domingo, março 13, 2016

Ac. Viseu FC 0-0 SC Olhanense

O Académico recebeu hoje o Olhanense, e era expectável um bom jogo para dar um pontapé na crise de resultados.

Com Tiago Castro no banco e Jorge Casquilha na bancada, eis a ficha do jogo:

Estádio do Fontelo, 13 de março de 2016
35ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Bruno Jesus (Lisboa)

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves (c), Bura e Ricardo Ferreira; Capela, Bruno Loureiro (João Ricardo, 62) e Clayton (Yuri, 69); Moses, Carlos Eduardo e Steve Ekedi (Zé Pedro, 80). Treinador: Tiago Castro.


Olhanense: Moreira; Duque (Amuzie, 78), Coubronne, Materazzi e Guilherme; Lucas (Mané, 90+2), Fábio e João Oliveira; Murilo, Leandro (Galassi, int) e Said. Treinador: Cristiano Bacci.

Destaque para a claque academista que apoiou a equipa do inicio ao fim do desafio


A equipa Academista, mostrou-se hoje bastante mais tranquila, a jogar um futebol, mais apoiado, mas ainda assim pouco eficiente na zona de ataque.

Na primeira parte a única equipa a atacar foi a da casa, com destaque para Moses, que se mostrou aos adeptos academistas, como uma opção válida para o resto do campeonato, e com a disponibilidade já reconhecida de Ekedi.

Na segunda parte a equipa viseense, esteve sempre por cima no jogo, mas mostrou sempre bastante dificuldade para entrar na área do Olhanense.

Tiago castro lançou aos 60m de jogo, João Ricardo para o lugar de Bruno Loureiro, que saiu tocado, aos 70m Yuri, para o lugar de Clayton, e a 10 minutos dos 90, Zé Pedro para o lugar de Ekedi.

O Académico não criou uma verdadeira ocasião de golo, e o Olhanense, que usou e abusou do anti jogo, conquistou aquilo que pretendia na visita a Viseu, o pontinho da praxe.

A haver um vencedor, só podia ter sido a equipa Academista, mas também, não se pode ganhar jogos, quando não se criam oportunidades de jogo.

O árbitro deixou abusar um pouco do anti jogo forasteiro, mas fez uma boa arbitragem.


Amanhã, estreia-se mais um treinador na equipa academista, o terceiro esta época. Desejamos boa sorte ao mister Jorge Casquilha.

João Nunes sócio nº 81

3 comentários:

josé pereira disse...

Sr. presidente do clube.
Devemos admitir a sua responsabilidade na situação atual.
Nunca devia substituir Ricardo Cheu, obteve bons resultados.
Eu não sei se é uma falta de experiência ou de outra forma.Em qualquer caso, ele vai colocar o clube em uma posição tão delicada.
Eu sou um grande apoiante do academico Viseu e isso há quase 40 anos.
Ele foi o grande homem que nos levou a este nível.Por ter cometido esse erro, é a loucura de niveladoras ???
Nao sou do benfica, nem do porto,nem do sporting, mas academiste e orgulhoso de ser.

domingo, 13 março, 2016
Anónimo disse...

De falhanço em falhanço, até onde?
Com mais um técnico (o terceiro!!) numa época que parecia ir decorrer pacificamente porque os objectivos de todos os academistas era a manutenção descansada, eis que um técnico é despedido por não atingir os objectivos (!!!) Depois vem um técnico que afinal não queria ficar (!!!) e agora, quando já estamos a falar de sobrevivência e de queda para os campeonatos não profissionais, vem mais um!
Alegre clube, cheio de dinheiro, que pode despedir uns atrás dos outros, sem problemas!
O jogo de hoje foi o costume, Académico a dominar, a atacar sem saber fazê-lo e no fim 1 pontito que sabe a muito pouco para a manutenção!
O próximo jogo, outra vez no Fontelo (infelizmente para o clube que não ganha um!) vai ser fundamental porque é contra o Guimarães B, do nosso campeonato. Entretanto muitos outros já terão mais um jogo disputado e tudo se pode clarificar.
É uma tristeza imensa ver o Académico que tinha tudo para uma época tranquila a espreitar algo melhor, estar a ver se escapa à despromoção.

domingo, 13 março, 2016
Paulo Teixeira disse...

Este era um jogo muito importante, uma vitória podia dar alento e alguma tranquilidade e o mais importante 3 pontos, um empate deixa as coisas na mesma vamos sofrer muito para conseguir manter-nos nesta divisão, mas o que mais custa é que foi á custa de erros nossos que estamos nesta situação assim custa mais.
Domingo é dia de tudo ou nada, podem dizer que ainda faltam alguns jogos mas as coisas têm de ser encaradas desta maneira ou ganhamos ao Guimarães B ou o nosso destino é mesmo o Campeonato de Portugal, e mesmo com os 3 pontos do nosso lado creio que vamos continuar bem aflitos.
O novo treinador vou dar o beneficio de duvida mas sinceramente não espero grandes coisas espero estar bastante enganado...
Força Académico, sempre Académico.


Paulo Teixeira 433

segunda-feira, 14 março, 2016