quinta-feira, novembro 02, 2017

Análise Individual Ac.Viseu x Covilhã: Capitão Capela13 o escolhido!!

Capela – 3.5 – O escolhido para melhor academista em campo. Pelo que jogou e fez jogar. Na recuperação de bola. Foi ele que tentou levar a equipa com as suas arrancadas que puseram em sentido os covilhanenses. Foi ainda o pulmão da turma academista durante todo o jogo. Que grande época do nosso Capela, ontem o capitão de equipa!!

Peçanha – 3 – Seguro e concentrado, sempre que foi chamado a intervir.

Joel – 3 – Mais um bom jogo do lateral academista. Assertivo a defender, ajudou o ataque pelo seu flanco, sempre que lhe foi possível.

Bura – 3 – Ainda tentou de livre ser o herói da partida, mas não foi possível. Defensivamente, este intransponível como é seu timbre.

João Pica – 3 – Tal como o colega de setor, mostrou-se concentrado na abordagem aos lances.

Lucas – 3 – Tentou inúmeras vezes ajudar o ataque, subindo pelo seu flanco. Defensivamente, não comprometeu. Estamos bem servidos na asa esquerda da defesa.

Paná – 3 – A abrir a partida, podia ter feito o golo academista. Na 2ª metade quase que finalizava novamente, mas o GR Igor opôs-se bem.

Fernando Ferreira – 2.5 – Não sabe jogar mal. Contudo, ontem não foi possível fazer melhor, talvez fruto de algum cansaço acumulado de vários jogos seguidos, sempre de nível superior.

Erivaldo – 3 – Foi desequilibrando, a espaços, com a sua técnica e velocidade. Caiu de produção na 2ª metade, talvez fruto de algum cansaço.

Sandro Lima – 3 – Incrível a sua entrega ao jogo. É o primeiro a defender, daí que percebamos muitas vezes a sua inclusão numa posição mais lateral do ataque. Já em tempo de compensação ainda fez o golo, mas foi anulado.

Barry – 2.5 – Jogo de muita luta. Quase marcava de cabeça, após falha do GR Igor. Venceu alguns duelos aéreos no segundo tempo.

Zé Paulo – 2 – A sua entrada ajudou a embalar a equipa para uma situação ainda mais ofensiva.

Avto – 2 – Com a sua entrada, o Académico ficou ainda mais perigoso e voltou a desequilibrar no lado direito do ataque.


Bruno Loureiro – 1.5 – Entrou para dar frescura ao meio-campo.

1 comentários:

Miguel Valente disse...

No geral, julgo que falta criatividade ao meio campo e os laterais deviam subir mais. Por outro lado, defensivamente estamos como uma rocha. Por alguma razão o nosso ataque está a meio da tabela e a nossa defesa no topo.

Mas, no meio disto tudo, o mais importante é lutar sempre pela vitória. Ainda ontem, isso ficou patente. As substituições, foram sempre de tracção á frente e nos últimos minutos só faltava o Peçanha ir á outra área. Quem quer subir, tem de jogar sempre para ganhar, empates é para quem tem medo de descer.

Miguel

quinta-feira, 02 novembro, 2017