segunda-feira, junho 26, 2017

Apresentação do reforço: Fábio Santos

NOME COMPLETO
Fábio Manuel Matos Santos
NOME
Fábio Santos
DATA DE NASCIMENTO
22/05/1988
NATURALIDADE
Viseu
POSIÇÃO
Defesa/Médio
JOGOS NA SEGUNDA LIGA
135
GOLOS NA SEGUNDA LIGA
8
ANTERIOR CLUBE
Chaves (15/17)
   
Formado no nosso clube, ao lado de jogadores como André Maló, Fábio Santiago, Rafael, Carlitos, Zé Filipe e Calico, no seu primeiro ano de junior transferiu-se para o Benfica onde foi colega de Ricardo Janota. Por lá só ficou uma época terminando a sua formação em Coimbra, ao serviço da Académica, onde se encontrou com mais dois jogadores que mais tarde jogariam no Académico, Hugo Seco e Pedro Ribeiro.

GD Tourizense (07/10) – três épocas no clube de Touriz, na II Divisão B, onde foi peça importante. Nessas 3 épocas, em termos de campeonato, fez 73 jogos e marcou 4 golos.
Também por aqui se encontraria com futuros academistas como foi o caso de Tiago Rosa, Eridson e Doumbouya para além do já mencionado Pedro Ribeiro.
Na época 2009/2010 defrontou o Académico por duas vezes, na vitória no Fontelo por 2-3 (golos academistas de Tiago Jonas e Guima) e no empate em Touriz (1-1), com golo academista apontado por Rui Santos.

Wohlen (10/11) – Seguiu-se uma temporada na II Divisão Suíça onde terá feito 28 jogos e 2 golos.

COD Operário (11/12) – De regresso a Portugal foi nos Açores que continuou a sua carreira, novamente, tal como em Touriz, na IIB. Fez 21 jogos, marcou 3 golos (campeonato) contribuindo para o terceiro lugar final. Aqui jogou com Forbes.

Leixões SC (12/13) – Foi na equipa de Matosinhos que se estrou nos campeonatos profissionais. Em termos de segunda liga fez 36 jogos e marcou 2 golos, contribuindo para o 3º lugar final. Nesta equipa jogavam também Zé Augusto e Tiago Borges.

CS Marítimo/CS Marítimo B (13/14) – A boa época em Matosinhos levou Fábio Santos até ao «Maior das Ilhas». Na equipa B, Segunda Liga, fez 25 jogos e marcou 3 golos (jogou com Paná). Na época em causa jogou no Fontelo e perdeu por 2-0, golos academistas de Luisinho e Cafú no jogo de estreia de Ricardo Chéu.
Na equipa principal dos insulares fez 3 jogos na primeira liga. A sua estreia aconteceu à 5º jornada, em Lisboa frente ao Belenenses, com Fábio Santos a jogar os últimos 33 minutos da partida (perdeu 1-0) entrando para o lugar de Sami. Foi Pedro Martins, o treinador, que apadrinhou a sua estreia no principal campeonato do nosso futebol.

SC Beira Mar (14/15) – Na pré época falou-se de uma hipotética vinda do Fábio para o nosso clube, mas o destino foi Aveiro. Numa época muito complicada para os aveirenses, a nível financeiro, foi utilizado para o campeonato em 42 jogos tendo apontado dois golos. Foi colega de André Sousa e defrontou o Académico no Fontelo (0-0).

GD Chaves (15/17) – A primeira época foi de grande sucesso, a nível de clube já que subiu de divisão e a nível pessoal já que fez 32 jogos, no campeonato, tendo apontado um golo.
Jogou nesta época com Tiago Almeida, Stéphane, Luís Barry e Sandro Lima, e defrontou o Académico no Fontelo (1-1, golo de Forbes) sendo suplente utilizado no jogo de Chaves (2-1, golo de Moses)
Na época passada foi apenas utilizado em 6 jogos no campeonato principal do nosso futebol.


Está de regresso ao melhor clube do mundo. Bem-vindo de volta!

1 comentários:

Hélder Albuquerque disse...

A apresentação do plantel não estava marcada para ontem, no Palácio do Gelo?

terça-feira, 27 junho, 2017