quarta-feira, setembro 21, 2016

Ac. Viseu FC 1-1 SC Braga B

Estádio do Fontelo, 21 de setembro de 2016
8ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Luís Máximo (Castelo Branco)

Ac. Viseu: Rodolfo; Tomé (c), Bruno Miguel, Park e Ricardo Ferreira; Pana, Capela e Carlos Eduardo (Saná, 69); Yuri (Pedro Paulo, 73), Luisinho e Zé Paulo (Zé Pedro, 60). Treinador: André David.

Braga B: Tiago Sá; Thales, Bruno Wilson, Lucas, Contreras, Loum (Xadas, 60), Xeka, Piqueti (Edelino Ié, 80), Didi, Simão e Joca (Gamboa, 60). Treinador: Abel Ferreira.

Expulsão: Bruno Wilson 78


Golos: Xadas 85 (0-1), Zé Pedro 86 (1-1)

O Académico entrou bem no jogo, aos 14m, dispôs de uma excelente oportunidade para se adiantar no marcador.

Impossível descrever o lance, uma vez que os sócios cativos, que se encontram atrás dos bancos, estão privados de ver o que se passa em algumas partes do relvado.

Certo é que Luisinho, chamado a marcar a grande penalidade rematou fraco à figura de Sá Tiago.

O Braga B aproveitava o adiantamento da equipa viseense, e sempre que podia dava um ar da sua graça, tendo inclusivamente oportunidade de marcar, quando um jogador bracarense através de um centro remate levou a bola a bater na barra de Rodolfo.

Zé Paulo, Pana e Carlos Eduardo, eram os mais inconformados da equipa academista, com o ultimo a colocar á prova a atenção do guarda redes forasteiro, por diversas vezes.

A equipa academista jogava bem, trocava bem a bola, com destaque para Pana, mas faltava objetividade, faltava a garra e intensidade necessária para criar lances perigosos de golo.

Yuri e Luisinho, não estiveram ao seu melhor nível, o que obrigou sempre a equipa a jogar pelo centro do terreno, onde encontrou sempre grande oposição da bem organizada equipa de Braga.

Aos 61m, André David, lança em campo Zé Pedro, para o lugar de Zé Paulo, uma substituição estranha, uma vez que retirava de campo a principal referência atacante da equipa de Viseu.

Aos 71m, Sana rendeu Carlos Eduardo, e aos 74m Pedro Paulo para o lugar de Yuri.

Aos 78m de jogo contrariedade para o Braga B, Bruno Wilson, vê o segundo amarelo e é expulso. O banco do Braga B não se conforma, e viram as suas atenções para o 4º árbitro do encontro.

Uma nódoa de assistente, ouviu concerteza, a sua mãe, ser apelidada de todos os nomes insultuosos que possam existir, mas nada fez para castigar os infratores. 

Os lances seguintes provocaram a ira dos adeptos academistas, e pasme-se reforço de segurança. 
Os “holligans” de Viseu, fizeram “marcação cerrada” ao banco bracarense, mas o Sr. 4ª árbitro só chamava a atenção ao banco viseense.

O jogo fervia fora e dentro da 4 linhas, até que aos 85m numa jogada de contra ataque, surge o golo bracarense, num remate fora da área de Contreras.

O banco bracarense festejou o golo de uma forma provocatória, entrando todos os elementos em campo, e alguns a provocarem os adeptos da casa. Os árbitros não chamaram a atenção do elementos bracarenses, e isso ainda incendiou mais as bancadas. 

Quem foi para junto do banco bracarense, acabou por ser o Sr. Delegado da liga, que passou alguns minutos em amena cavaqueira com o staff bracarense.

Aos 87m golo de Zé Pedro, poucos viram o lance, uma vez que o jogo jogava-se mais fora das 4 linhas. Mas entrou e retificou um resultado já ele penalizador.

8 jogos e 6 pontos conquistados, pouco, muito pouco, para a qualidade da equipa.

Só um resultado seria justo a vitoria viseense, mas esse teima em não acontecer.

Numa altura em que as opiniões se dividem, fica a duvida, onde está o problema da crise de resultados, estará no seu timoneiro, ou nas bolas que batem nos ferros e os penaltis que não se concretizam?


Domingo há jogo no Crato, frente ao Gafetense, a contar para a Taça de Portugal, atitude, raça e querer precisa-se, porque em Viseu, gostamos de futebol, queremos e exigimos seguir em frente na prova raínha do futebol português.

4 comentários:

Hélder Albuquerque disse...

Bom plantel, apesar dos comentários desabonatórios que por vezes surgem, e mau treinador, que já deu a perceber que não tem pedal para estes andamentos.

6 pontos em 8 jogos? Com este plantel?
Falta garra e motivação! O CAF é uma equipa macia e sem atitude, que só joga com alguma intensidade quando tem de andar a correr atrás do resultado.
Não jogamos nada, e estamos condenados a lutar para não descer...

André David fora e rapidamente, antes que os danos sejam irreversíveis|

VIVA O CAF!!!

quarta-feira, 21 setembro, 2016
Miguel Valente disse...

Mais do mesmo. E já lá vão 8 jogos e apenas uma vitória.

Não sei se não será o pior arranque da nossa história.

Foi referido na crónica o mau jogo do Luisinho e do Yuri mas, será só culpa desses jogadores?

Repare-se, o Luisinho é um jogador mais tecnicista, que gosta de deambular do corredor para o interior, sendo que o Yuri, é um jogador mais vertical que gosta de fazer toda o seu corredor e centrar.

Pois, durante todo o jogo, o Luisinho esteve na direita e o Yuri na esquerda. Estavam trocados, e nem por uma vez o treinador fez, o que quase todos os treinadores fazem, que é a dado momento do jogo trocar os extremos de corredor, mais não seja para baralhar as marcações dos laterais.

Sinceramente, não entendo.

Miguel

quarta-feira, 21 setembro, 2016
Paulo Teixeira disse...

E continuamos a não conseguir ganhar ao Braga B, ainda com a agravante de começarmos a cair na tabela rumo ao abismo.
Na minha modesta opinião acho que neste momento o caminho certo é rescindir com André David, apesar de não ser adepto de chicotadas esta será sem duvida a melhor opção para o clube, a haver troca terá de vir alguem com bastante conhecimento de segunda liga porque para trocar André David por outra opção de risco vale mais continuar com este, não estou contra a aposta que a direção fez com este treinador, havia duas hipoteses ou eramos bem sucedidos ou acontecia isto que está a acontecer, não vale a pena ´´bater mais no ceginho`` agora há que chegar á conclusão que a mudança será o caminho certo para o clube e remendar o erro ainda a tempo.
O plantel não é o melhor mas tambem não é o pior, tem algumas lacunas principalmente na defesa, em condições normais teriamos mais 5, 6 pontos na pior das hipoteses o que daria uma posição mais aceitavel para a qualidade deste plantel, continuo a afirmar que a equipa joga bem, tem um futebol bastante atrativo mas falta qualquer coisa para o sucesso.
Domingo o jogo da Taça perante esta crise de resultados torna-se um jogo muito perigoso onde alguem não tem nada a perder e nós temos tudo e mais alguma coisa a perder pois uma equipa que atravessa uma crise de resultados psicologicamente pode estar arrasada o que ainda agudiza mais a situação, espero que ganhem no resultado e na confiança que é uma coisa que tambem falta e muito nesta equipa.
FORÇA ACADÉMICO!

Paulo Teixeira

quinta-feira, 22 setembro, 2016
Marco Gomes disse...

o que falta a esta equipa é mais garra. o meio campo é muito macio...
precisam de alguém que vá para o jogo como se fosse para uma batalha em que ou mata ou é morto.
eles têm qualidade e jogam bem, mas isso não chega.

sexta-feira, 23 setembro, 2016