domingo, maio 08, 2016

CD Mafra 1-1 Ac. Viseu FC

Estádio Municipal de Mafra, 8 de maio de 2016
45ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Sérgio Piscarreta (Algarve)

Mafra: Filipe Leão, André Teixeira, João Afonso, Jules Diouf, Joel Ferreira, Kiki Ballack, Vasco Varão (Leo Tomé, 71), Kaká, Abou Touré (Jorginho, 71), Alisson e Mailó. Treinador: Jorge Paixão.

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves (c), Lameirão e Ricardo Ferreira; Mathaus, Tiago Costa e Capela (Romeu Ribeiro, 17); Moses (Yuri, 89), Tiago Borges (Bruno Loureiro, 76) e Zé Pedro. Treinador: Jorge Casquilha.

Golos: Moses 70 gp (0-1), Mailó 81 (1-1)

O Académico empatou esta tarde em Mafra. Uma vitória em casa no próximo jogo, frente ao Covilhã, dá a permanência, é esse o único resultado que fará com que o Académico não dependa de outros resultados.
Força Académico!


"Mafra e Académico de Viseu empataram este domingo a um golo em jogo da 45ª jornada da 2. ª Liga, com nenhuma das equipas a conseguir garantir a manutenção.

Num encontro marcado por muita luta e pouco futebol, os golos a serem apontados por Moses Phiri (70 minutos) e Mailó (81), um resultado que deixou tudo em aberto para a última jornada, pois os dois conjuntos somam 53 pontos e estão apenas dois acima da 'linha de água'.

Na próxima ronda, o Mafra vai jogar ao terreno do Desportivo das Aves, enquanto o Académico de Viseu recebe o Sporting da Covilhã.



A primeira parte foi de fraca qualidade, algo a que a forte ventania não foi alheia, e, durante os 45 minutos iniciais, assistiu-se a muita luta e interrupções constantes a quebrarem o ritmo da partida.

E foi o avançado Alisson a protagonizar os lances mais perigosos desta fase do embate. Aos 23 e aos 45 minutos o brasileiro do Mafra entrou na área e desferiu dois perigosos remates, mas não conseguiu bater o guarda-redes viseense Ricardo Janota.

No início da segunda parte ambos os conjuntos revelaram-se mais preocupados em não sofrer golos do que em arriscar claramente nas ações ofensivas. E o futebol continuou a ser bastante maltratado.

Mas aos 56 minutos o Académico de Viseu construiu a sua primeira hipótese para marcar. Cruzamento do lado direito e Zé Pedro saltou e cabeceou sem oposição contra o poste da baliza defendida por Filipe Leão, que já estava batido.

A insistência da equipa beirã acabou por ser premiada aos 70 minutos. O árbitro Sérgio Piscarreta considerou que André Teixeira fez falta dentro da área sobre Tiago Borges e na conversão do penálti o zambiano Moses Phiri não desperdiçou.

E quando já se desenhava a derrota, a equipa mafrense conseguiu o empate, aos 81 minutos. Bola bombeada para dentro da grande área, o lateral-esquerdo Joel Ferreira cabeceou e a bola esbarrou no peito de Mailó e entrou para dentro da baliza viseense.

Foi o mal menor num duelo muito pobre tecnicamente e em que ninguém merecia vencer."

In Record

Notas aos jogadores (atribuídas pelo Record e aceites por nós para a eleição de jogador do mês/jogador do ano): 4- Ricardo Janota, Ricardo Ferreira, Mathaus e Moses; 3 - Lameirão, Tiago Costa, Tiago Borges e Romeu Ribeiro; 2 - Tomé, Tiago Gonçalves e Zé Pedro; 1 - Capela, Bruno Loureiro e Yuri.

6 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Um empate com sabor a vitoria que nos deixa numa posicao previligiada na luta pela manutencao, jogo de muita luta onde o resultado ate se aceita faltou aquilo que nos tem faltado toda a epoca, sorte, se tivessemos um bocadinho tinhamos saido de Mafra com os 3 pontos, o vento forte que se fazia sentir prejudicou ambas equipas no primeiro tempo o Academico devia ter aproveitado mas o vento a favor na segunda parte curiosamente a jogar contra o vento mandamos uma bola ao poste e marcamos um golo num penalty indiscutivel.
A manutencao esta proxima uma vitoria domingo acaba com o sofrimento, acreditem vao ao Fontelo que o final pode ser de festa.
O meu apreco e admiracao a claque e muitos academistas que como eu sofremos debaixo de chuva, vento e frio a mais uma etapa para a manutencao, o meu obrigado tambem a equipa que no final nos veio cumprimentar, sai de Mafra com um orgulho do tamanho do mundo!
FORCA ACADEMICO, SEMPRE ACADEMICO

Paulo Teixeira socio 433

domingo, 08 maio, 2016
Anónimo disse...

Foi um bom jogo, que poderiamos ter ganho, com um pouco mais de calma depois de chegarmos à vantagem. Uma equipa em pulgas raramente tem a presença de espírito para conseguir controlar o jogo e vencer.
De qualquer maneira, o Académico está na luta! No próximo domingo vamos encher o Fontelo! Vamos jogar contra os beirões da Covilhã, já salvos da descida e por isso bem mais perigosos, porque jogam descontraídos.
Uma vitória dá-nos a permanência e é por ela que todos temos de lutar.
Domingo, cada academista só tem um destino: Fontelo!
Vamos Académico! Força! Estamos quase lá!

domingo, 08 maio, 2016
Anónimo disse...

Temos de lutar pela manutenção no domingo no Fontelo, contra os outros beirões da Covilhã. Uma vitória dá-nos a permanência, um empate ou uma derrota podem atirar-nos para baixo, porque dois dos nossos adversários vão jogar contra os despromovidos Oliveirense e Oriental.
O jogo de hoje podia ter decidido tudo, mas não foi possível porque o Mafra também está na luta.
malta academista, todos ao Fontelo! Na próxima época, Académica de Coimbra, Tondela, Covilhã e Académico de Viseu!
Vamos á luta, Academistas! Vamos festejar a permanência no Fontelo! Pede-se entrada livre para quem quiser apoiar o nosso Académico! Empresas de Viseu, vamos dar uma ajudinha e comprar a lotação do Fontelo, oferecendo ingressos?
Académico!

domingo, 08 maio, 2016
Anónimo disse...

a preparação do jogo de sábado, no Fontelo, começou, hoje, ao minuto 95, depois do excelente empate em Mafra, um candidato direto com a bancada cheia, pois os bilhetes eram a 2 euros para os adeptos do MAfra e gratuitos para estudantes e, obviamente, também para os Sócios. Par aos visitantes, o nosso caso, 5 euros, nada a dizer. Em resumo, tudo isto que escrevi foi no sentido de apelar à Direção do Académico para num esforço que percebo, que não seja fácil, mas olhando ao que está em jogo, julgo ser de o fazer, ou seja, anunciar desde já que as entradas são gratuitos em todo o Estádio, na próxima jornada do Campeonato. Precisamos de levar muita gente ao Fontelo, o record dos últimos 3 anos, nesta Liga. É agora a nossa hora, a hora de aproximar a Cidade, a Região com o Académico, e nada melhor do que um jogo decisivo contra um adversário histórico. Saímos de MAfra, só a depender de nós, algo que poucos acreditavam possível, depois do descalabro, em termos de resultado, na última jornada, saímos vivos de Mafra, perante um vendaval tremendo, um tempestade de água, durante cerca de 20 minutos da 2ª parte. Foi difícil, foi, resistimos, sim, está tudo feito, não não está, mas estamos a um passo, um passo grande, é preciso que todos tenhamos essa noção, mas com a ajuda de TODOS, e de fora das bancadas tem de vir o APOIO que hoje veio da Bancada Academista, onde a Claque esteve um vez mais, IMPECÁVEL, foram extraordinários no APOIO, debaixo de vento, sol e Chuva, sempre sempre a cantar, sempre, sempre a PUXAR pelo Académico. OS jogadores sentiram isso, perguntem-lhes se não é verdade e se não foi uma força extraordinária para suportar as adversidades de um jogo, muito, mas mesmo muito, muito, muito difícil.

Sábado, não esquecer, é Sábado, TODOS, mesmo TODOS ao Fontelo, APOIAR o Académico!.

Juntos SOMOS mais Fortes!

Carlos Silva

domingo, 08 maio, 2016
Nuno Melo disse...

Estamos sofrendo pelo Académico, direto de Belém do Pará, ouvindo a Estação Diária, mas com muita esperança na manutenção.
Acho que ao longo da época, temos tido muito pouca sorte, e também falta de competência para colocar a bola para dentro da baliza.
Mas vamos acreditar, e no próximo domingo, estaremos todos aqui em casa reunidos, e ouvindo a Estação Diária a Vitória do Académico, rumo à manutenção.
Força Académico.

segunda-feira, 09 maio, 2016
João Costa disse...

Vai ser até ao fim!!

Que na próxima semana tenhamos o Fontelo cheio de Academistas dispostos a carregar a equipa ao colo rumo ao nosso objectivo.

Excelente ambiente ontem em Mafra, com muitos Academistas a empurrarem o nosso Académico rumo a um importante ponto (pena termos perdido aquela vantagem...).

Sinto que ontem recuámos a equipa cedo demais. O Mafra aproveitou e carregou até chegar ao golo que mantém as duas formações com legítimas aspirações de ficar na II Liga!

Saudações Academistas

segunda-feira, 09 maio, 2016