domingo, novembro 06, 2016

Ac. Viseu FC 0-1 SC Olhanense

Estádio do Fontelo, 6 de novembro de 2016
14ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: João Pinheiro (Braga)

Ac. Viseu: Rodolfo; Tomé (c), Park, Bura e Ricardo Ferreira; Capela, Saná e Bruno Loureiro (Paná, 64); Tiago Borges (Zé Pedro, 64), Yuri e Sandro Lima (Zé Paulo, 71). Treinador: André David.

Olhanense: Evtimov; Coubrone, Gerevini, Tiago Duque e Kiki (Redolfi, 82); Sori Mané, Tiago Barros (Federico Virga, 66), Doudou (Ramos, 70) e Galassi; Jorman Aguilar e Aldair. Treinador: Bruno Baltazar.

Expulsão: Saná 61

Golo: Doudou 8 (0-1)
Foto retirada do site oficial do Académico

O Académico recebeu hoje, o lanterna vermelha da competição, o Olhanense.

Após alguns minutos de jogo, já se questionava na bancada, o real valor da equipa que viajou de Olhão, uma vez que chegava ao Fontelo apenas com 2 pontos, fruto dos empates caseiros frente ao Covilhã, ainda no mês de Agosto, e na última jornada frente ao Sporting B.

A equipa Academista vinha de uma fase de 4 jogos consecutivos a pontuar, e tinha uma excelente oportunidade de conseguir um pouco mais de tranquilidade na tabela classificativa.

O que se viu em campo foi mau, péssimo, o Académico não assumiu o jogo, e o Olhanense num lance confuso, chega ao golo logo aos 9 minutos de jogo. Mangni, passa por 4 adversários, sempre a ganhar os ressaltos, e na cara de Rodolfo, empurrou para a baliza.

O Académico tinha 80m para inverter o jogo mas nada fez para o conseguir, futebol desgarrado, pontapé para a frente, e sem nenhuma ligação entre os sectores.

Na segunda parte manteve-se a mesma toada de jogo, o Académico aos repelões, e o Olhanense a viver da fantasia da dupla Aldair e Mangni.

Os minutos passavam e as oportunidades não apareciam, o tridente Saná, Bruno Loureiro e Capela não se entendiam, e a bola só chegava ao ataque através do pontapé para a frente.

Estranhamente, André David, só mexeu na equipa, quando Saná, um pouco imprudente, trava um adversário em falta por trás, com o árbitro da partida a dar ordem de expulsão. 

Expulsão exagerada, se tivermos em conta que o jogador que sofreu a falta, Tiago Barros, já tinha tido um lance idêntico na 1ª parte, sem que o árbitro tenha sancionado da mesma forma.

André David, tira de uma assentada Bruno Loureiro e Tiago Borges, e entram para os seus lugares, Zé Pedro e Paná.

A equipa melhorou um pouco, devido á intensidade e dinâmica que Paná dá ao meio campo academista e aos movimentos rápidos, de Zé Pedro no ultimo terço do terreno.

Fica a questão, porque foi desfeito o meio campo, que contribuiu para a vitória em Matosinhos?

Aos 72m entra Zé Paulo, para o lugar de Sandro Lima, e foi este jogador que teve nos pés a única e verdadeira oportunidade de golo academista, mas Dimitar, guarda redes dos algarvios defendeu o perigosíssimo remate.

Jogo com muitas pausas, muitos jogadores no chão e pouco futebol!

A equipa academista, primou pela falta de comparência, e o impensável aconteceu... o Olhanense, veio ao Fontelo e em 90m, conseguiu mais pontos que em 13 jornadas.

O Académico não merece o que hoje fizeram com aquele "manto sagrado", os sócios e adeptos exigem mais respeito, sob pena de vermos as bancadas do Fontelo cada vez mais despidas.

João Nunes sócio nº 81

5 comentários:

Hélder Albuquerque disse...

Até 23 de Novembro há muito tempo para mandar este incompetente embora e permitir uma "mini pré-época" a um novo treinador.

Parafraseando o relatador da Estação Diária: "Uma vergonha"

domingo, 06 novembro, 2016
Paulo Teixeira disse...

O mau futebol mantem-se a sorte essa hoje foi-se, resultado, isto mesmo que aconteceu, temo-nos posto a jeito nestes 3 jogos e hoje aconteceu o inevitável perante uma equipa perigosa onde se pedia muita paciência mas hoje não havia nada.
Chicotada? não sei, neste momento já nei sei o que é melhor para a equipa, vamos esperar por melhores dias.
Há uma coisa que me deixa intrigado há já algumas epocas, quando o Académico faz 1-0 em grande parte dos jogos o adversário chega ao empate, quando é ao contrario, até pode acontecer logo nos primeiros minutos, o adversário leva os 3 pontos quase na totalidade, alguem tem explicação para isto??
Atenção dia 12 o Académico vai á Madeira jogar com o União em jogo antecipado da 19º jornada, jogo que tem inico ás 15h00.

Paulo Teixeira

domingo, 06 novembro, 2016
Miguel Valente disse...

Concordo, é a altura ideal. Nao vale a pena insistir mais, porque a equipa não evolui
Talvez os mais velhos tenham outras memórias, mas eu nunca tantos jogos maus no Fontelo, como este ano. Nem na 3a jogavamis tão pouco.

domingo, 06 novembro, 2016
Hélder Albuquerque disse...

Mas ninguém se mexe para despachar o incompetente do André David? O clube está refém de quê?? Isto é demais... Perde em casa com o último e nem assim ganha vergonha?
Impressionante.
Se não gostasse tanto do clube, já tinha devolvido o cartão...

segunda-feira, 07 novembro, 2016
pmarq disse...

Então, mas o treinador continua? Está tudo louco?

Já nem sei quem é pior, se o presidente que não quer admitir o enorme erro que cometeu ao contratar este treinador, se André David que vê que as coisas lhe estão a correr mal, que os adeptos não gostam dele e está à espera da indemnização.

Enfim, rumo à descida..

segunda-feira, 07 novembro, 2016