domingo, outubro 16, 2016

SCU Torreense 2-0 Ac. Viseu FC

Estádio Manuel Marques, 16 de outubro de 2016
3ª Eliminatória da Taça de Portugal
Árbitro: João Bento (Santarém)

Torreense: Cléber, David Rosa, Burguete, Fábio Santos, Welinton, Stephen, Tiago Esgaio, Lingfeng (Jin Shang, 77), Leo (Diego Zílio, 72), Hélio Vaz (Tiago Pereira, 85) e Bonifácio. Treinador: Rui Narciso.

Ac. Viseu: Diogo Freire; Tomé, Bura, Tiago Gonçalves e Stephane (Sandro Lima, 70); Pana, Bruno Loureiro (Carlos Eduardo, 56) e Saná; Tiago Borges, Pedro Paulo (Luisinho, 56) e Zé Pedro. Treinador: André David.

Golos: Bonifácio 50 (1-0), Jin Shang 87 (2-0)
Foto retirada da página do Facebook do site foradejogo.net


"O Torreense, do Campeonato de Portugal Prio, qualificou-se este domingo para a quarta eliminatória da Taça de Portugal, ao vencer na receção ao Académico de Viseu, da 2.ª Liga, por 2-0.


A equipa da casa, do terceiro escalão, começou a atacar nos primeiros 15 minutos, criando perigo na baliza da equipa visitante, levando o Académico de Viseu (II Liga) a reagir e a impor-se para lá do meio-campo até ao final da primeira parte, criando a primeira situação de perigo aos 34 minutos.



O Torreense voltou a recuperar o domínio do jogo, criando uma oportunidade de golo aos 47 minutos por intermédio de Bonifácio, com o Académico de Viseu a contra-atacar com Pedro Paulo.

Três minutos depois, Bonifácio deu vantagem à formação de Torres Vedras.


Já no final do encontro, o Torreense voltou a marcar, por intermédio do chinês Jin Shang e, em cima do minuto 89, podia ter feito o terceiro através de Bonifácio, que, já dentro da grande área, não foi eficaz."



In Record


Notas aos jogadores: 2 – Diogo Freire, Tomé, Bura, Tiago Gonçalves, Stephane, Pana, Bruno Loureiro, Saná, Tiago Borges, Pedro Paulo e Zé Pedro; 1,5 – Carlos Eduardo e Luisinho; 1 – Sandro Lima.

12 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Uma derrota esperada e anunciada, este Torreense não é o Gafetense, nao tinha nada a perder mesmo se empatasse... apostou e ganhou tão simples como isto, perante um Académico que neste momento é presa fácil para qualquer equipa que tenha um treinador inteligente com um plantel razoavel.
Agora vou esperar pela noite, vamos ver se temos uma boa noticia ainda hoje!!!

Paulo Teixeira

domingo, 16 outubro, 2016
Hélder Albuquerque disse...

A faca penetra mais um pouco, aproximando-se de órgãos vitais.

Não vi o jogo, mas, a julgar pelo relato, houve um CAF a papel químico do que tem acontecido: entrada amorfa com trocas de bola inconsequentes e uma jogadita ou outra a chegar à linha para cruzar, e corrida atrás do prejuízo após estar a perder...

Uma vergonha, este CAF de André David.

O CAF não joga nada e a culpa é do treinador, que ainda é mais culpado por não tomar a iniciativa de sair, estando à a espera que o clube lhe pague para ir embora...

Por mim já não dava o treino amanhã...

domingo, 16 outubro, 2016
pmarq disse...

Os meus parabéns ao André David, ao director desportivo, à direcção e aos adeptos que acham que jogamos sempre bem, que temos azar, que vêem sempre um mundo bonito e colorido, àqueles que são contra as chicotadas psicológicas, aos que acham que devemos sempre apoiar e chamar mais adeptos e que só vêem as críticas como destrutivas, a todos esses os meus parabéns pelo penúltimo lugar e pelo afastamento da taça por uma equipa da 3a divisão.

Sócio 695

domingo, 16 outubro, 2016
Gonçalves disse...

E a agonia continua. Até quando? André David não tem nem nunca teve capacidade para este patamar. Tão fraco como quem o contratou. O regresso aos distritais está em marcha....

domingo, 16 outubro, 2016
João Pedro disse...

Tão triste ver o Académico neste estado. Direção e treinador muito fracos. Assim não vamos a lado nenhum. Se ficarmos na 2ª já é bom.

Hoje o treinador meteu-se mesmo a pau, ao meter o Tiago, o Bruno L e o Zé Paulo na equipa titular. 2 desses fizerem hoje o 1º jogo oficial e o Tiago já nem para suplente serve.

Só mesmo para a acabar, não é com estes resultados que o Fontelo vai ter mais gente, antes pelo contrário. Há que perceber que em Portugal os estádios enchem consoante o bom momento da equipa.

domingo, 16 outubro, 2016
José Ferreira disse...

O que o Académico não precisa é de adeptos que falam mal de tudo e de todos e que se refugiam no anonimato, escondem-se atrás de um computador, e não se mostram.
A minha palavra de apreço para com o Paulo Teixeira e o João Pedro. Posso concordar ou não com o que dizem, mas mostram a cara, embora tenha que dizer ao João Pedro que dos jogadores que mencionou nenhum deles fez em Torres Vedras o primeiro jogo, quem fez o primeiro jogo na época foi apenas e só o Sandro Lima. (Bruno Loureiro 7º jogo, 6º a titular, Tiago Gonçalves 3º jogo, segundo a titular, Pedro Paulo 2º jogo, 1º a titular).
Perder não é, nunca foi e nunca será uma vergonha. Vergonha, isso sim e na minha opinião, é no fim do jogo não dar a cara, e não falar do que se passou. Nisso, e noutras coisas, falhou o treinador ou quem lhe deu a ordem para não falar.
Mais dia menos dia o treinador vai mesmo embora. Mais um. A “estrutura” – a mesma da distrital a que se juntou um DD que ninguém sabe de onde veio (eu não sei) – essa vai-se manter e continuaremos a ser aquilo a quem já ouvi chamar de “cemitério de treinadores”. Ainda hoje não consigo perceber como Jorge Casquilha não ficou depois de ter feito um verdadeiro milagre. Sim um milagre!

terça-feira, 18 outubro, 2016
Martins disse...

Verdade vergonha não é perder , vergonha mesmo é nada de fazer para ganhar . Vergonha é deixar sair treinadores e jogadores que fazem pelo clube . Ainda a pouco vi , joão Ricardo saiu do plantel e nem uma nota aqui , nada . É de repensar tudo , parabéns a direcção que leva o académico com um só destino , a distrital !!

terça-feira, 18 outubro, 2016
José Ferreira disse...

O João Ricardo não foi inscrito e essa notícia já foi dada há muito tempo. Encontrou agora colocação (Anadia) e será sempre recordado em todos os dias do seu aniversário.
João Ricardo que tinha lugar neste plantel de caras, na minha opinião.

terça-feira, 18 outubro, 2016
Martins disse...

Foi dada quando ?

terça-feira, 18 outubro, 2016
José Ferreira disse...

No dia a seguir ao fecho de mercado:

http://a-magia-do-futebol.blogspot.pt/2016/09/academico-1617-ponto-de-situacao.html

terça-feira, 18 outubro, 2016
Hélder Albuquerque disse...

Ó Sr. José Ferreira, desculpe lá mas senti-me atingido... Quem é que não dá a cara? quer que se ponha um vídeo no youtube de cada vez que há alguma coisa a dizer?
Os comentários, agora, só são válidos se houver uma fotografia? E o nome? E o número de sócio? Não são suficientemente identificativos? Francamente...

Não digo mal por dizer... Digo o que acho que tenho a dizer... Não digo mal de tudo e de todos, antes pelo contrário. Defendi a contratação do AD porque gosto de irreverência, da mesma maneira que defendi o Ricardo Chéu. Gosto de gente moderna e com conceitos modernos. E olhe que muita gente que hoje deseja o regresso do Chéu foi contra a sua contratação...

E sabe que mais? Nunca, mas nunca, me vai ouvir dizer mal da direcção do CAF e muito menos do presidente, de quem disse que merecia uma estátua por ter feito renascer o Académico e por ter-se dedicado de ALMA E CORAÇÃO ao clube. Isso seria falta de gratidão. Ainda bem que têm este grau baixo de profissionalismo, porque com profissionais o CAF acabou, lembra-se?

Pelo andar da carruagem, vai ser uma época triste. O AD devia fazer um exame de consciência, ver que está muito aquém do que deveria com o plantel que lhe puseram à disposição, e sair pelo seu próprio pé, sem estar à espera de indemnizações.
Este plantel tem algumas lacunas, poucas, mas não deixa de ser um plantel óptimo. Está bem que não dá para a Champions, mas dá para estar acima do meio da tabela. Com um bom treinador e um pequeno ajuste em Janeiro, a subida não seria uma miragem.

O Académico precisa é de adeptos que, a dizerem bem ou mal, empurrem o clube para o sucesso... Todos contam, com ou sem fotografia, que isto aqui não há adeptos de 1ª e de 2ª. Eu, que nem sequer sou Viseense, sou o quê? de 3ª ou 4ª, não?

Tenha juízo.

Hélder Albuquerque
Sócio nº302

terça-feira, 18 outubro, 2016
José Ferreira disse...

Sou responsável pelo que digo, não por aquilo que entende, por isso tenha juízo. Se até quer fazer uma estátua ao Presidente, é porque não fala mal de tudo e todos.
Quer mesmo sentir-se picado? Cá vai então: No penúltimo jogo o relato, a crónica do jogo na Bola, que contradiziam a sua versão dos acontecimentos, não serviam, desta vez já serve.

quarta-feira, 19 outubro, 2016