sábado, março 26, 2016

Leixões SC 1-1 Ac. Viseu FC

Estádio do Mar, 26 de março de 2016
36ª Jornada da Ledman LigaPro
Árbitro: Gonçalo Martins (Vila Real)

Leixões: Ricardo Moura; Abalo (Cássio, 76), Pedro Pinto, Wellington e João Pedro; Bruno China, Bruno Lamas (Rui Cardoso, 70) e André Rateira; Slim (Pedras, 16), Alemão e Ricardo Barros. Treinador: Pedro Miguel.

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tomé, Bura, Tiago Gonçalves (c) e Ricardo Ferreira; Romeu Ribeiro, Capela e Clayton; Carlos Eduardo (Yuri, int), Tiago Borges (Mathaus, 82) e Zé Pedro (Steve Ekedi, 69). Treinador: Jorge Casquilha.

Expulsão: Capela 90


Golos: Bruno Lamas 26 (1-0), Tiago Gonçalves 54 (1-1)
"O Académico de Viseu obteve, este sábado, um importante empate (1-1) em casa do Leixões, em jogo em atraso da 36.ª jornada da 2.ª Liga, com ambas as equipas a manterem as preocupações de despromoção.

De livre direto, aos 26 minutos, Bruno Lamas deu expressão ao marcador, com o Académico a repor a igualdade a abrir a segunda parte, aos 54, por intermédio de Tiago Gonçalves, num jogo que concluiu com dez homens, por expulsão de Capela, ao minuto 90.


Ultrapassados os primeiros minutos, durante os quais reinou o equilíbrio, os locais aproveitaram a confiança transmitida por Ricardo Moura na baliza, quando, num golpe de rins, evitou que o livre cobrado por Tiago Borges (20) surtisse em golo, tendo a sua equipa assumido e dominado o encontro até ao intervalo.


A supremacia matosinhense deu frutos aos 26 minutos, quando Bruno Lamas, através de um livre direto, bateu um livre direto de pé esquerdo e fez a bola entrar junto ao poste mais afastado.


O Académico acusou o golo e viu o recém-entrado Pedras (29), solto na área, perder o segundo golo, ao acertar na base do poste esquerdo, após assistência de Alemão.


A resposta dos forasteiros surgiu numa cabeçada de Zé Pedro (33), a que o guardião local correspondeu com nova defesa de reflexo. 


Do intervalo, o Académico trouxe uma atitude mais pressionante e chegou ao empate ao minuto 54, quando Tiago Gonçalves aproveitou uma bola que sobrou de um livre cobrado por Tiago Borges e, de cabeça, fez a igualdade."

In Record (foto incluída) 

Notas aos jogadores (atribuídas pelo Record e aceites por nós para a eleição de jogador do mês/jogador do ano): 3 - Ricardo Janota, Tomé, Tiago Gonçalves, Bura, Ricardo Ferreira, Romeu Ribeiro, Capela, Clayton e Tiago Borges; 2 - Zé Pedro e Yuri; 1 - Carlos Eduardo, Steve Ekedi e Mathaus.

2 comentários:

Unknown disse...

Empate que valeu 3 pontos no confronto direto com o Leixões. Depois de estar a perder ao intervalo o Académico teve no início da 2ª parte os melhores 15 minutos, talvez, mesmo da época, e com um pouco mais de sorte, sim faltou mesmo sorte, poderia, logo aí ter virado o resultado, mas logo de seguida faz o empate que tem de aceitar-se e que perante as circunstâncias foi um excelente resultado. A pergunta que se coloca é a seguinte: "Onde andava aquele futebol do Académico, praticado naqueles 15 minutos iniciais da 2ª parte, futebol rápido, com uma qualidade de passe e de drible de toda a equipa espectacular, com pormenores, a merecerem o aplauso dos adeptos do Leixões, a ficarem de boca aberta e coração nas mãos com a categoria dos nossos jogadores. MAs, como sabemos no futebol, só contam as que entram, e começa a temer-se que tanta qualidade e tanta situação de perigo na área adversária, não ia dar em golo, mas deu mesmo, e o Académico, num campo dificílimo, com um público entusiasta e com uma equipa, a do Leixões, que joga com uma alma enorme, ou seja, o empate, e o ponto conquistado tem de se considerar como positivo, ainda para mais depois da vitória de domingo.

Uma palavra para a Claque do Académico, que debaixo de chuva, apoiou, apoiou, apoiou e quando o Académico sofre o golo, aumenta o volume no APOIO à equipa. Excelente a Claque do Académico, EXCELENTE!
Eu que critiquei quando tive de o fazer, realço o comportamento exemplar de todos e o APOIO incrível, nesta altura crucial da época.
Se todos nos soubermos comportar, Sócios, Adeptos, Claque, forças de segurança, tudo vai correr bem, e assim, o futebol, pode e tem de ser encarado como uma festa.

Compete à Claque impedir que no seu seio entrem pessoas que não gostam de futebol e que apenas querem arranjar problemas a tudo e a todos. Se essas pessoas forem impedidas de se infiltraram nomeio da claque, então sim, o Académico pode contar com o vosso APOIO para o que resta da época, e todos temos de te ro seguinte LEMA:

O Académico conta com TODOS!

Juntos SOMOS mais FORTES!

Jorge Casquilha, incutiu na equipa um espírito de crença de de luta até ao fim, para além da qualidade de jogo, que só não vê, quem estiver um pouco cego.
Jorge Casquilha, desesperado queria que a equipa viesse para a frente na parte final, mas no subconsciente dos jogadores, o medo de destapar atrás era tal que o Treinador bem que falava, gesticulava, mas eles queriam, desse por onde desse pontuar e manter o Leixões atrás de nós e conseguiram!

Parabéns Académico, faltam 4 vitórias para descansar de vez todos os Academistas, vamos jogo a jogo, jogar com a categoria, a personalidade e o bom futebol apresentado em boa parte deste jogo, e a ser assim, VAMOS CONSEGUIR!

Sempre Académico!

Carlos Silva

sábado, 26 março, 2016
Paulo Teixeira disse...

Se o empate da primeira volta foi indegesto ainda por cima da maneira como aconteceu este sabe muito melhor, foi em casa do adversário directo, permitiu conservar a vantagem de 2 pontos e como diz o sr. Carlos Silva com um pouco de sorte podíamos ter trazido os 3 pontos do Estádio do Mar pois foi essa sensação que ficou uma pessoa amiga que assitiu ao jogo me transmitiu.
O Académico voltou a demonstrar grande força num estádio muito dificil e perante uma equipa que apesar de ter vindo a ser brindada pelos amigos em alguns pontos são uma equipa dificil mas como já demonstrámos esta epoca perfeitamente ao nosso alcance, por este e pelo jogo do domingo passado o futebol e o querer da equipa deixam-me um pouco mais sossegado e deixam-me mais confiante quanto ao futuro do Académico neste campeonato, próxima jornada vem aí um tubarão dos grandes mas com o querer e o futebol apresentado até agora podemos discutir com o Porto B o resultado mas isso se nos deixarem...
FORÇA ACADÉMICO, SEMPRE ACADÉMICO!

Paulo Teixeira sócio 433

domingo, 27 março, 2016