quinta-feira, outubro 17, 2013

Apresentação do adversário: COL - Oriental

Nome: Clube Oriental de Lisboa
Ano de Fundação: 1946
Localidade: Lisboa
Associação: Lisboa
Estádio: Campo Engenheiro Carlos Salema (8500 lugares)
Equipamento: Camisola vermelha, calções brancos, meias vermelhas


Um pouco sobre a história do clube: O Oriental foi fundado a 8 de agosto de 1946 numa fusão de três clubes, o Chelas Futebol Clube, o Marvilense Futebol Clube e o Grupo Desportivo “Os fósforos”.
E em boa hora o fizeram pois, se por um lado colocaram um fim a uma rivalidade “doentia e selvagem” entre os clubes citados, por outro viram o seu esforço recompensado pois 4 épocas depois – em 50/51 e às custas do Académico de Viseu – chegaram mesmo à I Divisão. E foi uma estreia em grande já que alcançaram o 5º lugar (entre 14 equipas).
Esse 5º lugar foi mesmo a época mais brilhante da história do clube que contou ainda com mais seis presenças na I Divisão (51/52, 53/54, 56/58, 73/75).
Com maior ou menor dificuldade a verdade é que, o Clube Oriental de Lisboa, esteve sempre a disputar os campeonatos nacionais de futebol


Foto retirada do site zerozero.pt

Passado em comum:

Encontraram-se na época 49/50. Foi na fase final da II divisão onde se jogava a subida à I Divisão numa competição em que também jogaram Boavista e União de Montemor. Quem subiu foram os lisboetas e os portuenses. No Fontelo empate a 3 (o Académico esteve a perder 1-3). O pior foi no Campo Engenheiro Carlos Salema. Ora veja:

49/50 (II) – Ac. Viseu 3-3 Oriental (Ferreira e Zeca 2); Oriental 10-1 Ac. Viseu (Telechea)

Plantel:

Botelho – 37 anos, guarda redes. Tem uma carreira da qual se pode orgulhar. Muitos podem achar que ele é baixo para a função (tem menos de 180 cm) mas tem passagem por clubes como o Belenenses e Vitória de Setúbal. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

Mota – 26 anos, guarda redes. É o titular da baliza. Formado no clube e foi ali que sempre jogou. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

João Amorim – defesa, direito e esquerdo, 22 anos. Tal como Mota só teve até hoje um clube, o Oriental. Por isso mesmo nunca defrontou o Académico de Viseu.

Sócrates – Defesa, mas faz todo o corredor, 21 anos. Segunda época no Oriental. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

Carlos Alves – Defesa/médio esquerdo, 25 anos. Voltou ao Oriental está época proveniente do 1º de Dezembro. Formado no Belenenses. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

Daniel Almeida – Defesa central, 29 anos. Quarta época no clube. Tem feito a sua carreira em clubes de Lisboa e por isso mesmo ainda não defrontou o nosso clube.

Hugo Grilo – Defesa direito e defesa central, 27 anos. Jogador com formação no Benfica vai para a terceira época no Oriental. Na época 09/10 era jogador do Operário e foi titular nos dois jogos contra o nosso clube (0-1 no Fontelo e 1-1 nos Açores).

Tozé – Defesa central, 27 anos. Formado no Belenenses esta é a sexta temporada em que está no clube. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

João Vrea – 19 anos, defesa central. Veio do Sintra Football.

Jaime Seidi – médio defensivo/médio centro, 24 anos. Chegou esta época ao clube vindo do Atlético de Reguengos. Nunca defrontou o Académico.

Sérgio Mendonça – médio defensivo/médio centro, 32 anos. 9ª Época consecutiva no Oriental. Em 03/04 era jogador do Pampilhosa e defrontou o Académico no Fontelo com vitória academista por 3-2 (golos de Paulo Listra, Chalana e Rui Miguel).

Tiago Mota – médio centro (também pode jogar a defesa direito, 27 anos. Passou pela formação do FC Porto e vai para a 5ª época como jogador do Oriental.

Tom – médio centro, 26 anos. Veio do campeonato angolano, do  Benfica de Luanda. Nunca jogou com o Académico de Viseu.

Joãozinho – médio centro, 19 anos. Veio da formação e estreia-se nos seniores e por isso mesmo nunca jogou com o Académico.

Juan Cordoba – médio centro, 19 anos. Estreia-se como sénior vindo da Argentina!

Lopo – médio centro, 32 anos. Jogador com basta experiencia e que vai para a 4ª época no clube, duas épocas antes e duas depois de ter passado 4 épocas no Chipre. Defrontar o Académico de Viseu não é surpresa para ele. Ao serviço do Oliveira do Hospital, em 01/02, empatou em casa (0-0) e perdeu no Fontelo (2-1) com golos de Paulo Listra e Sérgio. Na época seguinte, novamwente ao serviço do Oliveira do Hospital perdeu de novo no Fontelo (2-0) com golos de Canita e Fábio e perdeu em casa (1-3) com 3 golos de Fábio. Em 03/04, ao serviço do Vilafranquense, perdeu no Fontelo por 1-0 com golo de Rui Miguel e perdeu em Vila Franca de Xira (1-2) com golos de Bruno Madeira e Paulo Listra. Que a história se repita!

Pedro Alves – extremo direito, 30 anos. Terceira época no clube de forma não consecutiva tendo chegado do futebol cipriota. Nunca defrontou o Académico de Viseu.

Sebas Nogueira – extremo, 25 anos. Natural de Seia foi formado no Sporting. Confesso que era um jogador que eu gostava de ver no nosso clube. Veio do Futebol Benfica depois de 4 épocas no Chipre. Nunca defrontou o Académico mas é craque!

Sebastien – 25 anos, extremo esquerdo. Segunda época no clube. Em 2010/2011, jogava no Juventude de Évora, eliminou o Académico de Viseu da taça de Portugal (1-0) e foi mesmo ele o autor do golo!

Anderson – 33 anos, ponta de lança. Segunda época no clube. Nunca defrontou o Académico.

Mauro Bastos – 34 anos, ponta de lança. Não é um grande marcador de golos (só por uma vez ultrapassou os 10 golos numa época em jogos para os diversos campeonatos) mas é um jogador de qualidade. Já jogou no Tondela e esta é a sua segunda época no Oriental sendo que de 2003 a 2005 jogou na I Divisão pelo Gil Vicente. Em 98/99 era jogador do Fanhões e jogou com o Académico tendo perdido em casa (1-2) com golos de Jacques e Mangonga e perdeu no Fontelo por igual resultado com dois golos de Sérgio. Em 00/01, ao serviço do Caldas, perdeu em Viseu por 4-1 com golos de Santos, Rui Lage, Rui Santos e Pedros. Na época seguinte, ainda no Caldas marcou ao Académico mas acabou por perder (1-2) com os golos academistas a serem marcados por Amorim e Rui Santos, na segunda volta atuou na goleada que a sua equipa infligiu ao Académico (2-5) sendo o autor de 3 golos, de referir que os nossos golos foram marcados por Lemos e Pedro Fonseca.

Heli Santos – 19 anos, ponta de lança. Primeira época de senior.


Ballack – 26 anos, ponta de lança. Veio do Sporting da Praia (Cabo Verde) e estreia-se no futebol português.

Jogadores que alinharam em ambos os clubes:

Tiago Rosa – o atual jogador do Académico de Viseu alinhou no Oriental em 2010/2011, fazendo parte de um plantel que terminou em sexto lugar a II Divisão, Zona Sul.

Chaves – Este central que foi jogador do CAF em 69/70, jogaria mais tarde no Oriental (71/73) alcançando um 5º lugar e um 2º, respetivamente, e ajudou o clube a subir à I Divisão.

David Nunez – Duas épocas no Oriental (2008/2010). Na primeira época ajudou o COL a classificar-se na 7ª posição (II Divisão) e na segunda ajudou o clube a alcançar um 4º lugar.

Kifuta – Foi jogador do Oriental em 11/12, com Filipe Moreira a treinador, ajudando o clube a ser terceiro classificado.

Marcelo Henrique – Jogou no Oriental em 09/10 antes de vir para o Académico (ainda nessa época)

Melo– Este avançado, formado no Benfica, estreou-se como sénior no CAF. Mais tarde esteve no Oriental em 3 épocas (00/01, 03/04, 04/05) na primeira época desceu à III Divisão voltando depois para jogar na II Divisão de novo.

Muller – Ajudou o Académico de Viseu a subir à Lga de Honra em 92/93. Jogou no Oriental em 4 épocas bem antes de vir para Viseu (80/84, 87/88) andando pela III Divisão (3 épocas) e II Divisão (2 épocas).

Nogueira – Em Viseu jogou na I Divisão (88/89), no Oriental (86/87) foi 11º na II Divisão.

Paulo– Lateral direito (?) do CAF em 81/82 (I Divisão) jogaria mais tarde no Oriental (95/96) alcançando um 12º lugar na II B, Zona Sul.

Peres – jogador muito importante em Viseu (83/86) vindo depois a transferir-se para o Oriental (87/89) com um 9º e um 14º lugar na II Divisão Zona Sul

15 comentários:

Paulo Teixeira disse...

Thiago Pereira e Ibrahima, o que se passa com estes jogadores?
PT Sócio 752

Nota: Domingo lá estarei com o meu cachecol em Marvila, peço a todos os viseenses apesar do mau momento que compareçam domingo em força no estádio do Oriental.

segunda-feira, 14 outubro, 2013
--FD disse...

Alguém confirma a hora deste jogo?

Já vi em alguns sites que será às 15h e noutros que será às 17h. No site da FPF não encontro essa informação...

Força Académico!

terça-feira, 15 outubro, 2013
Anónimo disse...

VAmos encarar este jogo com todo o cuidado, todo o respeito pelo Oriental, mas mostrando em campo que o Académico equipa de preto e que os bons resultados estão de regresso.

É muiiito importante ganhar este jogo e passar para a fase seguinte!

ForçaAcadémico!

Carlos Silva

terça-feira, 15 outubro, 2013
--FD disse...

Após contacto com a FPF confirmei que o jogo vai ser às 15h de Domingo.

quarta-feira, 16 outubro, 2013
Anónimo disse...

Desejo a melhor sorte do mundo ao Académico. Sinceramente, não acredito na passagem à próxima eliminatória. A equipa joga sem nexo, não há ligação entre sectores e a defesa sem claudio é zero. Tiago gonçalves sozinho é impotente... Ouxalá me engane. Claro que FM não tem categoria , mas isso já todos nós sabemos.

quinta-feira, 17 outubro, 2013
562 disse...

Contra o Oriental, equipa do CNS, como é natural o FM vai por a equipa a jogar à defesa. Depois, vai passar o jogo todo a esbracejar como um tolinho e a gritar, pois não vai entender o porquê da equipa não produzir o futebol que ele idealiza na sua mente de ouro... No final, se o CAF ganhar, vai desfazer-se em críticas à equipa com os já clássicos "podemos e devemos fazer melhor", "ainda não atingimos o nível que eu quero"; se o CAF perder, vai atacar com "a qualidade ofensiva", "os processos", "as dinâmicas", "hoje os meus jogadores isto e aquilo"... Em suma, vai ter o comportamento medíocre e desajustado que sempre teve...
Estou numa fase em que não tenho esperança de que o CAF ganhe qualquer jogo; apenas desejo que ganhe, mas com carradas de cepticismo..

Gostaria de saber qual foi a melhor participação de sempre do CAF na taça e que eliminatória atingiu... Será que alguém me pode informar?

Um abraço a todos os Academistas.

sexta-feira, 18 outubro, 2013
Anónimo disse...

Sem fé nenhuma....

sexta-feira, 18 outubro, 2013
Anónimo disse...

Sr Filipe Moreira precisamos de ganhar este jogo. Tem equipa com qualidade mais que suficiente para eliminar o Oriental. De outra forma o melhor é não regressar e ficar pela capital

sexta-feira, 18 outubro, 2013
Marco Gomes disse...

Eu vou lá estar com a minha camisola assim como tive no seixal e vou estar em alvalade, apesar da hora desse jogo...
FORÇA RAPAZES!!!

sexta-feira, 18 outubro, 2013
Anónimo disse...

É importante ganhar, muito importante e vamos Conseguí-lo!

Nós Estamos convosco e contamos com vosso querer, a vossa determinação, a vossa garra, para seguirmos em frente na Taça de Portugal!

Força Académico!

Carlos Silva



sexta-feira, 18 outubro, 2013
José Carlos Ferreira disse...

A MAGIA DO FUTEBOL não tem tudo sobre a história do Académico, mas tem muita coisa!

http://a-magia-do-futebol.blogspot.pt/2009/01/acadmico-de-viseu-jogos-da-taa-de.html

sexta-feira, 18 outubro, 2013
--FD disse...

Respondendo ao sócio 562, penso que o nosso melhor resulado foi chegar aos quartos de final em 78/79. Perdemos contra o Sporting de Braga (0-2) no Fontelo.

Saudações Academistas.

sexta-feira, 18 outubro, 2013
A MAGIA DO FUTEBOL disse...

A resposta está no link disponibilizado pelo José Carlos Ferreira

sexta-feira, 18 outubro, 2013
562 disse...

Obrigado pela informação.

Estive no estádio das Antas a "quase" ver o CAF a eliminar o Porto. Como andava numa escola que tinha uma entrada pela Rua de Santa Catarina, no Porto, passava todos os dias pela montra das antigas instalações do jornal O JOGO, onde estava sempre o jornal exposto para a populaça ver. Nesse dia, a 1ª página do jornal era toda ocupada por uma fotografia do alinhamento inicial do Académico (grande equipa: Augusto, Arsénio, Besirovic, Zé d'Angola, etc) e, em letras garrafais ESTA EQUIPA ASSUSTOU O DRAGÃO! Naquele dia, mesmo após a derrota, não havia espaço onde coubesse o meu orgulho. Gostaria de voltar a ver o CAF em circunstâncias idênticas, mas não vejo modos, com esta ave rara a treinar a equipa.

Gostava muito de acreditar que o CAF passa, mas estou muito céptico.

Um abraço a todos e FORÇA ACADÉMICO!

sexta-feira, 18 outubro, 2013
Paulo Teixeira disse...

Depois de eliminar o Monção no Fontelo vitória por 4-1 nos 1/64 avos de final, a seguir 1/32 avos de final empate em Torres Vedras a zero o que levou a jogo de desempate no Fontelo e aí o Académico foi mais forte, vitoria por 2-1, nos 1/16 avos de final vitória por 1-0 no Fontelo frente ao Amora, nos 1/8 avos de final nova vitória no Fontelo por 2-1 frente ao Sporting de Espinho e depois nos quartos de final fim de linha com o Sporting de Braga, derrota por 2-0 no Fontelo, uma competição que viria a ser ganha pelo Boavista vitória por 1-0 frente ao Sporting no Jamor.
É com grande prazer e satisfação que vou estar amanhã em Marvila a assitir ao jogo Oriental-Ac. Viseu, mais uma vez peço a todos viseenses a residir em Lisboa ou arredores que compareçam em força no estádio Carlos Salema, eu sei e todos nós sabemos a equipa não está a produzir aquilo que nós todos queriamos, eu sei que FM não está a conseguir levar o barco a bom porto, mas perante tudo isto não acho que o melhor a fazer é transformar os jogos do Académico num barril de polvora, eu estive no Seixal claro que não gostei do que vi, apesar de em algumas fases do jogo o Académico me ter surpreendido pela positiva, mas ou a falta de sorte ou sei lá o quê não ter permitido ir mais longe.
Estive tambem na derrota em casa frente ao Braga e admito saí irado do Fontelo perante o fraco desempenho do Académico, tenho visto pelos resumos da Sportviseu os jogos do Académico e muito sinceramente não gosto daquilo que vejo, mas perante isto tudo não acho que a melhor saída é mais uma vez transformar os jogos em barris de polvora, a mudança de treinador podia ser benéfica ou talvez não, vejam o caso do Farense, acho que o grande erro foi ter mandando (espero que lá mais para o fim da epoca se saiba mais sobre estes casos) embora Calico e Helder Rodrigues, é estranho a pessoa que fez uma equipa ganhadora em menos de um ano destrui-a não consigo compreender o porquê da não utilização de Thiago Pereira, Ibrahima e Bruno Loureiro três pilares importantes da equipa da epoca passada, para terminar peço mais uma vez a todos que amanhã vão estar no estádio do Oriental que puxem, que gritem até mais não pelo Académico, porque se não o fizermos o adversário fica mais forte, sei que vai ser dificil mas vamos fazer barulho,vamos empurrar a equipa para a vitória, eu acredito nem que seja em grandes penalidades!

sábado, 19 outubro, 2013