quarta-feira, junho 01, 2016

Notícia de interesse academista

Foto: record.pt

Hoje o jornal A Bola, na sua edição impressa, fala que "André David vai se apresentado amanhã". Na mesma notícia estão algumas palavras do nosso Presidente, António Albino: "só posso dizer que é meu treinador quando assinar" e "vamos apostar em promover os jovens atletas do clube e consolidar as nossas finaças para mais tarde pensarmos noutros voos."

4 comentários:

Anónimo disse...

Não sei se a notícia corresponde ou não à verdade, mas o caminho certo, para o Académico deve ser algo do género:

1-Contas totalmente em dia e equilibradas, gastando apenas o que se tem
2-O Académico ser o polo de toda a Região da Beira-Alta, onde todo o jovem talento aspire a jogar, desde as camadas jovens, até ao sonho da equipa principal
3-Independentemente do orçamento ser maior ou menor, quem vem para o Académico tem de ter a ambição de com os meios disponíveis lutar em todos os jogos pela vitória, mesmo sabendo que nem sempre vai ser possível ganhar, mas tem de haver essa cultura, jogar para tentar ganhar, nada de futebol de "ferrolho". Nunca na sua história o Académico evoluiu com esse tipo de futebol, bem pelo contrário foi falado e muito quando a equipa jogou um futebol positivo e com olhos na baliza adversária.
Não estou a referir-me a nenhum treinador em particular, pois todos eles num ou noutro momento tiveram de enveredar por um e outro caminho, mesmo que a contra-gosto.

Falo, por exemplo do malogrado Carlos Alhinho, adepto incondicional do Futebol positivo e muito ofensivo, mas na sua 2ª passagem pelo Académico teve de abdicar desse futebol e tudo correu nada bem.

Seja qual for a escolha, o que importa é começar bem, preparar tudo muito bem e a tempo, tudo mesmo, saber quem manda onde e em quê, desde os mais jovens à equipa principal.

Uma assembleia geral seria bom para um amplo debate de ideias e sugestões e para um ponto de situação.

Temos, TODOS, de ser mais eficazes na PROMOÇÃO do Académico!

Algo, muito simples: "Já imaginou Viseu, sem o Académico?"

eu não, e sei o que sofri quando o Clube colapsou e vejam o quanto sofreram os adeptos do Beira-Mar, agora a tentarem reerguer-se com uma dificuldade enorme, e o Espinho que com bancada cheia, na distrital, falha em casa a subida de divisão, no último jogo https://www.youtube.com/watch?v=QY8oidCkD_w

Jogo em direto no youtube

Nós Somos o Académico, nós caímos bem fundo e conseguimos reerguer-nos, mas temos de fazer mais, muito mais, temos de ser mais, muitos mais, temos de voltar a ser os que já fomos, temos de permitir que o jovens tenham entrada gratuita, de modo a convencerem os pais a virem ao Fontelo.

Vamos Apoiar esta Direção, Vamos Apoiar o Sr. António Albino que nos foi buscar lá bem fundo e nos colocou às portas da 1ª Divisão, aquilo que todos sonhamos, mas uma coisa de cada vez!

Sempre Académico!

Carlos Silva

quarta-feira, 01 junho, 2016
Paulo Teixeira disse...

Sé uma boa aposta ou não o tempo o dirá, para já fez um bom trabalho no GD Bragança onde levou esta equipa á fase de subida e ainda deu algum trabalho a Vizela e Fafe, é jovem pode ter um futuro promissor e que esse futuro passe pelo nosso Académico.
A ser verdade bem vindo ao melhor clube do mundo sr. André Pinto!

Paulo Teixeira sócio 433

quarta-feira, 01 junho, 2016
Leonardo disse...

O que ressalta à vista é a continuação de um discurso e de atitudes erráticas por parte de quem manda no Clube, desde há algum tempo. Há um ano, o objetivo era a luta pela subida e foi uma aposta cobrada a Ricardo Chéu na altura do seu despedimento, com o apontar dos objetivos iniciais e a posição classificativa na altura como razão da sua saída.
Entra Bruno Ribeiro, que um mês depois e sem nenhuma vitória se demite, alegando falta de condições logísticas para treinar e preparar os jogos.
Já com o barco a afundar, vem Casquilha, treinador experiente, conhecedor do campeonato, e, de forma pragmática e inteligente, conseguiu o que já muitos duvidavam, a manutenção.
Entramos em Junho, e no espaço de 6 meses anuncia-se o quarto treinador para a época que se avizinha. (Muito) jovem, formado na UTAD e com uma curtíssima e promissora carreira, entre Oliveira do Hospital e Bragança. Simultaneamente, apregoa-se que se fará uma forte aposta nas camadas jovens (há de repente qualidade nos juniores para competirem nesta Liga?).
Este curto filme mostra que o caminho se continua a fazer em zigue zagues, sem uma lógica competitiva pensada e estruturada a médio prazo para o Clube, mais parecendo que está dependente de humores súbitos e repentinos de quem manda ou influencia tal.
Por isso, teme-se que as aflições do final da época anterior possam voltar rapidamente.

quarta-feira, 01 junho, 2016
pmarq disse...

Agora só falta planear a época tardiamente, construir a equipa de trás para a frente, mas parando no meio campo e deixando as 4 posições de ataque desfalcadas, e assumir a subida de divisão sem ter plantel para isso para a receita ser perfeita...

A contratação deste treinador é um tiro no escuro. E um tiro no escuro pode correr bem, mas tem mais probabilidades de correr mal.
Oxalá tenha valor que compense a falta de experiência e juventude e que o nosso presidente tenha descoberto uma pérola.

quinta-feira, 02 junho, 2016