segunda-feira, março 24, 2014

Análise Individual: Capela - 4


Capela – 4 – Que jogo!!! Encheu o campo com a sua determinação e garra habituais. Levou a equipa para a frente vezes sem conta. Acabou a central. Nota elevada. O melhor em campo para a magia do futebol.
(foto Rui da Cruz-site zerozero)

Ricardo Janota – 3 – Quase espetador. Perfeito quando chamado a intervir.

Tomé – 4 – Mais um grande jogo do lateral direito. Com um pulmão acima da média, fez o corredor direito vezes sem conta.

Thiago Pereira – 3 – Foi o primeiro sacrificado pelo mister na luta pela vitória. Tarde com pouco trabalho.

Tiago Gonçalves – 3 – Titular pela primeira vez na era Ricardo Chéu. Esteve assertivo o capitão academista.

Ricardo Ferreira – 3 – Chamado novamente ao onze não comprometeu.

João Alves – 3 – Não foi dos seus melhores jogos. Mas mesmo assim tentou pegar na batuta perante um Beira-Mar muito bem organizado no centro do terreno.

Bruno Loureiro – 3 – Não estava a ter um jogo feliz, mas saiu dos seus pés o cruzamento para Cafú finalizar.

Luisinho – 3 – Iniciou bem a partida. Foi caindo de produção com o desenrolar do desafio.

Fausto Lourenço – 3 – Apesar de não ter sido dos seus melhores jogos, não vira a cara à luta por um minuto. Boa capacidade de sacrifício.

Cafú – 4 – Decisivo. Não rubricou uma exibição ao seu nível, mas na hora que o Fontelo precisava dele, disse presente, em cima da hora, para gaudio de todos os academistas. Obrigado Cafú.

Leonel – 3 – Entrou bem na partida como é seu hábito. É o suplente mais utilizado por Ricardo Chéu. Arma secreta? A verdade é que ontem voltou a ser peça importante para o assalto final à baliza de Rui Rego.

Zé Rui – 1 - 25min em campo pouco felizes. Faltam as suas arrancadas.

Bruno Grou – 1 – Pouco mais de 10min em campo.

3 comentários:

--FD disse...

Concordo com as notas atribuídas aos jogadores. De facto o Capela fez um grande jogo e o Tomé tem vindo a subir de forma. Deu-me a sensação que o Cafú se ressentiu de um toque que sofreu ao disputar uma bola logo nos minutos iniciais da partida. De qualquer forma, fartou-se de correr como é costume e marcou o golo da vitória.

Infelizmente concordo também com a nota do Zé Rui. Aquele que é um dos meus jogadores preferidos - e também de muitos academistas (basta ouvir os festejos das bancadas quando o Zé entra no jogo) - mas que não está a passar um bom momento. Este jogador passou de titular a suplente (tal como por exemplo o Ibraima) e imagino que não seja nada fácil a situação. Ontem foi mais uma tarde desinspirada mas eu acredito que vai conseguir dar a volta por cima e voltar às boas exibições. Vamos lá, Zé! O Académico precisa da tua magia!

segunda-feira, 24 março, 2014
Anónimo disse...

Jogo espantoso de Capela, mais um, talvez, nesta altura da época, o jogador em melhor forma em toda a 2ª Liga!

Contamos com a tua força para este final de Campeonato, onde em cada jogo vai ser necessário muita capacidade de sacríficio para se chegar à vitória.

Domingo, com o Atlético, como alguém disse e bem, vamos apelar a todas as pessoas da Região que morem em Lisboa e arredores que vão à Tapadinha apoiar o Académico!

Os Jogadores do Académico merecem todo o APOIO, pois a sua atitude em campo tem sido, na vitória (quase sempre) e na derrota (injustas na sua maioria) de uma entrega que há muitos anos não se via com esta regularidade pelas bandas do Fontelo!

Os jogos acabam e os adeptos saiam satisfeitos com a exibição produzida, algo que não é vulgar em Portugal, com o resultado é adverso, mas perante a qualidade e o empenho dos nossos jogadores, só pode ser esse o sentimento de todos, um orgulho imenso na nossa atual Equipa de Futebol.

Vamos manter a humildade de sempre e jogo a jogo vamos fazendo o nosso caminho, que se faz caminahndo!


Carlos Silva

segunda-feira, 24 março, 2014
Paulo Teixeira disse...

Capela começou bem e acaba melhor, quanto ao Zé ainda vai aparecer aí num jogo daqueles de vida ou morte, tenho esperança disso.
Podem chamar-me chato mas mais uma vez apelo a todos beirões aqui da capital, por favor domingo só há um caminho, Alcântara, Tapadinha!

terça-feira, 25 março, 2014