domingo, abril 24, 2016

Gil Vicente FC 1-1 Ac. Viseu FC

Gil Vicente FC 1 x 1 Ac.Viseu FC
Mais um ponto somado para a luta..

O Ac.Viseu arrecadou, esta tarde em Barcelos, mais um ponto na luta pela manutenção. 1-1 foi o resultado final, com o golo academista a ser apontado por Moses.


Face às ausências de Bura e Romeu, o mister Jorge Casquilha fez alinhar:

Estádio Municipal de Barcelos, 24 de abril de 2016
43ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Tiago Antunes (Coimbra)

Gil Vicente: Serginho; Ricardinho, Sandro, Pek’s e Bruno Silva; Djamal, Fatai (Nani, 73) e Platiny; Avto (Goba, 61), Paulinho (c) (Yartey, 69) e Simy. Treinador: Nandinho.

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves (c), Lameirão e Ricardo Ferreira; Mathaus (Carlos Eduardo, 71), Capela e Bruno Loureiro (João Ricardo, 68); Moses, Yuri (Tiago Borges, 78) e Zé Pedro. Treinador: Jorge Casquilha.

Expulsão: Pek’s 70

Golos: Moses 8 (0-1), Djamal 16 (1-1) 

O Académico marcou cedo, decorria o minuto 7, com Moses, oportuno, a encostar para a baliza de Serginho, após defesa incompleta do GR da equipa da casa. Os comandados de Jorge Casquilha, diga-se, entraram firmes que tinham de pontuar, e foi visível que assim tinha de acontecer pela postura apresentada pelos seus atletas. O empate gilista surgiu, contudo, ao minuto 16 por Djamal, na sequência de um lançamento lateral. Aliás, os lances de maior perigo da equipa de Barcelos, surgiram mesmo através deste tipo de lançamentos longos do lateral direito Ricardinho para a área de RJanota. Resultado ao intervalo que se ajustava.

No 2º tempo, o guardião academista não fez uma única defesa, e ficou a ideia que o Académico poderia chegar à vitória. O Gil Vicente ficaria ainda reduzido a 10 elementos por expulsão do central Peck’s, com 25min por jogar. Já com C.Eduardo e Tiago Borges, soluções ofensivas em campo, o Académico dominava a partida, e foi Moses já em cima do minuto 90 que por pouco não ofereceu a vitória aos academistas. Contudo, Serginho opôs-se com categoria e segurou o empate. 1-1 resultado final.


Um ponto é sempre um ponto. Faltam 3 jogos, 9 pontos em disputa. Vantagem de 3 pontos para a linha de água. Será importante vencer no próximo sábado na receção ao Feirense. Parabéns à equipa pelo esforço e pela mentalidade apresentada. Parabéns à massa adepta que se deslocou à cidade de Barcelos, principalmente à claque academista que incentivou do início ao fim do jogo. 
Sábado há mais uma final para vencer. Força Académico!!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Bom resultado se visto assim como jogo com o Gil Vicente em Barcelos, mas o Académico podia ter ganho o jogo, sobretudo quando ficou a jogar contra 10. Mas a equipa já estava programada para o empate, não apostou tudo. Nestes jogos decisivos os treinadores têm medo do arriscar tudo porque podem perder. Mas pronto, é mais um ponto, livramo-nos do Gil Vicente fora de casa, falta menos um jogo para acabar e conseguimos manter os 3 pontos de avanço para a linha de água.
O próximo jogo vai decidir tudo e precisamos de uma vitória para ficarmos praticamente livres de sobressaltos.
Depois de tantos tiros nos pés nesta época, com treinador despedido por não atingir objectivos (!!!) só nos resta tentarmos fugir à despromoção. Nem isso está açcançado!
Triste sina a de Academista...
No próximo jogo, temos de encher o Fontelo, porra! É mesmo o tudo ou nada e no final vamos cantar a plenos pulmões: ACADÉMICO! ACADÉMICO! ACADÉMICO!

domingo, 24 abril, 2016
José Ferreira disse...

Terceiro jogo da época entre Gil e Académico, terceiro empate 1-1.

Janota fez o jogo 73 na Segunda Liga pelo nosso clube e iguala João como o redes academista com mais jogos nesta divisão.

35º jogo de Carlos Eduardo pelo nosso clube na Segunda Liga o que faz com que entre no top 50. (49º)

Segundo golo do Moses na Segunda Liga, em 10 jogos, o que faz com que entre nos 50 melhores marcadores do Académico na competição (45º).

Oitavo jogo de Casquilha à frente da equipa que sofreu golos em todos os jogos. Utilizou pela primeira vez João Ricardo, o 19º jogador por si utilizado.

Ao sétimo jogo em Barcelos o Académico continua sem ganhar (terceiro empate)

domingo, 24 abril, 2016
Paulo Teixeira disse...

Um ponto é um ponto continuamos com 3 pontos de vantagem sobre a linha de agua pena foi mesmo a grande defesa do gr do Gil aos 90 ter-nos tirado os 3 pontos, penso que uma vitória domingo frente ao Feirense pode e deve tirar-nos definitivamente da zona perigosa agora que não vai ser fácil ganhar ao Feirense isso não tenho duvidas mas acredito que podemos felizes domingo.

Paulo Teixeira sócio 433

domingo, 24 abril, 2016
Anónimo disse...

Homem do jogo, melhor em campo, Tomé, correu por 4! Exibição espantosa de Tomé, renovação urgente de contrato, pois, Tomé depois de uma aterradora lesão e depois de um penosa recuperação, foi gradualmente subindo de forma, e acaba a época com um pulmão impressionante.

Académico, mais um bom jogo, uma exibição na parte final brilhante, só não foi coroada com a vitória, porque a "sorte" que tivemos no domingo, ao marcar mesmo no fim, num jogo aberto e equilibrado, hoje, não esteve connocso, pois temos 2, 3 situações nos últimos 20 minutos merecedores de golo e que os daria uma justíssima vitória, mas, perante uma excelente arbitragem temos de aceitar o empate, perante um Gil Vicente, que tem uma equipa muito personalizada, já no Fontelo tinha mostrado que sabia jogar, tendo aí empatado perto do fim, mas depois de tudo fazer para merecer o empate. Hoje, nos últimos 20 minutos, o Académico foi muito melhor, e sai do jogo com confiança para mais uma final, agora, novamente no Fontelo, onde temos de ESTAR TODOS, os mais e os menos Academistas, o momento é decisivo e a cidade e a Região tem de dizer presente.

Destaquei Tomé, logo, de entrada, pois, não consegui começar a escrever, sem ser por aí, pois Tomé, foi gigante, mas toda a equipa esteve com uma atitude impecável a todos os níveis, concentração, pressão sobre a bola e o adversário, muito maior frescura física depois daquela série tresloucada de jogos, com soluções no Banco, como nunca tivemos durante a época, ou seja um jogo de querer, de raça, de determinação que só não deu vitória, porque, no Futebol sem sempre se ganha quando se joga bem, mas que se está mais perto, ai isso é uma verdade. Vamos continuar a jogar assim, vamos APOIAR este Treinador, esta Direção, estes Jogadores, e temos Académico!

Para a CLAQUE, uma vez mais o mais mais profundo agradecimento pela sua atitude IMPECÁVEL em todo o jogo, só se ouvi, Académico no Estádio, excelente!:

Juntos somos mais FORTES!

No Fontelo cabem TODOS, vem e traz um amigo!

Carlos Silva

domingo, 24 abril, 2016
--FD disse...

Na próxima jornada vão existir muitos confrontos entre equipas que, tal como nós, disputam a manutenção. O Feirense é uma equipa forte e ainda com legítimas aspirações de subir de divisão. Temos de ser muito fortes para conseguirmos vencer a formação de Santa Maria da Feira mas se o fizermos o nosso caminho será muito mais fácil.

Força Académico!

terça-feira, 26 abril, 2016