domingo, abril 10, 2016

GD Chaves 2-1 Ac. Viseu "Boa exibição não foi suficiente"

Boa exibição não foi suficiente
GD Chaves 2 x 1 Ac.Viseu

O Académico saiu derrotado esta tarde no municipal de Chaves, perante o maior candidato à subida de divisão, por 2-1, com o tento viseense a ser apontado por Moses ainda na 1ªparte.



O mister Jorge Casquilha procedeu a cinco alterações em relação ao último jogo, alinharam: 

Estádio Municipal de Chaves, 10 de abril de 2016
40ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Luís Godinho (Évora)

Chaves: Paulo Ribeiro; Edu Machado, Miguel Oliveira, Diogo Coelho e Nélson Lenho; Assis (Fábio Santos, 88), Luís Silva e Diogo Cunha (João Mário, 60); Braga, Perdigão (Tozé Marreco, 60) e Sandro Lima. Treinador: Vítor Oliveira.

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Tiago Gonçalves, Bura e Ricardo Ferreira (Clayton, 83); Mathaus, Capela e Bruno Loureiro; Yuri, Moses (Tiago Borges, 62) e Forbes (Zé Pedro, 75). Treinador: Jorge Casquilha.


Golos: Sandro Lima 3 (1-0), Moses 42 (1-1), Tozé Marreco 80 (2-1)

O jogo inicia-se praticamente com o golo da equipa flaviense, logo ao minuto 3. O lance começa com perda de bola da turma viseense na zona de meio-campo, e culmina com cabeçada do ex.academista Sandro Lima, após cruzamento milimétrico de Braga. Mau começo forasteiro. Contudo, a resposta foi superior, com os pupilos de Jorge Casquilha a jogarem de igual para igual até final da partida. O Chaves na 1ª parte não incomodou mais a baliza de Janota, e foi Moses que repôs a igualdade numa bela jogada individual ainda antes do término do 1ºtempo. Antes disso, o caso do jogo. O Académico faz golo, após pontapé de canto batido por Bruno Loureiro, cabeçada de Bura para o fundo da baliza de P.Ribeiro. Contudo, o golo foi invalidado por alegada carga do nosso central (a confirmar em imagens televisivas, porque no estádio todos pensavam que este tinha sido validado) – mais um caso duvidoso esta temporada e que, infelizmente, nos leva pontos. 1-1 ao intervalo.

No 2º tempo, a toada continuou a favor da equipa do Ac.Viseu. Tiago Borges reforçava o ataque e com dois livres dos seus pés, saiu perigo junto à baliza flaviense. Contudo, o balde de água fria surgiu por Tozé Marreco, que haveria entrado no decorrer da segunda metade. Golo que surgiu ao minuto 80. O Académico ainda tentou levar perigo, e encostou mesmo o Chaves, perto do fim, em dois lances consecutivos, mas não foi possível chegar ao empate.


4ªf temos mais uma final, frente ao Sporting B, onde é imperial pontuar, o que com a atitude verificada esta tarde, acontecerá certamente. Força equipa. Uma palavra de apreço aos muitos adeptos que se deslocaram até Chaves, em especial à claque que não deixou de apoiar durante os 95min.

Força Académico!!!

2 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Este já lá vai seguem-se dois jogos onde é imprescindível ganhar e eu acredito!
Força Académico, sempre Académico!

Paulo Teixeira sócio 433

segunda-feira, 11 abril, 2016
--FD disse...

Segui o relato da Estação Diária e a sensação com que fiquei foi a de que apesar da derrota a nossa equipa lutou muito e até ao fim.

As contas da manutenção não estão fáceis, a luta ganhou novos intervenientes mas acredito que se o Académico mantiver a atitude de ontem e se o senhor do apito não for habilidoso vamos conseguir a permanência. Segue-se o Sporting B e já sabemos que contra os "grandes" (estarolas) é sempre mais difícil apitar (ontem, por exemplo, o Famalicão perdeu com o Benfica com uma grande penalidade clara que ficou por marcar).

Temos de começar a preparar os dois próximos jogos, que por sinal são no Fontelo, e temos de conseguir converter as duas jornadas em seis pontos. Há que começar a divulgar o cartaz do jogo com os preços e chamar pessoas ao Fontelo.

Força Académico!

segunda-feira, 11 abril, 2016