quarta-feira, março 02, 2016

Centrais academistas em constante mudança

Sabe que no sábado, na Tapadinha, os centrais do Académico foram Tiago Gonçalves e Lameirão. O que provavelmente não saberá é que foi o primeiro jogo dos dois como dupla central da defesa academista.

Ao terceiro jogo de Bruno Ribeiro, o técnico academista ainda não repetiu uma dupla de centrais, seja por lesão ou castigo. Mas esta rotação não é exclusiva do novo técnico academista pois já com Chéu acontecia o mesmo.

A época até começou estável nesse sector onde nos 5 primeiros jogos da época só foi utilizada uma dupla de centrais – Tiago Gonçalves/Bura – que foi desfeita após a derrota caseira com o Oriental (0-2). Daí para cá o máximo de jogos com a mesma dupla – neste caso Mathaus/Bura – foi de 3 jogos entre a vitória no terreno da Oliveirense (0-2) e a derrota no terreno do Sporting B (4-2), com o empate caseiro (1-1) com o Chaves pelo meio.

A dupla de centrais mais utilizada foi Tiago Gonçalves/Bura com 13 jogos onde o Académico alcançou 3 vitórias, 7 empates e 3 derrotas. Segue-se a dupla Lameirão/Bura com 5 jogos (1 vitória, 3 empates e uma derrota) e a dupla Tiago Gonçalves/Mathaus com 4 jogos (1 vitória, 1 empate e duas derrotas) tendo em conta que no jogo Académico 0-1 Portimonense esta dupla foi logo desfeita ao minuto 14 por lesão de Mathaus (entrou Bura).


Tal como a dupla Tiago Gonçalves/Lameirão também a dupla Mathaus/Lameirão só fez um jogo (Académico 1-0 Freamunde). Para além disso há ainda a referir a dupla Tiago Gonçalves/Capela que foi utilizada em Braga no empate a zero.

2 comentários:

Anónimo disse...

Esta constante mudança é uma das razões dos maus resultados desportivos desta época, sendo que com Chéu ele justificava com jogos ao Domingo e à quarta. Assim não há mecanismos de jogo e rotinas consolidadas. verifiquem que as equipas que estão no topo não muda tanto a equipa titular.

cumprimentos

Gonçalves

quarta-feira, 02 março, 2016
Paulo Teixeira disse...

Por acaso até nem foi assim tão mau, sinceramente tanto o Lameirão como o Tiago cumpriram e não complicaram.

Paulo Teixeira sócio 433

quarta-feira, 02 março, 2016