domingo, dezembro 01, 2013

Leixões SC 0 x 0 Ac.Viseu FC

O Académico de Viseu conquistou um ponto importante em Matosinhos, no terreno do Leixões. 0-0 foi o resultado final.

Jogo no Estádio do Mar, em Matosinhos

Leixões-Académico de Viseu, 0-0

- Leixões: Jorge Batista, Oto'o, Zé Pedro, Materazzi, João Pedro, Anderson, Ruben Saldanha (Rui Cardoso, 89), Cadinha, Rui Coentrão (Fabio Zola, 64), Anderson Grafite (Pedras, 70) e Mailo

Suplentes: Chastre, Nuno Silva, Novais, Pedras, Fábio Zola, Pedro Tavares e Rui Cardoso

Treinador: Pedro Correia

- Académico de Viseu: Ricardo Janota, Tiago Rosa, Tiago Gonçalves, Cláudio, Marco Lança, Ibraima, João Martins, Bruno Loureiro, Luisinho (Lourenço, 84), José Rui (Leonel, 79) e Cafu (Ouattara, 71)

Suplentes: Hélder Godinho, Leonel, Diogo Alves, Ouattara, Tomé, Lourenço e João Alves

Treinador: Filipe Moreira

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco)

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Zé Pedro (32), Anderson (36), Anderson Grafite (40), Ibraima (50), Bruno Loureiro (55), João Pedro (60), Tiago Rosa (60) e João Martins (90+2)

Assistência: cerca de 650 espetadores.


Hoje foi dia de mais um teste importante para o Académico, ainda por cima depois da tantas notícias nos últimos dias que poderiam (poderao) trazer alguma instabilidade. 
Mas em campo nada se notou, a equipa jogou unida e solidária, muito bem a nível defensivo. Ofensivamente, nao "meteu" muito medo ao Leixões, tirando uma defesa de Jorge Baptista.
Bem, mas começando pelo início, o Académico entrou sem medo, e equilibrar logo as operações no meio campo e tirando espaços ao Leixões.
É certo que este Leixões tem muitos jogadores sem experiencia de II liga e vários seniores de 1º ano. Tem um dos orçamentos mais baixos, a par do Académico.
Mas a classificação diz bem da competitividade da equipa.
Voltando ao terreno, o primeiro lance de perigo até surgiu aos 10 minutos por Luisinho, que após centro da esquerda apareceu na área sozinho com o Guarde Redes e quase penteava a bola para golo. Faltaram 5 centímetros de altura ao nosso nº 7.
O Académico apresentava uma defesa muito combativa e sempre a tirar as bolas aos leixonenses. A lançar o ataque, Zé Rui e Luisinho nas alas deram velocidade mas faltava o´último passe para criar ocasiões.
E por isso nos primeiros 30 minutos, o Académico beneficiou de vários cantos.
A primeira parte desenrolou-se num ritmo morno e sem mais notas de destaque.

A 2ª parte foi mais "viva".
O Leixões criou bastante perigo nas bolas paradas. Primeiro num livre direto fora da área, sobre o lado direito, em que Cadinha envia a bola teleguiada rasteira para o poste mais distante e quando ja se gritava golo, surge a grande defesa do nosso GR Janota.
Na sequência do canto, surge um cabeceamento de um jogador da casa um pouco por cima. Ficou o aviso.
Luisinho na direita começou a furar várias vezes e a ir à linha, mas depois na área faltava acompanhamento.
No entanto, pouco depois surge a grande ocasião do Académico. Envolvimento no meio campo do Académico, e surge Cafú de trás, faz uma arrancada muito forte, leva a bola, entra na área e remata, sendo a bola tirada praticamente em cima da linha. Foi a grande oportunidade e com um pouco de azar nao ficou 0-1.
Cafú fez um pique tão veloz que se ressentiu e teve que sair para a entrada de Ouattara, aos 25 min da 2ª parte.
Entretanto, surge mais perigo para a baliza de Jorge Baptista, com um livre de João Martins, Ouattara toca na meia lua para a zona de penalty e Cláudio quase que toca para golo. Mas o Guarda redes antecipou-se.
O fim aproximava-se a o Leixões parecia algo cansado, mas o Académico tambem começou a pensar no ponto.
E por isso, até ao fim houve apenas mais duas oportunidades para a equipa "do mar". Num livre igual ao anteriormente referido, desta vez Cadinha atira pelo ar para o outro lado mas RIcardo Janota defende bem.

E praticamente a acabar, o numero 8 do Leixões surge na entrada da área, sobre o lado direito, remata com força e o Guarda Redes academista defende com os punhos para a frente.
Sem dúvida uma exibição segura (mais uma) de Janota, que parece estar em grande forma.
E pronto, após 5 minutos de descontos sem nada de relevante, acabou o jogo.
Palavra para os adeptos do Académico, entre uns 10/12 da claque e outros tantos "à civil" que no final tiveram e bem o agradecimento da equipa.
Esperam-se agora as cenas dos próximos capítulos sobre a questão do treinador...
Próximo jogo é no Fontelo é contra o 1º classificado, o Portimonense.
Nos próximos 4 jogos temos 3 em casa, há que aproveitar esse fator para consolidar a distância para os últimos e tentar diminuir a diferença para o meio da tabela, que começa a ficar longe.

13 comentários:

Anónimo disse...

Campeonato Nacional da 2ª Liga
18ª Jornada, 1 de dezembro de 2013 – Estádio de Mar - Matosinhos
Leixões - 0; Ac. Viseu – 0

Ac. Viseu:
Tiago Janota na Baliza,
Marco Lança, Tiago Gonçalves, Cláudio, Tiago Rosa,
Bruno Loureiro, João Martins, Ibraima;
Luisinho, Zé Rui e Cafú.
Entraram na 2ª parte Ouatara, Leonel e Lourenço para os lugares de Cafu, Zé Rui e Luisinho

Treinador: Filipe Moreira


Bom resultado, exibição segura, com uma pitada de sorte, tínhamos obtido uma vitória, mas o resultado é justo.
O Académico apresentou-se de início com a equipa que venceu o Penafiel e nesse jogo a tónica foi a segurança em termos táticos da nossa equipa. Hoje, a jogar fora, o Académico surpreendeu o Leixões, pois estes viram-se sem espaço para criar lances de perigo. O Académico posicionou-se em campo de modo a não dar oportunidade ao adversário de criar lances de perigo, e o Leixões não conseguiu sair dessa teia. Em toda a 1ª parte, jogo, portanto de grande equilíbrio, com o zero-zero a ajustar-se perfeitamente.
Na 2ª parte o Leixões não conseguiu mudar a toada do jogo, e o Académico nas raras ocasiões em que conseguia sair em velocidade levava algum perigo à baliza adversária. Num desses lances, já perto do fim do jogo, numa excelente jogada de contra-ataque rápido podíamos ter chegado ao golo, mas o nosso jogador na pequena área é estorvado e enão consegue atirar para golo. No estádio ficou a sensação de que poderia ter sido penalti a nosso favor, no entanto na posição em que me encontro, (longe, muito longe, pois da bancada ao relvado é uma distância enorrrrrme!) não consigo ter a certeza do lance. Mas, é verdade, já vi marcar penaltis, por menos, muito menos, ainda ontem em Coimbra!
Esse foi o lance que nos podia ter dado a felicidade total e que a acontecer não escandalizaria, no entanto, numa análise fria, o empate é o resultado certo.
Em termos defensivos a nossa equipa merece nota 10 em 10, com Ricardo Janota perfeito e com 2 a 3 intervenções de excelente nível. Cláudio e Tiago, os Centrais, sem uma falha, os laterais Tiago Rosa e Marco Lança perfeitos a defender. O meio-campo muito bem na ajuda defensiva.
Obviamente que uma equipa que defende com esta perfeição tem de ter algumas dificuldades em termos ofensivos, pois é a “estória” da manta curta. No, entanto, e falo em especial para quem não viu o jogo, podem ficar tranquilos que o Académico defende bem sim, muito bem, mas não se deixou massacrar, como acontecia no início da época em que a equipa estava em construção. Agora o Académico tem presença e sempre que pode, procura uma ida lá em frente e cada vez com mais critério e com possibilidades de vir a melhorar e a criar mais lances de verdadeiro perigo na área adversária.
Gostei da postura da nossa equipa, pois depois do resultado da Trofa, o tal que não podia acontecer e que a todos deixou em polvorosa, a equipa e o seu treinador reagiram com 2 exibições seguríssimas contra 2 equipas que andam por cá há muitos anos e contra as quais conseguimos 2 bons resultados.

(Continua)
Carlos Silva

domingo, 01 dezembro, 2013
Anónimo disse...

(Continuação)

Eu analiso as coisas desta forma:
Até à 10º jornada fomos uma equipa à procura do nosso lugar neste campeonato. Tudo era novo para nós e com o pouco tempo de preparação que houve, só um milagre nos poderia colocar a ganhar jogos contra adversário tão experimentes. Contudo, nesses 10 jogos, com todas as nossas limitações houve resultados que nos forma adversos de forma injusta, no entanto claramente a nossa equipa ainda era muito pouco competitiva.
Há 10º jornada tínhamos 6 pontos, portanto, ou seja um péssimo arranque, (previsível), em termos pontuais e em vários jogos, também exibicionais.
A 11ª jornada era para mim a jornada do fim de “todas as desculpas” e a partir daí escrevi-o na altura, não agora, o Académico teria de começar a somar pontos que se vissem, e 8 jornadas decorridas, o Académico somou 11 pontos, o que dá quase a aceitável média de 1,5 pontos por jornada, algo que se fosse conseguido na época toda, daria 60 pontos no final do Campeonato o que daria, qualquer coisa como um lugar no 1º terço da tabela.
Onde quero chegar com esta conversa toda? A equipa tem vindo a evoluir em termos exibicionais e em termos de resultados e temos razões para acreditar que tal pode continuar e por isso se todos nos concentrarmos, apenas e só em AJUDAR a equipa cumprindo o nosso fácil, mas importante, papel de adeptos no APOIO à equipa, todos juntos, Jogadores, Treinador, Direção, podemos crescer levando o Académico a uma patamar competitivo cada vez mais elevado.
Ainda não jogamos o futebol que todos queremos ver, em especial ao longo de todo o jogo, mas há que convir que em termos de solidez defensiva poucas equipas são superior à nossa nesta 2ª Liga.
Excelente a Claque do Académico na forma como apoiou a equipa, num Estádio com uma massa adepta do Leixões de grande categoria, em bom número e com um excelente apoio à sua equipa, em particular a sua Claque, muito bem!
O Estádio em si, tem um falha grande para quem gosta de ver o futebol, próximo do campo, a bancada dista quase 30 metros da linha lateral, é um exagero, quase que se precisa de binóculos para ver o jogo, não tem jeito!
Boa arbitragem de Carlos Xistra, embora aquele lance final, se foi mesmo penalti a nosso favor, manchou e de que maneira a sua atuação e retirou-nos a possibilidade de vitória, mas não tenho a certeza se foi grande penalidade. Há que aguardar pelas imagens, se as houver.
Talvez tenha exagerado na amostragem de 2 ou 3 amarelos a uma e outra equipas.
Sábado, todos ao Fontelo apoiar com a nossa presença o nosso Académico, repito é no Sábado às 15Horas, Académico, Portimonense!

Sé Sócio e Traz um amigo!

Força Académico,

Carlos Silva

domingo, 01 dezembro, 2013
562 disse...

O ambiente normal do estádio do Mar, onde estiveram bem mais do que 650 pessoas. Arrisco umas 3000, pois o estádio estava bem composto. O Académico entrou no seu esquema habitual e terminou no seu esquema habitual. Deste jogo retira-se a evidência de que o plantel é muito bom e só não dá mais por causa do treinador, que é ultra-conservador e não arrisca um milímetro que seja. Com uma defesa muito boa, um meio campo que estava a controlar os acontecimentos, e perante um Leixões muito macio, impunha-se que o Académico explorasse o ataque mas, todavia, manteve-se estanque no seu inóquo 4-3-3. Há um pormenor que deve pôr toda a gente a pensar: o Académico fez UM remate à baliza, UM, apenas! houve algumas incursões interessantes mas, se o Cafu vem ao meio campo segurar a bola, obviamente que não vai estar no lugar de ponta-de-lança para finalizar... E isto aconteceu algumas vezes, com boas jogadas a meio-campo que acabavam sempre com cruzamentos para o espaço vazio... Outra evidência a retirar é o facto de o Ricardo Janota ser um grande GR. Fez boas defesas, e a ele se deve o facto de termos saído com um ponto de Matosinhos.
O CAF não ganhou porque jogou para não perder, como faz sempre que joga fora. Temos bons jogadores e há que avançar um nível o quanto antes, porque assim não vamos lá. O Académico não entusiasma. E há muita mão-de-obra para isso. Basta usá-la convenientemente.

Pelo meio do jogo, poderia ter sido marcado um penalti a favor do académico, quando, numa bola enrolada quase sobre a linha de golo, o defesa do Leixões tê-la-á amparado com o braço. Outro pormenor que não sei se mais alguém se apercebeu foi o seguinte: numa falta a meio-campo sobre um jogador do Leixões, o árbitro equivocou-se ao dar amarelo ao Tiago Rosa. Quem cometeu a falta foi o Bruno Loureiro e, a ver o amarelo, viria para a rua. A sorte foi que o árbitro retardou o amarelo, pois, antes disso, admoestou um jogador do Leixões por palavras.
Em suma, jogo absolutamente controlado pelo meio-campo e pela defesa do Académico (que não se mexa na dupla Tiago Gonçalves - Cláudio, por favor), tendo ficado a faltar o ataque. Caro FM, se ainda houver uma próxima para si, procure não se esquecer deste capítulo importante: o ataque. Hoje só marcaríamos através de auto-golo.

domingo, 01 dezembro, 2013
Paulo Teixeira disse...

Ponto a ponto vamos conseguindo fugir do lugar incomodo, não esquecer que ganhámos pontos a 4 equipas, Trofense, Santa Clara, Oliveirense e Altético, não vi o jogo mas pelo que ouvi e li mais uma vez vem dar razão aquilo que digo, o mal do Académico não é o treinador, arranjem um bom ponta de lança, introduzam-no neste esquema da equipa e depois digam-me qualquer coisa, perante o jogo de hoje com um homem golo teriamos ganho á vontade.
FM não é o melhor treinador do mundo, mas tambem não é o pior, simplesmente parece que há pessoas que queriam subir já este ano á Primeira Liga, confesso que tambem gostava mas não é com este plantel e se fosse garanto que seria um desastre a próxima epoca, as coisas têm de ser feitas com calma porque senão acontece aquilo que aconteceu em 88, tinhamos uma grande equipa mas era para a segunda divisão quando chegou a hora de ir para a primeira fomos e cometemos vários erros e deu naquilo que deu.
Sei que esta direção vai por o nosso Académico na Primeira, confio no seu trabalho, agora com a equipa que temos e desculpem-me alguma falta de ambição o nosso campeonato é ficar entre o 8º e 12º e estamos a 8 pontos deste patamar por isso o objectivo da epoca esta a ser concretizado até agora, mais ainda em 18 jogos temos 17 pontos o que indica que temos 1 ponto de deficite, podemos ficar positivo na próxima jornada caso vençamos o Portimonense que acredito piamente que vai cair no Fontelo.

ACADEMICO DE VISEU PROVAVELMENTE O MELHOR CLUBE DO MUNDO.

Paulo Teixeira sócio 752 a ver jogos do Académico desde 82.

domingo, 01 dezembro, 2013
Anónimo disse...

Subscrevo praticamente tudo o que disse o Sr Paulo Teixeira. (Leitura perfeita do actual nosso Academico) Resumindo e recalcando um pouco sobre o mesmo assunto. Arranjem UM BOM PONTA DE LANÇA para jogar ao lado Cafu. E vao ver o Academico dara um salto qualitativamente de certeza. Porque infelizmente ,ofensivamente somos um ZERO neste momento. ( Ze Rui e Luisinho fora rendem muito pouco .....em casa assim assim ,alguns Raides alguns cruzamentos em suma e muito pouco ......).So Cafu e muito pouco....... Defendemos razoavelmente Bem mas atacamos sem perigo e objetividade aparente.........E obvio que os processos ofensivos sao mais demorados mas ja tinhamos tempo suficiente para mostrar algo mais........do que isto que temos feito. Nomeadamente Fora de portas .............Agora 1 ponto e 1 ponto .E na 2a Liga vale «Ouro»...........

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
jose pereira disse...

é verdade que a equipe começa a fazer-nos felizes, os resultados são apreciáveis ​​neste momento.
na verdade, um segundo atacante, um matador e tenho certeza que os resultados seriam mais positivos.
Há da Reserva do benfica jogadores que nunca jogaram (carlos martins, sancidivo silva, Yannick Djalo ............).
seria bom ter esses jogadores como empréstimos mons até o final do campeonato
sempre podemos sonhar, nós amamos nosso academico .......
Académico de Viseu melhor clube. Em breve, vamos falar sobre nós ......

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
--FD disse...

Força equipa!

Apesar de não termos conseguido os três pontos o ponto alcançado foi positivo pois conseguimos aumentar a vantagem relativamente ao último classificado.

Há agora que dar tranquilidade à equipa para que esta consiga preparar convenientemente o jogo contra o primeiro classificado. Não há resultados impossíveis, ainda para mais na Segunda Liga, que é de longe o campeonato mais competitivo do país, e por isso acredito na nossa vitória. Pelos meus cálculos não podemos contar com o João Martins (que tem estado em grande forma) pois contra o Leixões viu o quinto amarelo... Alguém confirma? O mapa de castigos só deve sair na próxima quinta-feira...

Força Académico de Viseu!
EU ACREDITO!

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
A MAGIA DO FUTEBOL disse...

Sinceramente não fazemos a contagem dos amarelos mas no link que disponibilizamos no fim deste comentário diz que são 4.

http://www.foradejogo.net/player.php?player=198806300001

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
--FD disse...

Obrigado.

Vi agora o site da Liga e estão mesmo atribuídos 5 cartões amarelos ao João Martins (Farense, União, Atlético, Trofense e Leixões). No foradejogo não mostra o cartão contra o Farense. É aguardar pelo comunicado com o mapa de castigos.

Força Académico!

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
Anónimo disse...

Quem muito defende, depois para atacar a disponibilidade já nao e a mesma, e quando o académico joga fora de casa, joga sempre com um bloco baixo onde so sai praticamente em contra ataques, e raides pelas alas, o ataque tem pouco Apolo do meio campo e como e obvio os nossos atacantes, nao podem fazer tudo sozinhos, mas pelas equipas que tenho visto, não ha jogadores melhores para aquela posição nesta 2 liga, vejo sim semelhantes!! Ha que jogar de maneira diferente fora de portas, aí possivelmente, marcaremos mais golos!

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
562 disse...

Diogo Alves e Bruno Grou valeram, cada um, mais de 15 golos na época anterior. Há mão-de-obra dentro de portas. O problema é que o sistema utilizado não contempla o ataque. Todavia, acho que o Diogo Alves não engana. É bom e acrescentaria muito mais à equipa do que o Cafu. Fraco líder faz fraca a forte gente.

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
Anónimo disse...

Um ponto no estádio do Mar, não é de facto um mau resultado. Contudo, a atitude da equipa fora de casa, não é a que mais me agrada. E a estatística espelha isso mesmo, ao mostrar que somos a única equipa a não ter qualquer vitória fora de portas.

Mas o que queria mesmo perguntar é onde se baseia o redactor da crónica, para afirmar que temos um dos mais baixos orçamentos da II Liga?

Devo dizer que não tenho dados, quer da nossa equipa quer dos rivais, mas acho estranho, uma equipa que foi buscar Godinho, Janota, Cláudio, J. Alves ou Cafu, ter um orçamento assim tão curto. Isto para não falar nas restantes contratações, e nos que contratados e "transitados", já foram dispensados.

Miguel

segunda-feira, 02 dezembro, 2013
--FD disse...

Tal como eu previa o João Martins tem de cumprir um jogo de castigo. Está aqui no comunicado da LPFP http://www.ligaportugal.pt/media/11228/comunicado-oficial-194.pdf - página 20 de 24. Vai estar, portanto, ausente uma peça importante do Académico. Será que o mister vai por o João Alves no seu lugar?

quinta-feira, 05 dezembro, 2013