sábado, agosto 20, 2016

Ac.Viseu FC 2 - 2 Varzim SC

O Académico alcançou o primeiro ponto na prova, com um empate a 2 golos na receção ao Varzim. Zé Pedro foi o primeiro marcador na presente temporada.


O mister André David procedeu a uma alteração em relação ao onze que defrontou o Porto B, lançando Luisinho entre os titulares. Assim jogaram: Rodolfo, Tomé, Bruno Miguel, Bura e Stepfane; Pana, Capela e B.Loureiro; Yuri, Luisinho e Zé Pedro. Entraram na 2ªparte: Moses, Abner e J.Postiga

A primeira parte foi claramente marcada por um Académico de Viseu mandão e ofensivo, que chegou, em certo períodos do jogo, a ser sufocante, praticando mesmo um futebol empolgante para os adeptos presentes nas bancadas do Fontelo. Contudo o golo não chegou, e foi o Varzim que a finalizar os primeiros 45min., em contra-ataque, fez o 0-1 por Tiago Alves. 

Antes disso, Luisinho, de regresso ao Fontelo, perdia duas ocasiões que, milagrosamente, não entraram na baliza varzinista defendida por Paulo Vítor. O mágico ia mesmo fazendo o golo da tarde, num chapéu de belo efeito perto da divisória do meio-campo, mas que foi defendida para canto pelo guardião forasteiro. 0-1 era o muito injusto resultado ao intervalo.


Para a 2ª parte, o mister André David trocava Yuri por o regressado Moses. A verdade é que o Académico até recomeça bem, com Zé Pedro a finalizar com sucesso o milimétrico cruzamento de Luisinho, 1-1 aos 49min. Contudo, pouco depois, o balde de água fria cai com estrondo no fontelo, com o atípico golo Varzinista. O GR academista fiou-se no golpe de vista, e a bola, num cruzamento/remate de Tiago Alves, anichava-se na baliza do Académico, 1-2 era o resultado. Tudo acontecia. 

Os viseenses, nesta fase da partida, não estavam bem, dando mesmo a ideia de algum desnorte. O Varzim aproveitava e, podia também ter resolvido a partida, mas Rodolfo, em defesa espetacular, evita o golo que seria fatal. 

Foi mais com o coração que com a cabeça, e já com José Postiga em campo que o Académico chegaria ao empate. Insistência do avançado na esquerda do ataque, que com um cruzamento/remate em força, fez com que o defesa do Varzim fizesse autogolo. 2-2, que seria o resultado final. 

Um mal menor para a turma de André David, que face ao futebol desenvolvido – principalmente pela excelente 1ªparte – seria uma injustiça tremenda sair derrotada. Mas é o futebol, e é preciso serenar, controlar ansiedade, a qualidade está cá, e o golo vai aparecer de certeza, e será já nesta 4ªf frente ao Gil Vicente, em Barcelos.


Força Académico, sempre contigo!

4 comentários:

Anónimo disse...

A continuar assim, não vamos lá!
Não é possível que estejamos só com falta de sorte. Não, há também muita falta querer, de comer a relva, de obrigar o adversário a ter medo. A equipa é certinha demais, vai trocando a bola, vai criando algumas oportunidades, mas não marca. Só reage quando reage. Há por ali muita falta de liderança, ou estou muito enganado.
O Académico precisa urgentemente de ganhar um jogo, com autoridade, com crença ou não vamos lá. Devíamos estar com 6 pontos e temos 1.
Não estou nada confiante.

sábado, 20 agosto, 2016
Anónimo disse...

a qualidade individual e coletiva existe . os adeptos do academico que n inventem fantasmas onde eles nºao existem . Liderança , volta " shéu " bla bla bla ! Deixem esta equipa trabalhar . Nos 3 jogos efetuados não foi inferior a nenhuma equipa e merecia ter 7 pontos .

sábado, 20 agosto, 2016
Paulo Teixeira disse...

Não vi o jogo mas a avaliar pelas informações foi mais do mesmo, equipa joga benzinho e bonitinho e os outros é que marcam, 1 ponto é um ponto não é bom mas é o que se pode arranjar é que quando não se consegue ganhar ao menos não se perca pois tudo somado no final pode ser que dê para alguma coisa.
Próximo jogo é em Barcelos com um candidato assumido, um ponto já não era nada mau mas se tivermos uma pontinha de sorte que tem faltado e um pouco mais de objectividade no jogo até podemos trazer os 3 pontos.

Paulo Teixeira sócio 433

sábado, 20 agosto, 2016
Anónimo disse...

A Liga é longa e os resultados vão acabar por surgir.

Total confiança nesta equipa e no treinador.

domingo, 21 agosto, 2016