou á letra o velho ditado, "equipa que ganha não se mexe", e fez alinhar a equipa que começou o jogo contra o Porto B.


O Académico começou o jogo ao ataque, e teve muitas oportunidades de inaugurar o marcador. 


A primeira oportunidade, surgiu através da marcação de um pontapé de canto, Barry cabeceia, e Joyce faz uma excelente defesa, ainda há um jogador academista que tenta a recarga, com a bola a sair ao lado.


Poucos minutos depois é a vez de Zé Paulo, arrancar em velocidade, passar pelos adversários e mesmo á entrada da área disferir um potente remate a passar um pouco por cima da baliza.


O Cova da Piedade tentava equilibrar a partida, mas nunca conseguiu criar perigo junto á baliza de Peçanha.


A Primeira parte não terminaria sem que Joyce guarda redes do Cova, conseguisse defender um excelente remate de Avto, no interior da área.


Empate que penalizava o Académico ao intervalo.


A segunda parte começa tal e qual a primeira, com o Académico a fazer tudo para chegar ao golo, que acabaria por acontecer aos 53m de jogo. 


Zé Paulo faz mais uma das suas habituais arrancadas pelo lado esquerdo do ataque, e junto á grande área desfere um excelente remate, junto ao poste direita da baliza defendida por Joyce, que não teve qualquer hipótese de defesa. 


Zé Paulo fez uma enorme partida, excelente capacidade física, aliada a uma boa técnica e capacidade de remate. Ainda teve tempo de ajudar os colegas a defender.


Aos 73m de jogo, referência para a 1º substituição do encontro, Barry cedeu o seu lugar a Nsor.


O Cova da Piedade pouco incomodava a defesa viseense, mas a espaços lá tentava acercar-se da área adversária, mas sem perigo.


O Académico, esperava que o adversário abrisse espaços, para tentar sair em contra ataque, e numa dessas jogadas, Sandro Lima acaba por se isolar, mas na altura de fazer o ultimo passe para um dos colegas acabou por pontapear fraco para as mãos do guarda redes adversário.


Aos 79m Kalidou, entra um pouco mais duro sobre Avto, e o árbitro Sr. Capela mostra-lhe o segundo amarelo. O Cova ficaria a jogar com menos 1 jogador.


Cajuda ainda faz duas substituições, Avto por Tarcisio aos 87m, e Sandro Lima por João Mário aos 90.


A equipa hoje pareceu melhor fisicamente, tal como já aconteceu no Domingo passado em Gaia, e realmente confirma-se as palavras do mister Manuel Cajuda, a equipa demonstra em algumas alturas de jogo bom entendimento entre os jogadores, e com algumas jogadas de excelente recorte técnico.


Vitória justa do Académico, que peca apenas por escassa, uma vez que houve oportunidades suficientes para vencer por uma margem maior.


Domingo recebemos no Fontelo o Famalicão, e é mais um jogo para vencer!


O Site da liga fala em 818 espetadores, o que não corresponde á verdade, já que assistimos a muitas entradas que não foram contadas em função de avaria no leitor dos códigos de barras, tantos dos cativos como dos bilhetes vendidos!


1 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Faltam 23 pontos para o nosso objetivo, vamos lá equipa somos capazes de transformar o dia 12 de Maio no fim do mundo em Viseu e em todos os lugares onde esteja um academista!
Eu acredito.
Força Academico.

Paulo Teixeira

domingo, 18 março, 2018