segunda-feira, novembro 28, 2016

Análise Individual Ac.Viseu x Covilhã: GR Rodolfo o escolhido

Rodolfo – 4 – O melhor academista em campo, com várias intervenções de grandes reflexos, que foram adiando o golo serrano o mais possível. Não merecia o desfecho final. O escolhido para melhor academista em campo.
Foto de José Moreira retirada do site do jornal Record

Tomé – 2,5 – O capitão academista não teve a preponderância habitual no flanco direito. Neste desafio em particular, subiu pouco no terreno.

Bura – 1 – Só estava a ser um dos melhores em campo, tendo vencido todos os duelos aéreos com os opositores, até que…foi expulso numa entrada despropositada acertando ou não no adversário.

Bruno Miguel – 2,5 – Rubricou uma exibição assertiva no centro da defesa academista.

Pedro Paulo – 2 – Uma das surpresas no onze, mas não foi feliz, não era a sua posição, claramente.

Zé Paulo – 2 – Jogou a trinco, central e acabou a ponta de lança. Amarelado cedo na partida, não teve a influência desejada no desenrolar do jogo.

Capela – 2 – De regresso ao onze após castigo, não teve espaço para explanar o seu jogo.

Bruno Loureiro – 2 – Algo lento de processos, o nosso maestro não teve uma tarde conseguida.

Tiago Borges – 2,5 – A espaços, imprimiu alguma velocidade no ataque academista. Dos seus pés saíram as poucas jogadas de perigo.

Yuri – 2 – Jogo apagado do nosso pequeno grande Yuri.

Carlos Eduardo – 2 – Apareceu como o homem mais avançado da equipa, mas teve um jogo pouco conseguido, apesar do esforço.

Park – 2 – Entrou para o lugar do amarelado Pedro Paulo.

Luisinho - 2 – Regressou à competição, após lesão. Teve um ou outro pormenor interessante no flanco direito. Registo para o importante regresso.

Saná – 1 – Entrou já perto do final.

0 comentários: