quarta-feira, outubro 19, 2016

CD Santa Clara 1-2 Ac. Viseu FC

Estádio de São Miguel, 19 de outubro de 2016
11ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Carlos Cabral (Algarve)

Santa Clara: Serginho; Rui Silva, Accioly, Felipe Barros e Igor; Telmo Castanheira, Pacheco (c) (Hugo Santos,79) e Rúben Saldanha (Clemente, 58); Pineda (João Reis, 68), Diogo Ribeiro e Burque. Treinador: Rui Amorim.

Ac. Viseu: Diogo Freire (Rodolfo, 80); Tomé (c), Bura, Park e Ricardo Ferreira; Capela, Pana e Saná (Bruno Loureiro, 51); Yuri, Luisinho e Sandro Lima (Carlos Eduardo, 63). Treinador: André David.


Golos: Pana 6 (0-1), Pineda 17 (1-1), Bura 57 gp (1-2)
Foto retirada do site oficial do Académico

Vinte (!) jogos depois o Académico volta a vencer fora de casa, para a Segunda Liga, e sai da zona de descida (embora com os mesmos 10 pontos que Sp. Covilhã, Famalicão e Vitória B.

Entrou bem o Santa Clara criando perigo logo no primeiro minuto, mas reagiu melhor o Académico, primeiro por Luisinho "passando por toda a equipa do Santa Clara" que só não deu golo devido à intervenção do lateral direito Rui Silva. O golo academista sugeria ao minuto 6 com Pana - segundo golo na época - a rematar de fora da área "em arco" desfeiteando Serginho e inaugurando o marcador em Ponta Delgada.

O Santa Clara iria reagir, e chegar ao empate, mas foi o Académico que perto do quarto de hora (13) esteve perto do segundo, por Luisinho, correspondendo a um cruzamento da direita "desviando subtilmente para uma defesa de recurso" do guardião da casa.

O golo da equipa da casa surgiu ao minuto 17, por Pineda, após um mau alívio de Diogo Freire "diretamente para a cabeça do el-salvadorenho". Nos minutos seguintes o Académico sofreu a bom sofrer, com uma bola ao poste e tudo, mas reagiu e também esteve perto do empate após calcanhar de Sandro Lima, isto antes de duas boas intervenções de Diogo Freire (Burke e Diogo Ribeiro) levando a partida empatada para o intervalo.

O minuto 47, com Pineda na cara de Diogo Freire, podia ter mudado o jogo, felizmente correu bem e quem mudaria o jogo seria mesmo o Académico, com Capela a ser travado de forma "claríssima" na área açoriana. Da marca de grande penalidade Bura - primeiro golo da época - não perdoou e fez o segundo golo academista.

O Académico com maior ou menor dificuldade foi controlando a partida e a emoção apenas voltou nos instantes finais com os açoriano a queixarem-se de uma grande penalidade não assinalada (na primeira parte foram os academistas a queixarem-se do mesmo) e com Luisinho a falhar o 1-3 já nos descontos, de cabeça, mas permitido a "defesa" de Accioly (defesa central). 

Parabéns equipa mas não se esqueçam - domigo (Fontelo) há mais (Académica)!

Nota: crónica baseada no que foi escrito no site Açoriano Oriental. Ver aqui

Notas aos jogadores (atribuídas pelo jornal Record e aceites por nós para a eleição de jogador do mês/jogador do ano): 3 - Diogo Freire, Tomé, Bura, Capela, Saná, Pana, Luisinho e Sandro Lima; 2 - Park, Ricardo Ferreira e Yuri; 1 - Bruno Loureiro, Carlos Eduardo e Rodolfo.

10 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Depois desta vitória as vozes da reação (incluido a minha) vão-se calar pelo menos mais uma semana, se tou contente? mas é claro que sim, independente de gostar ou não do treinador e outros eu gosto é do clube, os treinadores passam o clube fica e vai ficar sempre acima de qualquer outro acessório, pelo menos para mim é assim que funciona!
Agora que o futebol é o maior espetaculo do mundo e que acontecem de vez em quando coisas levadas da breca como a de hoje, o Académico deve ter estragado muito ´´placard``.
Uma palavra para o mister, hoje o dia é seu saborei-e esta vitória da melhor forma pois sem duvida que o merece, não estou de acordo consigo mas eu e mais hoje vamos ter que meter a viola no saco e saborear tambem esta vitória pois somos todos academistas, certo??
O futebol é tramado!!!!

Paulo Teixeira



quarta-feira, 19 outubro, 2016
Miguel Valente disse...

Eu também não gosto do treinador, por varias razões que não vale a pena estar a repetir, mas, principalmente, porque ganha muito poucos jogos.

Mas o curioso destas relações adepto treinador, é que nada é definitivo: basta começar a ganhar muitas vezes pelo meu clube, que para mim já é o melhor.

O mais importante agora, é fazer desta vitória um trampolim para uma outra vitória no Domingo. Aproveitar, como dizem os americanos, o momentum.

Já agora, o Andre David esteve no banco, ou não houve castigo pela expulsão contra o Sporting?

Miguel

quarta-feira, 19 outubro, 2016
Hélder Albuquerque disse...

Como é óbvio, estou contente com a vitória, mas continuo descontente com o treinador.
Espero, porém, que não seja apenas um episódio e que haja continuidade já no próximo jogo.

9 pontos em 4 jogos são os suficientes para colocar qualquer equipa em zona segura e eleva a moral e a confiança. Acho que o académico precisa de uma série destas.

Oxalá que e equipa e divertido o treinador tenham sentido a insatisfação dos adeptos e esta vitória seja um reflexo disso.

Viva o Académico!

Sócio 302

quarta-feira, 19 outubro, 2016
José Ferreira disse...

Miguel Valente - o castigo da expulsão contra o Sporting foi cumprido no jogo frente ao Freamunde.

quarta-feira, 19 outubro, 2016
Hélder Albuquerque disse...

Porque é que começou o Diogo Freire e terminou o Rodolfo? Lesão?

quarta-feira, 19 outubro, 2016
Unknown disse...

O Académico ganhou e somou 3 importantes e decisivos pontos, pois entrou na zona da confusão e ficou a 5 pontos da zona "tranquila".
Hoje,. pode, até ter havido alguma sorte, mas quem viu o 1º jogo com o Vizela, o que acha que houve, quando o Académico perdeu por 1-0, uma tremenda dose de sorte para o Vizela.

Agora, não podemos usar esse argumento num Campeonato, num jogo, sim, mas num Campeonato, isso não existe, a sorte, existe sim, a competência para ganhar os jogos, e essa o Académico, estou em crer vai fazer aparecê-la nos resultados, pois, no futebol, numa série longa, só os resultado contam e mandam, é assim.
Mantém-se o objetivo, que julgo ser possível de alcançar, ou seja jornada 20, 25 pontos.

Assim de forma rápida, faltam 31 jogos, com 23 vitória subimos de Divisão :-), com 13 garantimos a manutenção!

MAs como algúem dizia e bem, nada de querer marca ro 2º golo, sem conseguir marcar o 1º, e o nosso objetivo, úico, e que interessa é no Domingo, quase 20 anos depois, receber a Académica no Fontelo e fazer deste jogo uma festa, a festa do Futebol, com uma grande exibição e uma vitória bem conseguida, é possível, temos de TODOS ajudar para que isso aconteça!

Sê Academista, vem ao Fontelo e traz um amigo!

Carlos Silva

quarta-feira, 19 outubro, 2016
A MAGIA DO FUTEBOL disse...

Sim, o Diogo Freire saiu lesionado.

quarta-feira, 19 outubro, 2016
Miguel Valente disse...

Graças. Como o Freamunde era da jornada em atraso fiquei na duvida,se o relatador dizia outro nome por isso ou pela falta do tal diploma.

quarta-feira, 19 outubro, 2016
pmarq disse...

Ganha-se um jogo com sorte, perde-se outro com azar, isso é normal no futebol. Agora, o académico tem estado muito abaixo daquilo que devia fazer com o plantel que tem e não se pode queixar de sorte ou azar, como tem sido o discurso do treinador.

Espero que este jogo seja o início da recuperação, que as manifestações de desagrado tenham chegado a todos no clube e servido para melhorar.

Disse aqui antes que adorava que desatássemos a ganhar jogos e André David ficasse até ao fim da época, mas que não acreditava.
Continuo descrente mas espero estar enganado, que no domingo saia do fontelo satisfeito com mais uma vitória e que daqui a umas semanas esteja arrependido do que disse.

quinta-feira, 20 outubro, 2016
--FD disse...

A partir dos 04:32 dá para ver o resumo do jogo: http://www.rtp.pt/play/p56/e255264/telejornal-acores/530777 .

Domingo há nova batalha.

Força Académico!

quinta-feira, 20 outubro, 2016