quarta-feira, agosto 23, 2017

FC Arouca 0-0 Ac. Viseu FC

O Académico empatou no terreno do Arouca e chegou aos 10 pontos na competição. De momento o nosso clube é segundo classificado, a 2 pontos do Santa Clara, tendo o mesmo número de pontos de avanço sobre o 4º classificado, o Nacional. O terceiro classificado é o Sporting B com 9 pontos.
Força Académico!


"O Académico de Viseu empatou esta quarta-feira 0-0 em Arouca e perdeu a liderança do campeonato, depois de ter vencido os três primeiros jogos da 2.ª Liga.


Num jogo entre equipas de extremos opostos, a primeira parte foi de ataque para os atletas da casa, mas travado pela boa ação defensiva da equipa viseense. Do lado arouquense destacou-se a dinâmica de Adílio, que regressou à titularidade após três semanas de ausência forçada por lesão.


Apesar da maior posse de bola e da iniciativa atacante do Arouca, foi da formação visitante o melhor lance de perigo deste período, com um cabeceamento de Rui Miguel, após cruzamento de Paná.


Depois de uma entrada mais pressionante do Académico de Viseu, no segundo tempo, com Zé Paulo quase a levar a melhor sobre Bracali, o Arouca voltou a tomar conta do jogo e a procurar o golo.


A entrada de Bukia, que tal como Areias se estreou pela formação de Jorge Costa, mexeu com o ataque local, e resultou em boas combinações com Bertaccini. Os dois tiveram nos pés os melhores lances, nomeadamente um aos 80 minutos, com o guarda-redes Peçanha a esticar-se para manter a baliza imaculada, negando o golo a Bertaccini.


O Arouca continua sem vencer e no próximo domingo visita o terreno do Real Massamá, enquanto o Académico de Viseu recebe o Benfica B."

In Record


Estádio Municipal de Arouca, 23 de agosto de 2017
4ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Luís Ferreira (Braga)

Arouca: Bracali; João Amorim, Hugo Basto, Nuno Coelho e Vítor Costa; Ericson, André Santos (Cícero, 84) e Palocevic; Nuno Valente, Adílio (Bukia, 71) e Areias (Bertaccini, 60). Treinador: Jorge Costa.


Ac. Viseu: Peçanha; Joel, Bruno Miguel, Bura e Lucas; Capela; Fernando Ferreira (Bruno Loureiro, 77), Paná e Rui Miguel (Yuri, 64); Sandro Lima e Barry (Zé Paulo, 53). Treinador: Francisco Chaló.

Notas aos jogadores (atribuídas pelo Record e aceites por nós para a eleição de jogador do mês): 3 - Joel, Bura, Bruno Miguel, Lucas e Fernando Ferreira; 2 - Peçanha (estranho um guarda redes que não sofre golos ter nota negativa mas é o que consta no jornal em questão), Paná, Capela, Rui Miguel, Sandro Lima, Barry, Zé Paulo e Yuri; 0,5 - Bruno Loureiro (a nota era zero, mas para nós não há notas zero para jogadores do Académico.

2 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Um ponto é um ponto se perdemos ou o ganhámos no final logo se vê, para mim é sempre positivo ganhar um ponto em casa de um candidato á subida apesar deles andarem no fundo da tabela, ficou só um pequeno amargo de boca termos perdido a liderança mas isso podia acontecer a qualquer momento, não vamos ganhar os jogos todos.
Domingo temos de voltar ás vitórias o adversário é complicado como são todos os B´s dos estarolas mas acredito que vamos ganhar com mais ou menos dificuldades e quiça regressar á liderança deste campeonato se é importante ou não para mim é, é sempre positivo olhar para cima e não ver ninguem!

Paulo Teixeira

quarta-feira, 23 agosto, 2017
Anónimo disse...

Bom resultado apesar de tudo.
O nosso Académico não pode pensar quer vai cilindrar todos e acaber com 20 pontos de avanço! Depois de 3 vitórias seguidas, os pés têm de estar bem assentes na terra. Não vamos ganhar a todos, ninguém consegue fazer isso, vamos é lutar pelas vitórias em nossa casa, no nosso Fontelo, ganhando o maior número de jogos que for possível e depois jogar fora com ambição, procurando amealhar o máximo de pontos. Ninguém ganha nada se não for demolidor em sua casa e depois ir "pescar" fora de casa.
O Arouca não vale o que o seu lugar parece mostrar. O Arouca vai começara subir e mais tarde vamos ver que ganhámos um bom ponto, num campo muito difícil. Domingo temos de encher o Fontelo. No passado sábado estivemos muitos, a bancada central esgotou, mas a superior é uma vergonha. A Câmara está a borrifar-se para o Académico e o Fontelo está uma vergonha, um dos estádios mais bonitos do país. Seria bom que o autarca que aparece em tudo a cortar fritas, por lá aparecesse e fosse assistir a um jogo na superior, em dia de chuva ou de calor...
O Fontelo é municipal e lá mora uma equipa que está a lutar por um lugar ao sol no futebol e que precisa de um estádio com condições.

quinta-feira, 24 agosto, 2017