segunda-feira, fevereiro 15, 2016

Notícia de interesse academista


Foto Diário de Viseu, página do Facebook

A direção do Ac. Viseu apresentou esta segunda-feira Bruno Ribeiro como sucessor de Ricardo Chéu para treinar a equipa na 2.ª Liga.

O novo técnico chega ao clube com um contrato válido por época e meia e vai ter como adjunto o irlandês Andy Smith, antigo colega de Bruno Ribeiro como jogador no Sheffield United e que já trabalhou com o técnico no Moura, Pinhalnovense, V. Setúbal e nos búlgaros do Ludogorets, a última equipa que orientou.

Durante a apresentação, o novo treinador dos viseenses disse que não considera a chegada a Viseu "um passo atrás na carreira", adiantando que é "um treinador de projetos" e se revê no que lhe foi apresentado pelo clube beirão, onde, além de treinador da equipa sénior, vai ainda ter um papel de coordenação do futebol formação.

Tony, adjunto de Ricardo Chéu, e que orientou a equipa na partida frente ao Benfica B, vai, segundo adiantou o diretor desportivo, André Castro, "assegurar a transição e depois deixará o clube", enquanto Mikael Moreira e Tiago castro se vão manter na estrutura e integrar a equipa agora liderada por Bruno Ribeiro.

O novo treinador vai já orientar a equipa no jogo da 30.ª Jornada da 2.ª Liga, esta quarta-feira, dia 17, em Freamunde.


In Record

Outras notícias: zerozero.pt; dsport

4 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Uma das minhas preferências, acho que o Académico vai ficar a ganhar muito com este treinador e como já disse que traga uma boa dose de sorte que nos tem faltado ultimamente.

Paulo Teixeira sócio 433

segunda-feira, 15 fevereiro, 2016
José Ferreira disse...

Fico contente, porque pelos vistos o Académico tem um projeto, mesmo que esse projeto não tenha sido apresentado aos sócios.

O Senhor Presidente do Académico de Viseu disse o seguinte:

“Na quarta-feira já tínhamos fechado com o Bruno Ribeiro, infelizmente só nós sabemos as dificuldades que temos em negociar. Muito se falou em nomes, mas o segredo é a alma do negócio, muito se especulou“, admitindo que o nome de João Eusébio foi ‘usado’ para despistar os holofotes da real aposta da Direção academista.”

Especulação? O treinador João Eusébio esteve sentado ao seu lado! Afinal quem é que especulou? O senhor “usa” as pessoas?

Há coisas que só mesmo no Académico.

terça-feira, 16 fevereiro, 2016
--FD disse...

Há - muitas - coisas que não consigo entender. O mister Bruno Ribeiro já estava fechado desde quarta-feira passada e em vez de o convidarem para assistir a um jogo do Académico para se ir preparando, convidam outro treinador só para despistar? Mas se já estava fechado qual é a lógica no meio disto? A ser verdade, será que o João Eusébio sabia que estava a ser um "isco"?

Bem, força Académico!

terça-feira, 16 fevereiro, 2016
João L. disse...

As declarações do presidente do Académico são inenarráveis. Todo o enredo é delirante. De tão surreal, parece um episódio dos Monty Python.
Muito se devem rir os nossos adversários...

quarta-feira, 17 fevereiro, 2016