quarta-feira, novembro 27, 2013

Ac.Viseu FC 1 x 0 FC Penafiel

Estádio do Fontelo, 27 de novembro de 2013
17ª Jornada da Liga 2 Cabovisão
Árbitro: Ricardo Moreira (Vila Real)

Ac. Viseu: Ricardo Janota; Tiago Rosa, Tiago Gonçalves, Cláudio e Marco Lança; Ibraima, Bruno Loureiro e João Martins; Luisinho (Leonel, 86), Zé Rui (Lourenço, 90) e Cafú (Ouattara, 82). Treinador: Filipe Moreira.

Penafiel: Coelho; Dani, Fábio Ervões, Pedro Ribeiro e Pedro Santos (Elísio, 7); Ferreira, Gabi e André Fontes; Ivan Santos (Guedes, int), Aldair (Paulo Roberto, 73) e Rafael Silva. Treinador: Miguel Leal.

Golo: Bruno Loureiro 51 (1-0)

Esta tarde no Fontelo venceu a única equipa que fez por merecer os 3 pontos, o Académico de Viseu.

Foi a nossa equipa aquela que melhor entrou em jogo, mostrando querer de facto vencer o jogo. Do outro lado estava o Penafiel, que me desculpem os seus adeptos, mas que não mostrou o porquê de ser o terceiro classificado da Liga 2 Cabovisão. O Penafiel, na primeira parte, foi uma equipa demasiado fechada, sempre atrás da linha da bola, e esperando que um contra ataque pudesse funcionar. Nunca funcionou.

Por sua vez o Académico, com as peças bem distribuídas pelo terreno, foi dono e senhor do jogo, tentando sempre desenrolar a teia defensiva dos penafidelenses. Mas não foi fácil. Ao minuto 13, após um canto marcado por João Martins, Cafú esteve quase a marcar. A jogada foi toda idêntica ao primeiro golo academista com o Atlético mas desta vez o ponta de lança academista atirou por cima. Zé Rui, aos 43 minutos, também esteve perto de marcar mas o seu remate passou rente ao poste esquerdo de Coelho. O Penafiel teve apenas um remate, por Ivan Santos, mas muito ao lado.

Ao intervalo zero a zero. Disse a um dos nossos leitores, que estava perto de mim na bancada, que “assinaria” se me dissessem que empataríamos. Ele disse que não, que empatar era curto. Não foi por falta de ambição que disse o que disse, mas sim porque estava perfeitamente convicto que aquele Penafiel tinha que jogar mais, que iriam jogar mais na segunda parte.

Ao intervalo Miguel Leal mexeu na equipa e os primeiros 5 minutos foram seus. Empurraram o Académico para o seu meio campo e parecia de facto que teríamos um novo Penafiel na segunda parte.

Foi sol de pouca dura. Aos 51 minutos Zé Rui e Luisinho combinam bem com o 7 academista a ajeitar a bola para Bruno Loureiro que não perdoou. Golo do Académico o primeiro de BL 23 na presente época!

A partir daí o Penafiel acabou. Teve mais bola, é certo, mas nunca foi capaz de ligar uma jogada com princípio, meio e fim. Usou, e abusou, do futebol direto e aí toda a defesa academista se sentiu como peixe na água.

A partir de certa altura pedia-se na bancada que FM refrescasse a equipa. O treinador academista na minha opinião esteve bem. Não fazia sentido mudar nada quando a equipa se mostrava completamente segura de si. Mexeu já depois do minuto 80, mas pedir a Ouattara que faça o mesmo que Cafú não me pareceu correto. Emendou isso com a entrada de Leonel a de Lourenço e a equipa nunca pareceu em dificuldades para segurar o resultado.

O Penafiel em termos atacantes foi uma nulidade e foi sempre o Académico a estar mais perto do 2-0. João Martins e Luisinho combinaram bem, mas o cruzamento do extremo academista não saiu da forma correta para Cafú. Leonel, frente a Coelho, também falhou o segundo golo academista (boa defesa).

Ainda bem que o meu colega de bancada não deixou que eu assinasse o empate. Boa vitória do Académico que pede um bom resultado no terreno do Leixões para que as nuvens negras não voltem de novo ao Fontelo!


José Carlos Ferreira, sócio 325 do Académico de Viseu Futebol Clube

12 comentários:

Anónimo disse...

ENORMESS!!!!

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

Campeonato Nacional da 2ª Liga
17ª Jornada, 27 de novembro de 2013 – Estádio do Fontelo - Viseu
Ac. Viseu-1 ; Penafiel – 0

Tiago Janota na Baliza,
Marco Lança, Tiago Gonçalves, Cláudio, Tiago Rosa,
Bruno Loureiro, João Martins, Ibraima;
Luisinho, Zé Rui e Cafú.
Entrou ainda na 1ª parte Luisinho para o lugar de Bruno Loureiro
Entraram na 2ª parte Ouatara, Leonel e Lourenço para os lugares de Cafu, Zé Rui e Luisinho

Treinador: Filipe Moreira


Vitória muito preciosa, 3 pontos magníficos, resultado justo contra um adversário muito poderoso, especialmente em termos defensivos, pois trata-se, apenas e só, da melhor defesa do campeonato, tendo sofrido até ao jogo de hoje, em 15 jogos apenas 5 golos, espantoso!
O Académico depois do péssimo resultado do último jogo, onde foi sujeito a um desgate tremendo em especial na 2ª parte, onde tudo fez para virar o resultado, mas com o anti-jogo permanente dos jogadores do Trofense (ficaram caídos no chão, contei pelo menos umas 7 vezes, só na 2ª parte) e com a também pouco esclarecida exibição da nossa equipa (embora merecesse outro resultado, no mínimo dos mínimos o empate, pois o Trofesnse jogo “ZERO”), ao contrário do que sucedeu hoje, onde a nossa exibição foi segura, serena e eficaz.
Hoje, contra um dos principais candidatos à subida, à 1ª divisão, olhando para os pontos, o Académico entrou bem, teve a atitude certa, não consegui é verdade muitas situações de golo, como aconteceu por exemplo com o Atlético, mas este Penafiel defende muito bem, por vezes, mesmo com 2 e 3 autocarros, mas defende bem, muito bem. As suas saídas para o ataque são pouco frequentes mas quando o fazem, é de forma rápida e decidida e com muito sentido. No entanto, hoje, apanharam pela frente um Académico, à semelhança dos últimos jogos, impecável em termos defensivos, e em todo o jogo, o Penafiel não conseguiu criar meia-oportunidade de golo, que me lembre.
Na 1ª parte o espaço faltou e o Académico, a única equipa a tentar chegar lá à frente não criou muitas situações para golo pelo que o empate teria que se aceitar ao intervalo.
Na 2ª parte o Académico entrou muito bem, com atitude e numa boa jogada de toda a equipa com muitos homens na área, acaba por chegar ao golo, por Bruno Loureiro, grande exibição do Bruno coroada com um decisivo e espectacular golo.
O mais difícil estava feito, pois perante um adversário que não está habituado a ver-se em situação de desvantagem, o golo foi o melhor que podia ter acontecido à nossa equipa, naquela altura do jogo, início da 2ª parte. O Penafiel, algo atormentado pelo golo sofrido, não mudou muito a sua forma de jogar, embora tivesse arriscado um pouco mais. O Académico acaba por criar mais 2 ou 3 claras oportunidades de golo, isto porque de algum modo o Penafiel teve que abrir o seu sector mais recuado.
Pena não termos concretizado pelo menos uma dessas oportunidades para dar a todos a merecida tranquilidade.
Se na Trofa o resultado foi inaceitável, pois o Trofense joga “ZERO”, hoje uma vitória teria um sabor especial, pois afastar-nos-ia do lugar que de forma alguma merecíamos estar e a todos daria a confiança que estava a faltar.
Foi uma vitória justa, INDISCUTÍVEL, e em meu entender escassa para as oportunidades criadas por uma e outra equipa: Penafiel: 0 oportunidades, Académico, 3 a 4 claras oportunidades de golo.

(continua)

Carlos Silva

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

(Continuação)

Esta 2ª Liga é de uma competitividade tal que o 1º pode ganhar ao último em casa ou fora, mas do jogos que vi e vi praticamente todos, não encontrei, a partir do momento em que a nossa equipa estabilizou ninguém a jogar mais do que nós, com mais atitude do que nós, ou a merecer mais do que nós ganhar os jogos. O único jogo em que notei que nos últimos 20 minutos fomos inferiores e por isso perdemos com um golo de outro mundo, foi contra o Porto B, de resto em todos os restantes jogos, se fizermos uma análise fria o que nos faltou foi marcar, pois a qualidade do nosso jogo, em nada foi inferior ao dos adversários, mesmo que repito, não tenhamos jogado bem, em alguns desses jogos, mas o adversário tb não jogou melhor.
Há 3 jogos que de forma alguma se aceita a derrota, Covilhã (equipa muito fraca, apenas com Forbes a destacar-se e aí jogámos muito mal), Aveiro onde massacrámos na 2ª parte, mas não conseguimos marcar e Trofa, onde igualmente jogámos sozinhos na 2ª parte, mas igualmente nada saiu bem.

Algumas considerações extra-jogo:
O Académico há poucos anos colapsou e caiu nos distritais. O Sr. António Albino, o Sr. Cabido e outros resgataram o Clube das profundezas da desgraça e com vários revezes pelo caminho conseguiram e, menos de uma década levar o Clube a um patamar que muitos julgavam perdido para sempre. O mais difícil foi conseguido e está conseguido. OP caminho não acaba aqui mas é preciso estar ciente do que já se fez e do que falta fazer.
Estamos na 2ª Liga, temos um plantel de fazer inveja a muitas equipas que estão nos 1º lugares, temos um Treinador que tem muitos anos de futebol, já viveu muitas situações, já cometeu muitos erros no passado e já aprendeu com esses erros. Estamos, todos, Jogadores, Treinador, Direção, Sócios e Adeptos a fazer um caminho que não é fácil, mas se todos tivermos a mesma atitude que os JOGADORES do Académico colocaram, hoje, em campo, vamos conseguir os nossos objectivos e vamos consolidando uma posição do Académico num patamar mais alto do futebol, Nacional.
Não vamos crer passar da 3ª Divisão para a Liga dos Campeões em 2 anos, pois isso leva ao desastre, vamos sim valorizar cada vitória obtida, cada 3 pontos conseguidos e cada degrau subido na tabela.
Estamos a 6 pontos, 2 vitórias , portanto, do meio da tabela, que é o patamar que merecemos, no mínimo, com a qualidade do nosso jogo, o empenho dos nossos jogadores e a atitude do nosso Treinador, que não é homem de desistir, mas também não é homem de estar “agarrado” ao lugar como muitos injustamente atiram par ao ar. Filipe Moreira é um homem sério e a partir do momento que visse que não conseguia cumprir os objectivos da equipa, da Direção do Clube, seria certamente o primeiro a colocar o seu lugar à disposição.
Pelo que tenho visto, repito, quase todos os jogos, não vi equipas a jogar melhor futebol do que a nossa, nem vi, no Banco Treinadores a saberem mais e fazerem melhor do que o nosso. Isto não significa que Filipe Moreira não tenha cometido erros, nada disso, cometeu vários, mas isso faz parte da aprendizagem que todos, repito, estamos a fazer deste patamar competitivo que tão rapidamente atingimos e onde temos de consolidar a nossa posição, para sim, atacarmos outro patamar, sim, o sonho de todos os Academistas, a 1ª Liga, mas uma coisa de cada vez.
Hoje conseguimos um resultado importantíssimo e temos 4 dias para preparar bem o próximo jogo, onde acredito que um bom resultado vai acontecer.
Sou um adepto da liberdade de expressão e por isso nada tenho a dizer, embora discordando em absoluto, em relação ao cartaz colocado por alguns descontentes jovens adeptos. Percebo que o resultado da última jornada a todos tenha deixado tristes, mas se calhar não viram o jogo, pois se o tivessem visto, certamente tinham percebido que foi um acaso aquela derrota.
A melhor forma de ajudarmos o Clube, é em minha opinião apoiar quem está, e julgo que cartazes como aquele que se viu hoje no Fontelo não ajudam na caminhada que todos temos de fazer.


Nós Somos o Académico!

Carlos Silva

(continua)

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

(Continuação 2)

Muito bem, sim, a Claque do Académico, hoje e na Trofa, onde apoio incessantemente a Equipa, os seus Jogadores e o seu Treinador. Para eles o meu obrigado e certamente a próxima vitória a eles será dedicada por todos, Jogadores e Treinador.

A Todos peço o seguinte, não julguem que há soluções mágicas para resolver seja que problema for. A única forma de o fazer é responder com trabalho, atitude e a crença de que os resultados acabarão por aparecer, como hoje, aconteceu.

Arbitragem excelente, em todos os capítulos, com uma total colaboração dos jogadores de ambas as equipas que não levantaram o mínimo problema.

Nós Somos o Académico!

Carlos Silva


NOTA:
Temos de apelar por todos os meios a que mais e mais pessoas venham ao Fontelo, pois há lugar para todos, o nosso Estádio é muito grande!

Vamos em cima desta vitória, pois são as vitórias que chamam os adeptos fazer uma campanha de angariação de Sócios, por exemplo, ou dar um convite na compra de um bilhete para o próximo jogo, ou dar um cartão de convite para quem se associar e pagar logo as cotas de um ano, por exemplo, são apenas algumas ideias para que mais e mais pessoas se juntam a nós e juntos possamos ser a grande Família ACADEMISTA. Em Coimbra mostrámos o que significa ser do Académico! No Fontelo temos de voltar a ter o ambiente que ganhava jogos, pois era mais do que o 12º jogador. No ano em que o Sporting foi campeão, década de 80, ganhou 10 jogos em casa, o Académico ganhou 9! O Fontelo intimidava quem nos visitava, tal a moldura humana que o compunha, 10, 15, 20, 30 mil pessoas!



Nós Somos o Académico!



Sê Sócio e traz um amigo!


Força Académico!
Carlos Silva

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

IMPORTANTÍSSIMO!
Onde estaria o nosso Académico se ganhasse os jogos que DEVIA ganhar?
Onde estava o nosso Académico se tivesse um técnico que soubesse o que anda a fazer?
Demos um pulo de gigante, o pior é que se for preciso voltamos à mesma m... já no próximo jogo.
O Académico não ficou bom só por este resultado é preciso continuar com os bons resultados e isso eu duvido com esta equipa t+ecnica, mas enfim, estou a fazer força!
Académico, Académico, Académico

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

Saúdo as obras que estão a ser efetuadas no Estádio do Fontelo, e julgo que seria muito importante colocar uma cobertura na Superior Central. Hoje, em dia, com os novos materiais e com as novas téncicas de coberturas, é perfeitamente possível fazer um cobertura, apoiada no muro de suporte ao Estádio de modo a cobrir toda a bancada sem quaisquer pilares de apoio na parte da frente. É uma questão de colocar o contra-peso adequado para a parte de cima e exterior do Estádio.

Mais importante do que colocar cadeiras nos topos, que torna o Estádio muito mais bonito, é verdade, acho que a cobertura da banca, seria muito, muito importante.

Vamos Consolidar o Académico, vamos em frente!


Carlos Silva

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

Esse Carlos Silva vive noutro mundo.
Quarta-feira à tarde (15h00) é horário para quem não trabalha porque é rico ou tolo, suficiente para ir ver um jogo de futebol de segunda ou terceira categoria, os desempregados vão ver a bola ao café!

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Viriatus disse...

Não vale a pena chover no molhado...Temos de ser consistentes em todos os jogos e a verdade é que não temos sido. A atitude do treinador no jogo de hoje é de reprovar. Foi malcriado para a massa adepta do club, no final do jogo. Posso dizer que o treinador vai embora, e já existe conversações com um treinador que habitualmente treina na primeira divisão. Seja bem vindo ao Académico Mister U

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Paulo Teixeira disse...

Grande Vitória.
Hoje não tenho muito para dizer, de certa maneira já esperava um resultado assim há muito tempo pois o Académico costuma jogar muito bem com equipas deste calibre.
Obrigado equipa por nos fazerem felizes, força Académico eu acredito que o melhor ainda está para vir.
ACADÉMICO VISEU PROVAVELMENTE O MELHOR CLUBE DO MUNDO!

Paulo Teixeira sócio 752.

quarta-feira, 27 novembro, 2013
Anónimo disse...

Gostei da exibiçao do nosso academico, muito personalizada, sempre com a ambiçao de chegar ao golo, o que tal veio a acontecer! Bom golo do Bruno Loureiro, numa jogada que por coincidencia é entre 3 jogadores que ja transitam da epoca passada, Ze rui, Luisinho e Bruno Loueiro, bom entendimento! Agora esperemos um bom resultado num campo tradicionalmente dificil, mas se jogarmos como hoje, de certeza que podemos vir com pontos de Matosinhos! Parabéns a toda a equipa sem excepçao!

quarta-feira, 27 novembro, 2013
jose pereira disse...

Concordo totalmente com o comentário carlos silva sobre o trabalho realizado no estádio Fontelo.
de fato um telhado central, na Parte superior, seria uma grande vantagem para os fãs, e eu acho que o público iria se mover com mais freqüência.
cadeiras para o conforto teria algo grande.
Acho que o Sr. Presidente da Câmara Municipal é uma pessoa ambiciosa, ele quer aumentar o palco para o nível da Liga Sagres, bravo ........
Académico de Viseu até o fim, vamos, Vamos .......................

quinta-feira, 28 novembro, 2013
Anónimo disse...

Mais cadeiras para ficarem vazias?
Os jogos às quartas e aos sábados são para ser televisionados - os sócios e os adeptos são secundários face ao dinheiro da TV.
A verba da câmara verba é insuficiente para fazer uma cobertura, os materiais modernos são leves mas muito caros.
Não sei se sabem que nas primeiras filas da bancada central chove e duas as laterais são descobertas e iam agora cobrir a superior?

Rui Pedro

quinta-feira, 28 novembro, 2013