sábado, janeiro 13, 2018

AAC - Académica 1-1 Ac. Viseu FC

Estádio Cidade de Coimbra, 13 de janeiro de 2018
20ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

Académica: Ricardo Ribeiro; Mike, João Real (c), Tiago Duque (Guima, 66) e Nélson Pedroso; Dias, Chiquinho e Zé Tiago (Marinho, 60); Harramiz (Tozé Marreco, 60), Luisinho e Djoussé. Treinador: Ricardo Soares.

Ac. Viseu: Peçanha; Tomé, Bura, Fábio Santos e Kiko; Capela (c), Fernando Ferreira e Rui Miguel (Tarcísio, 70); João Mário (Sandro Lima, 77), Avto e Nsor (Barry, 61). Treinador: Francisco Chaló.

Golos: Avto 13 (0-1), Marinho 90 (1-1)

Foi a Académica que entrou melhor no encontro, com uma atitude bem mais enérgica que a nossa, mas com o Académico a mostrar-se bem concentrado nas suas tarefas, e registo nesse momento de sufoco uma defesa de Peçanha, ainda que sem grande grau de dificuldade.

E foi o Académico que marcou logo na sua primeira abordagem à área adversária, Avto ganhou a bola em zona subida no terreno, tabelou com Fernando Ferreira, beneficiou de um falhanço de um central da Académica e fez um chapéu perfeito a Ricardo Ribeiro.

Continuou a haver mais Académica, mas foi de novo o Académico que quase marcava. Mais um recuperação alta de Avto, joga com Fernando Ferreira que colocou em Rui Miguel que, tal como Avto, fez um chapéu ao nosso ex guarda redes, mas Mike tirou em cima da linha. Na sequência do pontapé de canto foi Fábio Santos a ter tudo para fazer o segundo, mas a bola saiu ao lado.

Até ao intervalo o Académico foi controlando, com o senão de recorrer muito às faltas, que nos ficou caro em termos disciplinares (temos muitos atletas perto da suspensão).

A segunda parte começou com um grande corte de Bura na nossa área e pouco depois podíamos ter feito o 0-2. Na sequência de um bom contra ataque Rui Miguel colocou em Nsor, descaído sobre a direita que aquando da saída de Ricardo Ribeiro meteu-lhe a bola por baixo do corpo, mas esta caprichosamente bateu-lhe no calcanhar e não deu golo.

Aos 81 minutos mais uma grande oportunidade, Sandro Lima colocou em Avto, o georgiano cruzou e depois os pontas de lanças academistas - Sandro Lima e Barry - fizeram o impensável. São oportunidades que não se podem perder.

A Académica continuou a dominar, mas sempre sem perigo. Mas já se sabe como é, quem não marca... e Académica marcou. Cruzamento de Luisinho, ressalto num jogador de Coimbra e bola sobra para Marinho que bateu Peçanha.

O Académico sai assim de Coimbra com os mesmos pontos da Académica, mas connosco na frente já que temos vantagem no confronto direto.

Uma palavra final para os nossos adeptos, a SportTv só vos mostrou aos 87 minutos - e aos 13, mas aí obrigados -, mas todos sabemos que vocês estavam lá. OBRIGADO!

2 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Se me dissessem que iamos empatar 1-1 a Coimbra assinava logo por baixo mas depois dos 90 + qualquer coisa acho que perdemos descaradamente dois pontos, não foi um mau resultado continuamos na luta e quem pensava que isto ia ser um passeio engane-se, podia ser se a nivel de concretização fosse-mos mais capazes, 2 pontos que deviam ser 6 bastava ser mais certeiro, agora é olhar em frente porque sabado temos um Sporting B no Fontelo e se ontem o empate foi razoavel proximo jogo tudo o que não for 3 pontos para nós é mau, muito mau!
Nos proximo 5 jogos temos de fazer 13 pontos, é que alem de Académica, Leixoes temos Arouca, Penafiel, Nacional e Famalicão a aproximar-se.
Vamos continuar a apoiar a equipa e mostrar que estamos com eles, até porque temos muita gente contra nós... temos de ser nós, sócios, adeptos e simpatizantes a dar -lhes força e estar com eles em tudo e mais alguma coisa, como já se disse anteriormente «se fosse fácil não era para nós»
FORÇA EQUIPA!

Paulo Teixeira

domingo, 14 janeiro, 2018
A MAGIA DO FUTEBOL disse...

26 CURIOSIDADES APÓS AAC 1-1 AVFC

1: Sempre que foi titular na presente época, Rui Miguel foi substituído. Aconteceu pela quinta vez;

2: Sempre que foi titular, João Mário foi substituído. Aconteceu pela oitava vez;

3: Sempre que foi titular, Nsor foi substituído. Aconteceu pela segunda vez;

4: Peçanha único totalista do Académico na Ledman LigaPro;

5: Além de Peçanha, também Sandro Lima jogou em todos os jogos da presente época na Ledman LigaPro;

6: Terceiro empate consecutivo fora de casa;

7: Quarto jogo consecutivo sem vencer fora de casa;

8: Apenas uma derrota nos últimos 7 jogos disputados fora do Fontelo (2 vitórias);

9: Quarto jogo consecutivo sem vencer;

10: Apenas uma vitória nos últimos 7 jogos;

11: Apenas uma derrota nos últimos 5 jogos;

12: Nos últimos 10 jogos o Académico empatou 6;

13: Nos últimos 5 jogos o Académico alcançou 6 pontos, a 13ª melhor prestação. Perdeu 9 pontos para o FC Porto B e 6 para o SC Covilhã:

14: Nos últimos 10 jogos o Académico alcançou 12 pontos, a 14ª melhor prestação. Perdeu 11 pontos para a Académica e 9 para o FC Porto B;

15: Nos últimos 15 jogos o Académico alcançou 21 pontos, a 10ª melhor prestação. Perdeu 12 pontos para o FC Porto B e 9 para a Académica;

16: Ao marcar o seu 3º golo, em 12 jogos, Avto entrou no «top 50» dos melhores marcadores na Segunda Liga (38º). Do top sai Rui Lage (3 golos em 82 jogos);

17: Ao fazer o 20º jogo pelo Académico na Segunda Liga, Peçanha entrou no «top 100» dos atletas com mais jogos pelo nosso clube na competição (99º);

18: 6º jogo consecutivo sem derrotas com a Académica. O nosso clube já não perde com o adversário de Coimbra há mais de 21 anos (6 jogos, um deles na Taça de Portugal perdido nas grandes penalidades);

19: Bura voltou a jogar pelo Académico 48 dias depois;

20: Com Bura em campo o Académico não perde desde 7 de outubro do ano passado (7 jogos, 2 vitórias);

21: Rui Miguel não jogava desde agosto, há precisamente 143 dias;

22: Com Rui Miguel em campo o Académico ainda não perdeu esta época na Segunda Liga (5 jogos, 3 vitórias);

23: Com Tarcísio em campo o Académico ainda não venceu (4 jogos, 3 empates);

24: Sempre que Avto marca, o Académico não perde (2V, 1E);

25: Em 10 jogos com Nuno Almeida como árbitro, o Académico apenas venceu um jogo (7 empates);

26: Fernando Ferreira ultrapassa Sandro Lima e passa a liderar a tabela para jogador do ano.

quarta-feira, 17 janeiro, 2018